Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Gol de Ermel diminui o estrago que o árbitro causava ao Figueirense ao não marcar pênalti escandaloso

25 de maio de 2016 8

Existem erros de arbitragens aos montes por aí. E respeitamos o direito do árbitro errar, é um ser humano e não tem a tecnologia ao seu favor. (confira o lance no Globo Esporte). Mas, no 2 a 2 de Figeuirense e Santos, o limite do aceitável foi ultrapassado.

O pênalti não dado pelo árbitro Wagner do Nascimento Magalhães, que poderia representar o empate do Figueira diante do Santos, foge da categoria erro. Escapa do aceitável. Foi, na verdade, um escândalo. Uma vergonha. Um acinte. Um desrespeito com quem pagou ingresso. Algo que, na Europa, se o árbitro não desse, o próprio time infrator avisaria do erro e pediria a marcação.

Se o árbitro não tivesse visto o lance, o que já seria um absurdo (deu um pênalti, que foi também, embora muito menos escancarado, para o próprio Peixe), ainda teria o auxiliar de frente para o “crime”.

Se o sujeito não dá uma penalidade dessas, seu auxiliar deveria ter avisado. Ou, o auxiliar estava olhando, provavelmente, os novos refletores do Scarpelli, ou aguardando o novo óculos que ainda não ficaram prontos. Tudo, menos prestando atenção. Porque, se estivesse, daria o lance. Ou…

Que o Santos foi muito melhor no primeiro tempo, não há dúvida. Mesmo assim, o Figueira saiu na frente. Que uma vitória santista seria justa pela produtividade, ninguém nega. Mas futebol prega surpresas, como vimos na primeira etapa. E por que interferir no resultado negando ao Figueira a marcação de um lance tão ridiculamente escancarado?

Melhor nem tentar explicar. Ainda mais que o lance poderia ter iniciado a reação alvinegra mais cedo.

Fico pensando, num curso de arbitragem, quando se mostrar este lance. Se eu sou o seu Wagner e seu assistente, largaria a arbitragem, com vergonha.

 

Confira abaixo o lance, conforme publicado no Face do Esportezona:

 

Bookmark and Share

Comentários (8)

  • Pedro diz: 25 de maio de 2016

    Castiel, ao contrário de ti, eu fico pensando pra quê essa despesa extras com 2 auxiliares atrás do gol no futebol Brasileiro, sendo que eles nunca auxiliam quando é preciso. Não é a primeira vez que eles mostraram ser ineficientes.

  • Jose Onildo Silva diz: 25 de maio de 2016

    Castiel, sai do jogo logo após o … não ter dado o pênalti no Ferrugem,uma vergonha de arbitragem, com certeza este já veio com o resultado no bolso, infelizmente não da para ir mais a jogos no campo, (vergonha)……………..

  • Mauri Carlos de Souza diz: 26 de maio de 2016

    Como pode uma arbitragem errar tanto, o Figueirense foi muito prejudicado ano passado com erros deste tipo e este ano está se repetindo, este arbitro marcou duas penalidades não muito clara para o Santos e para o Figueirense um pênalti claríssimo daquele ele não marcou, no mínimo muito estranho.

  • Guinho diz: 26 de maio de 2016

    Castiel, fomos roubado sim, de forma escancarada, este é o nosso futebol Brasileiro, os caras ja vem mandado, mas o nosso time também é rídiculo, diretoria incompetente e tecnico idem …por isso ja não vou mas a campo perder meu tempo.

  • Mazinho Alvinegro diz: 26 de maio de 2016

    Perfeito o teu comentário, Castiel!

    Esse pênalti não marcado causou um tremendo estrago no MAIOR.

    Só acho que, o Eutrópio, teve culpa no cartório ao posicionar o time muito recuado no primeiro tempo, contra um time muito bem treinado e entrosado.
    Empate dentro de casa sempre é uma mau resultado.

    “Siga la pelota!”

  • elvisfloripa diz: 26 de maio de 2016

    em replica ao Pedro…os dois assistentes, um detras o do lado de cada gol, deixaram de ser utilizados no campeonato Brasileiro de 2015.

  • Jose M. Cardoso Cardoso diz: 26 de maio de 2016

    Castiel, muito realista seu comentário! Toda a crônica esportiva nacional menciona o pênalti
    não marcado para o Figueirense, só o Sr padrão FIFA (indicação duvidosa), Wagner Magalhães ” NÃO VIU”. Bem , quanto ao futebol apresentado , quero alertar ,que se o
    Sr presidente, quiser ver em prática , o prometido à sua torcida , que lutaria por algo
    a mais , do que lutar apenas pelo rebaixamento , não é com esse método apresentado diante do Santos em seus domínios, com o time todo recuado e apenas o Rafael Moura
    na frente, isolado. Na minha opinião, Dudu merece entrar jogando no lugar do Guilherme Queiroz e Ortega , mesmo jogando 5 minutos por partida, mostrou que joga
    nesse meio de campo , com uma perna só.
    Um abraço a todos e obrigado pelo espaço para expormos nossa opinião.

  • carlito diz: 30 de maio de 2016

    Futebol é de contato.O jogador do figueira se jogou no corpo do zagueiro do santos.Era para ter levado amarelo isso sim. Os 2 do Santos foram bem marcados.

Envie seu Comentário