Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Não sou simpático à fórmula do Campeonato Catarinense por (semi) pontos corridos

23 de novembro de 2015 4

Todos sabem minha postura, basta pesquisar no blog: sempre a favor de pontos corridos, por julgar que é o método mais justo.

Então o cara errou no título do post, deve se perguntar o blogueiro mais atento; ou está sendo contraditório, diria o leitor mais ácido!

Pode até ser. Aceito a crítica. Apenas tenho visões diferentes do que penso em relação ao Estadual e ao Brasileiro da Série A.

Para mim, a elite não pode ser pensada sem pontos corridos. Até porque há a Copa do Brasil para os clubes terem uma alternativa.

Acho até que a Série B também merece os pontos corridos, embora careça de um amadurecimento maior do nosso futebol.

Todos os outros campeonatos precisam de fórmulas que garantam competitividade e emoção e, para mim, o Estadual não é diferente.

Pensar que, com pontos corridos (veja a fórmula aprovada clicando aqui), todos os times receberão os “grandes” de SC e isso garanta casa cheia é achar que seu time fará grande campanha, ou haverá equilíbrio até o final. Até pode acontecer. Mas é difícil. A história prova isso.

Em 2007, com 12 clubes e fórmula igual, tivemos no turno o Criciúma com 28 pontos e o Próspera com 8, 20 pontos de diferença. No returno, a Chapecoense (campeã) com 29 e o Juventus com 4 (isso que o Juventus foi bem no turno, vejam a disparidade).

Em 2008, tivemos no turno o Figueirense (campeão ao final) com 25 e o Atlético Tubarão com 6 e, no returno, o Criciúma com 25 e o Guarani com 6. É muita diferença e tivermos muitos jogos sem emoção.

O que pode ocorrer é que, no returno, haverá polarização na briga por vaga na final e a luta será por rebaixamento. Sem contar o perigo da falta de datas. Qualquer problema extracampo complica todo o calendário.

Mas não vou pré-julgar. Vamos ver o resultado na prática e, então, avaliar.

Bookmark and Share

Comentários (4)

  • Da Barra diz: 23 de novembro de 2015

    Castiel!

    Agora fiquei “aburrido”, pode isso?

    Justifico!

    É que, sem o “quadrangular da morte”, onde vamos encaixar o Bvai?
    Sem essa “teta” do quadrangular, o Bvai vai para a segundona de certeza,… hehe!

  • Mazinho alvinegro diz: 24 de novembro de 2015

    Também acho errada, vai prejudicar os clubes da ilha, querem se recuperar nos últimos jogos.
    Mas essa fórmula acredito que meo Figueira vai precisar muito mais que o juiz (Héber) ou um advogado para ganhar o título, vai precisar jogar bem desde o início. hehehehe.

  • Maraca tricolor diz: 29 de novembro de 2015

    Castiel,

    Sou a favor de pontos corridos, mais com a seguinte fórmula.

    Apenas 8 times – qualifica mais o campeonato
    Turno e returno – 14 datas
    Final entre campeão do turno mais o campeão do returno – 2 datas
    Caso uma terceira equipe faça mais pontos na classificação geral um triangular apenas jogos de dia decidindo os jogos conforme classificação geral
    1 colocado – 2 jogos em casa
    2 colocado – 1 jogo em casa
    3 colocado – 0 jogos m casa

    Penso que desta forma teríamos mais emoção até o final do campeonato, tanto na parte de cima com Criciúma, joinville, Figueirense, avai e Chapecoense, como na parte de baixo, com os times que costumeiramente infernizam os grandes.

    Abraço

    Maracaja tricolor

  • Leandro FFC diz: 22 de dezembro de 2015

    Adivinha o campeão???? Campeonato catarinense está cada vez mais sem graça!!!!

    Eu sou série A, e vc?

Envie seu Comentário