Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Empate dramático em Palhoça, com Guarani e Figueirense em disputa radical

10 de fevereiro de 2016 4
Guarani x Figueirense

Guarani x Figueirense, foto Marco Fávero

Como era de se esperar, o Figueirense encarou uma encrenca gigantesca em Palhoça. O Guarani é um time valente e muito bem treinado pelo folclórico Ramirez.

No primeiro tempo, justiça. Maranhão fez seu cruzamento com perfeição, o conjunto da zaga alvinegra babou e caixa. E Claytinho aproveitou a devolução do presente (de zaga para zaga) e empatou.

No segundo tempo, a coisa esquentou no início. A expulsão de Bruno Alves foi daquelas em que o atleta dá chance ao árbitro. Colocou a mão no rosto do adversário, foi imprudente.

Agora, convenhamos, o teatro feito por Paraíba é daquelas coisas tristes no futebol brasileiro. O levar vantagem com encenação. Tem que ser punido pelas imagens.

Everton Santos ampliou para o Figueira, mas Maranhão, um baita jogador, empatou novamente.

Outra coisa, o Ramirez subiu num telhado e pegou um cone para ficar mandando instruções aos jogadores depois de expulso. Pergunta: pode?

Vale registro, ainda, os dois excelentes goleiros de Guarani e Figueira. Thiago e Gatito foram muito bem no jogo.

Bookmark and Share

Comentários (4)

  • Avaiano SEMPRE diz: 11 de fevereiro de 2016

    Ué? não comentou sobre o público?não vai comparar com o jogo do Avaí, que jogou com um time de fora e botou mais publico que o time do estreito jogando com o anfitrião?

  • marcos diz: 11 de fevereiro de 2016

    Assisti um bom pedaço do primeiro tempo. O Figueira, sem Claiton, se equivale ao nível geral do campeonato, tipo série B pra C. Não se iludam, vai ser mais um ano de sofrimento até a última rodada nessa sina anti rebaixamento. Ano passado o Avai – ops, Wagner Love – ajudou. Mas as vezes a sorte não ajuda na hora em que a gente quer.

  • ney lucio felix diz: 11 de fevereiro de 2016

    Quando o William foi expulso não comentasse a encenação do Vitor Hugo do camboriú e não achasse triste e ruim para o futebol.
    Agora quando é contra o time do motoboy as críticas são severas e o árbitro não presta e vai esculhambar o campeonato.
    Como diria certo torcedor preto e branco “interessante nê Alves”.

  • Gegon diz: 11 de fevereiro de 2016

    Juiz fraco, o lance da expulsão começou com parada desnecessário do jogo pelo juiz no pisão em Dybal (o certo seria falta e cartão amarelo para jogador do Guarani), não definiu como seria o reinício, e deu no que deu no bagão. E a bandeirinha(assistente) não tem boca? pois o lance foi na sua frente.

Envie seu Comentário