Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Outros assuntos"

Sobre coragem, decência, honra e sobre uma decisão linda do Avaí no assédio do Fluminense

29 de julho de 2015 32

Poder elogiar dirigentes desportivos no Brasil não é uma tarefa fácil. Por este motivo fico extremamente feliz em não só elogiar, como também manifestar meu orgulho por duas ações recentes do comando do Avaí.

Primeiro, na ação em relação aos haitianos, um golaço. Uma demonstração de quem e como o clube se entende no mundo. O Avaí dá um banho de marketing. Mostra para o mundo um perfil de clube solidário, globalizado, preocupado com as diferenças.

Aliás, não é à toa que o Avaí faz um trabalho fantástico de aproximação com os municípios catarinenses, com homenagens em camisas e com ações junto à população das cidades que incluem visitas ao clube.

Quem não sabe, o Avaí também faz ações comunitárias fantásticas, traz torcedores mirins, carentes, e escolas para visitação, ou seja, não só em palavras, mas em ações pratica a inclusão social.

Só isso já bastaria para ter minha admiração. Mas não fica por aí: muitas vezes ações contundentes, na prática, falam mais alto ainda.

Recusar R$ 700 mil oferecidos por uma empresa, para jogar em Brasília na estreia de Ronaldinho Gaúcho é uma atitude, uma decisão, corajosa, de quem tem princípios éticos arraigados e confia nos rumos que quer tomar.

99% dos clubes pequeno/médios brasileiros tomaria uma atitude contrária. O Avaí foi corajoso e deu um recado tão bonito, que merece lotação esgotada da Ressacada no duelo. Seria uma retribuição da torcida merecida para uma atitude digna e que quebra paradigmas.

Parabéns, nação avaiana.

Ps: para encerrar, deveria estar no regulamento da competição que jogos em praças alternativas, devem ser negociados e vendidos antes da competição começar, se for o caso. Se for durante o torneio, é indecente e imoral.

 

Bookmark and Share

Taça no armário, um abraço... JEC e Figueirense: quem levar em campo não devolve a taça

01 de maio de 2015 29

Não se trata de desrespeitar, ou de desmerecer nossa Justiça Desportiva. Pelo contrário: ela é fundamental para o bom andamento do futebol.

Desde que provocada quando realmente necessário: casos de violência, grandes fraudes, desrespeito flagrantes à regra do jogo, etc. O que contesto é o uso que se faz dos tribunais hoje em dia.

São verdadeiros exércitos jurídicos capinando particularidades na letra da lei para tentar, fora de campo, mudar o que dentro dos gramados foi sacramentado. E aí um jogador amador, que sequer entrou em campo, vira motivo para contestar um possível título, até mesmo para deixar em aberto uma final de campeonato.

Percebam, não digo que é ilegal, Apenas reputo injusto. E nocivo ao futebol, ao torcedor que gosta de bola rolando e vê sua emoção desperdiçada, já que vibrou e chorou nas arquibancadas por algo que pode não ter valido nada.

Dito isso, apenas reafirmo: o resultado de campo, neste domingo, que colocar a taça no armário de alguém, vai ser o que vale. O resto, é um abraço. Será espetáculo para a mídia, sem tirar o título de ninguém.

Bookmark and Share

Sumiço do site do Avaí de parágrafo que explica punição coloca saia justa com Conselho Deliberativo

25 de março de 2015 30

Até as 9h da manhã desta quarta-feira, um comunicado oficial do Avaí, na capa do site, indicava que Carlito Arini e o supervisor Vinícius de Almeida haviam sido punidos no vexatório caso Antônio Carlos (confira a matéria).

Estranhamente o parágrafo no site oficial do clube, colocado ontem à noite sumiu às 9h da manhã de hoje (veja a nota no site, já reformulada). O que deixou o texto completamente sem compreensão, ou sem nexo causal. Já que informa uma punição no caso Antônio Carlos (relembre), mas não diz qual. Neste caso, para que publicar?

O Conselho Deliberativo do clube foi lá, apresentou uma ação concreta, o que a direção ficou devendo, e esta ação concreta some do site. Convenhamos, um erro destes mereceria muito mais que pena pecuniária, mas respeitemos a definição do clube. Contudo, dizer que puniu, mas não dizer quem é uma falha institucional de comunicação com seu público, que é o torcedor.

