Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Apito pesado do Fifa Héber Roberto Lopes para Figueirense x Avaí no Scarpelli

06 de abril de 2016 8

O presidente Delfim Peixoto Filho, impagável na apresentação do sorteio de arbitragem, não brincou em serviço. Aliás, recomendo quem nunca assistiu ao vivo, conferir. O Delfim dá um show.

Mas o presidente não brincou nos nomes, ele sabe o peso do clássico Avaí x Figueirense, atacou de Fifa nas duas possibilidades da famosa bolinha, que muitos dizem cair sempre o que o Delfim quer. Mas Delfim fez questão de dizer o horário do sorteio e ironizar seus detratores.

Ao vivo conferi o nome de Héber Roberto Lopes ser o escolhido, superando Sandro Meira Ricci.

Pronto, vai apitar o clássico um nome que apita Libertadores, o árbitro em melhor fase técnica do Brasil e da América do Sul. Agora, os jogadores têm que se preocupar com a bola. O extracampo é melhor esquecer. Tem apito pesado. Melhor não testá-lo. Jogar bola é a melhor, talvez a única opção, dos atletas.

Bookmark and Share

Comentários (8)

  • figueira diz: 6 de abril de 2016

    a paquita nao joga, nao terá confusao. todo jogo com a boneca em campo tem rolo… agora sim um clássico decente. aqui é fiGUERRA

  • Ismael Jacques diz: 7 de abril de 2016

    Sem a loira fresca e Eduardo cachaça pode ter certeza que o árbitro
    vai apitar tranquilamente .

  • carlos diz: 7 de abril de 2016

    Torcidinha sem-vergonha essa dos brócolis e gambazeira. Nem a 10,00 conseguem colocar um público decente.Não tem dinheiro porque tem que pagar ônibus aí ficam sem nada . Façam como a do Maior de SC o mais vezes campeão no CAMPO. Cada um vai com seu carro.

  • Carlos Cojeka diz: 7 de abril de 2016

    O cara não quer confusão e assina “figuerra”. E o medo do anjo loiro hein?

  • Renato Kammers diz: 8 de abril de 2016

    Referente a polemica na venda de ingressos, sugiro a diretoria do figueira, na próxima vez faça a promoção independente do valor, na hora da compra todos devem estar utilizando a camisa do figueira, para os setores B e visitante, quero ver um avaiano vestir a camisa do figueira. Pronto, simples, sem guerra.

  • Antônio Prazeres das Dores diz: 8 de abril de 2016

    Saiu quem o gordo queria. Cuidado! Só que desta vez esse clássicozito vale nada. Que nem a maior parte das vezes, pois é raro esses dois disputarem o campeonato numa final. É uma vez a cada 50 anos. Quem manda mesmo é o interior e os colonos como a manézada gosta de dizer.
    Acho eu de que………….

  • jose m. cardoso diz: 8 de abril de 2016

    Célio Amorim, não foi para o sorteio do clássico, porque não achou o caminho de volta
    depois do corretivo que levou, daqueles que não tem sangue de barata ( sou contra agressão), por ter agido de má fé no gol ilegal da chapecoense (impedimento considerado por todos os comentaristas). O clássico ganha no quesito paz, na ausência
    do ídolo deles (marquinhos), que em todos os clássicos, causa provocações e brigas em clássicos, por
    ter sido dispensado do figueira , clube de seu coração que ele escolheu para iniciar sua carreira futebolística, ainda guri. Se ele tivesse a metade do controle emocional eterno ídolo FERNANDES, adorado por todos , seria bem diferente. um abraço a todos e muita paz no clássico.

  • Luis diz: 8 de abril de 2016

    É mesmo verdade que o Procon determinou a venda de mil ingressos para o vaianus?http://globoesporte.globo.com/sc/futebol/campeonato-catarinense/noticia/2016/04/procon-aguarda-posicao-do-figueira-sobre-promocao-do-classico.html
    Muito estanha a medida, se fosse para acolher deveria ser proporcional, são 18.000 ingressos para o figueirense e só 1000 na promoção, correspondendo a 5,555%. Assim, se são 2000 ingressos para o vaianus, proporcionalmente, deveriam ser 112 na promoção, arredondando para cima. ao que parece a impessoalidade passou longe do Procom, isso sim merece investigação do MP.

Envie seu Comentário