Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Qual clube de SC valoriza mais seus ídolos? Marquinhos e o Avaí, um belo exemplo de relação

05 de março de 2016 4

marquinhos

Essa eu encontrei no Face do professor Mesquita. e Compartilho para uma reflexão: a importância de ter um ídolo.

Claro que a imagem é uma brincadeira. Mas Marquinhos está aí, mesmo fora de campo defendendo o Avaí com garra.

E, no futuro, estará junto ao clube como dirigente, não há dúvida.

O Criciúma, frequentemente, traz ídolos para perto do clube, remember Itá e o próprio Cavalo, além de Wilsão e vários outros. O JEC não tem Nardela em seus quadros, mas idolatra o atleta.

O Figueira tem dentro do clube Albeneir e Genílson, mas renega Fernandes e Wilson, o que é uma pena.

Enfim, este o lado bacana do futebol.

Aliás, se algum blogueiro me mandar um meme de um ídolo seu, posso até fazer uma postagem para valorizar quem ajudou seu clube. Seria legal

Hoje tem Avaí e Tigre, jogão, após a partida, post aqui.

Bookmark and Share

Comentários (4)

  • João Lídio Sprada diz: 5 de março de 2016

    É lógico tudo clube tem no mínimo um ídolo. O nosso AVAÍ é o Marquinhos, mas não podemos esquecer dos ídolos do passado.

  • Alemão diz: 5 de março de 2016

    Ao sempre repetitivo MAZINHO ALVINEGRO.
    Não me incomoda nem um pouco o Figueirense. O que talvez te incomode são os fatos, digo fatos mesmo, que mostram que teu time só virou grande em SC depois dos anos 2000.
    O que talvez irá me incomodar é quando tu conseguires parar de se apoiar somente no papo de sempre de + vezes campeão e atual bicampeão e rebater meus comentários com argumentos e sem baixar o nível.
    É isso aí…

  • Mazinho Alvinegro diz: 6 de março de 2016

    Alemão, só pra ti!

    Sds. Alvinegras desde o + x CAMPEÃO e atual BICAMPEÃO em cima dos Joincolonos, o + x série A, o primeiro no ranking estadual, sem canetaços, tudo conquistado dentro de campo e tudo dentro da legalidade.

    Isso deve te doer muito internamente, .. hehehe!

  • Mazinho Alvinegro diz: 6 de março de 2016

    Sobre o tema proposto, Castiel, usarei um termo antigo pra ti:
    “Tu estás por fora”!
    Explicando!
    Não existe (no Brasil) mais tempo hábil para se formar um ídolo devido a alta rotatividade do mercado.
    Nosso pais empobrecido e falido não tem como resistir ao poderio financeiro europeu e asiático.
    Não há mais como manter ídolos como existiam no Santos e Botafogo da década de 60, onde todos os jogadores eram ídolos devido a longevidade no clube e a alta performance daqueles atletas.

    Pegue teu Inter de 75, 76, e 79 e conte quantos ídolos que ficaram para sempre na memória colorada. Klarokê são muitos.

    Essa é a nossa realidade e, por isso mesmo, o tema proposto não se justifica mais.

Envie seu Comentário