O clube precisa arrumar esta questão internamente, porque na Série A do Brasileiro (e espera-se na Série A do Campeonato Catarinense, porque a segunda divisão não é lugar do Leão) questões administrativas determinam rebaixamentos. Há especialistas em cuidar destas situações para acionar o STJD.

No Estadual o erro custou caro, o time estaria na luta contra o rebaixamento pelos resultados de campo (confira a tabela) mas o peso do erro determinou um prejuízo maior que o técnico, aliás incalculável do ponto de vista financeiro e de imagem. No Brasileiro, seria tudo isso em proporções ainda mais catastróficas.

Bookmark and Share

TJD-SC preserva sua imagem, mas coloca lenha na fogueira. Se Marcílio Dias obtiver a classificação, o pepino fica com o Pleno

03 de março de 2015 19

Tudo na vida é oportunidade seguida de uma ação. Se houver mais de uma oportunidade, a ação escolhida será uma opção. O TJD-SC fez sua opção, certamente a mais conveniente no momento. O órgão judicante viveria um dilema pós-julgamento do Marcílio Dias (clique aqui e veja a cobertura ao vivo do DC) se optasse por absolver o Marinheiro.

Absolvição que até os contínuos do STJD no Rio de Janeiro sabem que irá acontecer neste órgão. Então porque não abreviar o óbvio? Para não perder o moral, Se absolve, não faltaria quem atribuísse a decisão dos juristas como algo contaminado por um lobby da parte mais interessada, a FCF. Já que sempre o órgão puniu tal infração, não mudaria justamente agora.

Dizem que lei é lei, não se discute, se aplica. Mas não é bem assim. O TJD sabe muito bem que o recurso ao Pleno do próprio TJD ocorrerá na quinta-feira, um dia após a rodada decisiva desta quarta-feira. Então por que se complicar? Se há a opção de que o Marcílio fique de fora por pontos, dentro da competição, com o que o recurso não teria efeito? (clique aqui e confira a tabela do Catarinense)

O TJD nada mais fez que dar o tempo ao tempo. Pagou para ver. E, de quebra, colocou lenha na fogueira e empurrou o pepino para o Pleno. Ora, se o Marcílio fizer sua parte dentro de campo, o Pleno terá que decidir se empurra o caso adiante, para o STJD, ou se salva o Campeonato Catarinense de um buraco negro.

Porque, se for para o STJD, e se entrar na pauta da outra quinta-feira e se o Marcílio for absolvido (veja quantos “se”!), a reintegração do clube com duas rodadas já realizadas do Hexagonal será caótica. Três jogos por semana, se o sindicato dos Atletas não se rebelar.

Aguardemos, pois, as cenas dos próximos capítulos!

Bookmark and Share

Marcado para segunda-feira: Conselho Deliberativo do Avaí terá encontro extraordinário e de impacto

26 de fevereiro de 2015 25
Alessandro Abreu

Alessandro Abreu, presidente do Conselho do Avaí. Foto: Ricardo Wolffenbüttel

A crise institucional no Avaí terá o primeiro desdobramento oficial extracampo na próxima segunda-feira. Trata-se de uma reunião, extraordinária, do Conselho Deliberativo do Clube.

Falo extracampo, porque o episódio que comprometeu a largada do ano do clube (clique aqui e confira) com uso irregular do zagueiro Antonio Carlos já virtualmente tirou o a equipe do Hexagonal, da chance de ser campeão e com um espinho no sapato para fugir do rebaixamento no Campeonato Catarinense.

Internamente, o terremoto foi grande na própria diretoria executiva. Agora o Conselho entra em ação. Precisamente às 20h haverá a formalização e aprovação dos novos conselheiros. E, imediatamente, estes terão já como grande tarefa de “boas vindas” tentar entender o que houve, eventualmente confrontar a administração, repensar o clube e propor soluções. Pepino grande.

Em algumas conversas que mantive agora pela manhã sei que o debate será severo e contundente. As consequências podem ser medidas fortes e até surpreendentes.

Não consegui falar com o presidente do Conselho Deliberativo, Alessandro Abreu, pela manhã não o localizei nos seus telefones, mas às 13h vou tentar novamente junto à Procuradoria Geral um contato com ele.

O Avaí é uma instituição gigante e precisa sair mais forte deste erro gigantesco cometido administrativamente mas que maculou a instituição como um todo. Talvez agir com coragem, internamente, seja o primeiro passo para voltar forte na Copa do Brasil e no Brasileiro, fazer do limão limonada.

Bookmark and Share

Números do Kmarão: vergonha do Avaí no Campeonato Catarinense assume proporção nacional

16 de fevereiro de 2015 38

A informação que o professor Kmarão nos dá em seu blog (clique aqui e confira) é estarrecedora. Não havia parado para pensar sob este ângulo.

O drama do Avaí não é só dentro do Campeonato Catarinense. Ele atinge dimensões nacionais. Infelizmente o Leão tem o pior início de campeonato dentre todos os integrantes da Série A (confira a tabela do Catarinense).

Mais: é o único sem vitórias.

Aliás, parabéns à Chapecoense, o melhor time da Série A dentro de seus regionais.

Chama atenção o fato de o gigante Grêmio ser o segundo pior time da Série A na largada das competições.

Impressionante o Avaí chegar a uma condição destas. Inaceitável, constrangedor.

Este Avaí x Metropolitano, de quinta-feira, na Ressacada, começa a adquirir contornos épicos para o Leão. Uma vitória já não é mais nem obrigação: será a luta pela honra.

Reproduzo aqui também (abaixo do post) o quadro que nosso matemático Kmarão, especialista em futebol, construiu. Aliás, o Kmarão tem dado um banho em suas análises, vale a visita ao blog.

A precisão de suas análises já é referência nacional ao lado do chancedegol, do professor Tristão e da moçada do departamento de estatísticas da UFMG.

 

Tabela mostra situação do Avaí

Fonte: Blog do Kmarão

Viu quem tem mais seguidores no Facebook dentre os clubes catarinenses? Veja estudo do blog clicando aqui

Bookmark and Share

Figueirense domina Facebook, seguido de Avaí, JEC, Tigre e Chapecoense no número de fãs torcedores

15 de fevereiro de 2015 37

Já que é Carnaval e o futebol some dos noticiários, vou dar um tempo até quarta-feira, quando teremos um clássico e muito o que conversar por aqui.

Mas para não deixar o espaço sem uma boa discussão, resolvi dar uma conferida no Facebook (curta o Facebook do DC Esportes) dos clubes catarinenses.

Sei que as redes sociais não são, necessariamente, indicativo de quem tem maior torcida. Mas certamente mostram qual torcedor tem mais interesse em prestigiar o seu time e, também, dá uma dimensão do potencial do tamanho de sua nação. E quem tem mais farinha no saco para divulgar suas ações no Campeonato Catarinense e nas disputas nacionais.

No caso catarinense, o Figueirense  conhecido como um time muito popular, dá show. São mais de 224 mil seguidores (confira o Facebook Alvinegro), sendo o mais próximo o principal rival, o Avaí, que ainda não passou dos 200 mil, mas tem expressivo número de fãs na rede social, são mais de 198 mil seguidores (confira o Facebook do Leão).

Note-se a força da dupla da Capital. Juntos, ultrapassam os 400 mil seguidores.

Na sequência vem JEC com um número expressivo, mostrando a força da mais populosa cidade do Estado, ultrapassando os 176 mil seguidores (confira o Facebook do Tricolor do Norte); o Criciúma é o quarto entre os “grandes, superando os 167 mil seguidores (confira o Facebook do Tigre); completando a  lista dos cinco carros-chefe regionais, vem a Chapecoense coladinha na faixa dos 162 mil seguidores (confira o Facebook do Verdão do Oeste).

Não é à toa que estes são os cinco “grandes”. Os demais vêm anos-luz distantes: Metropolitano (veja o Facebook do Metrô) marchando nos 18 mil seguidores; Inter de Lages passando os 14 mil seguidores (veja o Facebook do Leão Baio); Marcílio Dias nos 13 mil seguidores (veja o Facebook do Marinheiro); Guarani de Palhoça, com pouco mais de 4,6 mil seguidores (veja o Facebo0k do Bugre); e o Atlético de Ibirama nos 3,7 mil seguidores (confira o Facebook dos atleticanos).

E aí, torcedor. O Figueira tem mais torcida?

Veja a lista completa (levantamento até às 18h deste domingo):

1º) Figueirense, 224.479
2º) Avaí, 198.576
3º) Joinville, 176.363
4º) Criciúma, 167.135
5º) Chapecoense, 162.540
6º) Metropolitano, 18.648
7º) Internacional de Lages, 14.034
8º) Marcílio Dias, 13.098
9º) Guarani de Palhoça, 4.663
10º) Atlético de Ibirama, 3.727

E, como curiosidade, até para efeito de comparação, veja como é o cenário internacional e nacional (sempre lembrando que o recorte é feito até as 18h deste domingo, até porque são números em constante mutação).

No Brasil, Corinthians e Flamengo estão disparados nas redes sociais. O Corinthians está na faixa dos 10 milhões de seguidores (confira o Facebook do Timão); correndo atrás vem o Flamengo, que habita a faixa dos 9 milhões de seguidores (veja o Facebook do Fla); o São Paulo é muito forte também, ultrapassando os 6 milhões de seguidores (veja o Facebook do Tricolor Paulista); bem mais abaixo, mas ainda com números expressivos, aparece o Palmeiras, que ultrapassa os 3 milhões de seguidores (veja o Facebook do Verdão paulista); os paulistas ainda colocam o Santos passando dos 3 milhões de seguidores (confira o Facebook do Peixe).

Fechando a lista dos “milionários” vem o Vasco, superando os 2 milhões de seguidores (veja o Facebook do Vascão) e a dupla mineira e Gre-Nal. O Cruzeiro já alcançou os 2,5 milhões de seguidores (confira o Face da Raposa); o Atlético-MG vem com quase 2 milhões e meio de seguidores (veja o Face do Galo); o Grêmio já atingiu os 2 milhões de seguidores (veja o Facebook do tricolor gaúcho); O Internacional está próximo dos 2 milhões de seguidores (confira o Facebook do colorado gaúcho).

Ainda na casa do milhão estão dois cariocas praticamente empatados, o Botafogo com ligueira vantagem sobre o Fluminense (confira o Facebook do Bota e também de uma olhada no Facebook do Flu).

Do nordeste, o Bahia único que apresenta condições rápidas de chegar a 1 milhão de seguidores (veja o Face do tricoor baiano).

A lista dos top brasileiros:

1º) Corinthians – 10,4 milhões
2º) Flamengo – 9,8 milhões
3º) São Paulo – 6,2 milhões
4º) Palmeiras – 3,2 milhões
5º) Santos – 3,1 milhões
6º) Cruzeiro, 2,5 milhões
7º) Vasco – 2,4 milhões
8º) Atlético-MG, 2,3 milhões
9º) Grêmio, 2 milhões
10º) Internacional, 1,9 milhã0
11º) Botafogo, 1,166 milhão
12º) Fluminense, 1,133 milhão
13º) Bahia, 950 mil

Outros times expressivos que superam as 200 mil curtidas

*Atlético-PR, 690 mil (Face do Furacão)
* Ceará, 500 mil (Face do Vovô)
* Sport, 490 mil (Face do rubro-negro pernambucano)
* Santa Cruz, 400 mil (Face do Cobra Coral)
* Fortaleza, 400 mil (Face do Tricolor de Aço)
* Coritiba, 250 mil (Face do Coxa)
* Goiás, 250 mil (Face dos goianos)

 

No mundo, Barcelona e Real Madrid dominam o Planeta das redes sociais. O Barça e o Real ultrapassam os incríveis 82 milhões de seguidores (veja o Facebook dos catalães e confira o Facebook dos merengues).

 

O mais próximo no mundo é o Manchester United, que ultrapassa os 65 milhões de seguidores (confira o Facebook dos ingleses).

 

A lista internacional:

 

1º) Barcelona – 82,6 milhões
2º) Real Madrid – 82 milhões
3º) Manchester – 65,1 milhões

 

 

Bookmark and Share

Por que Ivan não vem para o Figueirense. Luan/Alex prestigiados e Felipe do Flamengo é plano B

11 de fevereiro de 2015 31

Vou contar para vocês por que o goleiro Ivan (relembre momentos de Ivan no JEC) não veio e dificilmente virá para o Figueirense. Esta história foi apurada  por mim e pelo comendador Roberto Alves em conjunto (veja opinião de Roberto Alves sobre a rodada).

Diante do momento não tão sólido do goleiro Luan no Figueira, assim que houve o rompimento de Ivan com o JEC, seu nome surgiu como possibilidade para o Figueirense. Na realidade, houve uma oferta ao clube.

O presidente Wilfredo Brillinger não tinha boas referências do atleta. Segundo lhe foi passado de informações, Ivan é um caso de dificílimo trato. Muito sensível, com reflexos no grupo, e de negociação complicada.

Mesmo assim, o nome foi submetido a Argel, que já trabalhou com o atleta. Saibam que Argel conversou ao telefone com Ivan. Mas o treinador do Figueirense avisou ao companheiro que num primeiro momento não haveria a negociação. Ivan ligou para se aconselhar com o técnico, muito requisitado por jogadores para saber sobre os clubes. Argel é sempre muito sincero com os boleiros, que respeitam muito este tipo de postura.

Então, o futuro de Ivan deve ser o futebol paranaense.

Para completar, informo: a diretoria do Figueira está atentíssima à posição de goleiro nesta largada de temporada. É consenso que ao chegar na fase decisiva do campeonato Luan terá que ter apresentado uma evolução mais rápida.

Se isso não ocorrer, o segundo goleiro Alex tem a confiança também de Argel.

Mas se tudo não der certo, o plano B para um terceiro goleiro residirá sobre Felipe, do Flamengo. (Fique por dentro do noticiário dos clubes no Esportes DC)

Veja a tabela do Catarinense

Bookmark and Share

Zunino, um presidente de clube que serviu de exemplo e entra para a história de Santa Catarina

23 de dezembro de 2014 8

zunino

João Nílson Zunino morreu nesta terça-feira. E entrou imediatamente para a história.

O temperamental Zunino fez tão bem tudo que construiu e conduziu na vida justamente por usar a paixão no que fazia.

Usava, sim, a paixão, mas junto a ela aliava uma capacidade impressionante de gestão, uma visão empresarial fora do comum.

O que fez como médico renomado e como gestor de sua empresa na área médica, fez com o Avaí.

Simplesmente foi um presidente que pensou o clube administrativamente. E por este motivo se transformou no homem que reergueu a potência Avaí também no futebol.

Mas não é só um avaiano. É um homem de Santa Catarina pelo gigantismo de seus feitos. E um homem do mundo, pelo médico renomado que dividiu seu conhecimento com todo o mundo.

Uma grande perda para todos. Um dia triste para o futebol, para o mundo empresarial, para o mundo médico e para todos os catarinenses.

Bookmark and Share

Figueirense é o rei catarinense do ranking da CBF e Chapecoense consolida presença entre os grandes

09 de dezembro de 2014 38

O atual ranking da CBF em seu novo critério, levando em conta os últimos cinco anos, aboliu questões históricas para sua formulação. Ficou mais adequado ao desempenho recente dos clubes, mas ainda não chegou a um formato consistente. Se bem que ele serve somente para questões mínimas referentes a vagas remotas na Copa do Brasil.

Fato é que o Figueirense chegou ao topo dentre os representantes de SC com o novo formato. E se tecnicamente pouco adianta, do ponto de vista de marketing tem alto valor. Afinal é o melhor momento do futebol catarinense em nível nacional.

O torcedor alvinegro pode encher o peito de ar e gritar, somos os melhores! Pelo menos para a CBF.

Agora com quatro na Série A e um na Série B, a luta por esta liderança está mais acirrada (clique aqui e confira as posições).

No resumo da obra, a Capital segue na liderança com o Figueira em 21º, seguida de perto pelo Tigre em 25º e pelo Avaí, que caiu quatro posições, em 27º. E a grande ascensão da Chape, hoje em 30º é destaque. O Verdão definitivamente é um dos grandes de SC. O JEC vem subindo também, hoje é o 33º.

Bookmark and Share