Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Outros assuntos"

Um duelo pessoal entre pessimismo e realismo na nova Era Dunga frente à Seleção Brasileira

22 de julho de 2014 9

Estou numa cruzada pessoal contra o derrotismo, contra a má vontade, contra o preconceito. Como disse é pessoal. Por quê? Porque recentemente um blogueiro me alertou para o que ele identificava nos meus posts uma visão muito pessimista do futebol como um todo.

E eu dou bola, dou muito valor ao que pensam os que me leem. Principalmente aqueles que se dignam, neste espaço, a interagir e me dão o prazer, o privilégio, a alegria e a responsabilidade de usar o meu espaço para se manifestar.

E não são poucos. Este blog coleciona 159.457 comentários, quase 160 mil portanto, até a publicação deste post.

São 160 mil pensamentos do leitor postados aqui.

Quando eu recebi a advertência do blogueiro quanto ao meu suposto pessimismo, a motivação fora por criticas à Seleção durante a Copa, mesmo diante das vitórias que aconteciam até a tragédia diante da Alemanha.

Este mesmo leitor (ele publicou mensagem depois) reconheceu que eu tinha razão em estar preocupado com a Seleção. Foi logo depois dos 7 a 1, ele “deu o braço a torcer”.

Mesmo assim, mesmo vendo que eu tinha razão em não me deixar levar pelo otimismo “plantado” eu percebi que dá para ser crítico sem pregar o caos. Dá para criticar de forma pro-ativa, visando a melhorar.

E com este espírito eu vejo a nova “Era Dunga”.

Calcado nos mais de 20 anos de crônica esportiva que eu tenho, todos os sintomas, todas as informações que coletamos e reunimos levam a crer que estamos dando murro em ponta de faca.

E o porque é óbvio: levamos uma surra dos alemães não por um episódio isolado, mas por um contexto.

Mais que uma safra ruim de jogadores, temos uma estrutura dilacerada no nosso futebol.

Basta responder algumas perguntas:

- Combatemos a violência de torcidas? Absolutamente não.

- Temos qualificação técnica em nosso campeonato? Jogos chatos e sem criatividade e sem inovação são a tônica.

- Temos nova safra de técnicos? Sempre os mesmos girando por aí.

- Temos um mercado aquecido? Não, perdemos jogadores por um picolé e uma mariola.

- Temos um sentimento de brasilidade? Zero. A torcida que vai ao estádio nos jogos do Brasil é modinha, coxinha, mal-educada. E nossa casa virou a Inglaterra por motivos contratuais.

- Produzimos novos talentos? Pouquíssimos e os que aparecem não esquentam nosso mercado, vão para o exterior.

- Temos calendário? Não, há uma adaptação à Europa, logicamente para favorecer empresários.

- Temos jogadores inteligentes e unidos por melhores condições de trabalho? Ainda não, embora surja um movimento ainda incipiente. O que ainda impera é o interesse individual.

E, por fim, temos perspectivas de mudança? Acabamos de descobrir que um 7 a 1 numa Copa em casa não foi suficiente. Não sabemos nem se a não-classificação para uma Copa será suficiente, caso venha a acontecer a mudar.

E, diante de tudo isso devo ser pessimista?

Não, apenas realista. Sigo nesta cruzada pessoal contra o pessimismo. Vou observar este trabalho do Dunga.

Com todas estas questões em mente, mas sem pré-julgar. Esperando mais fatos para derrubar os citados acima, ou simplesmente acrescer novos fatos para o que parece ser a derrocada final do futebol brasileiro.

Bookmark and Share

Situação complicada e constrangedora do Avaí fora de campo. Medo do Brasil pós-Copa

02 de julho de 2014 7

Já havia feito um post lembrando que o efeito colateral destes jogos sensacionais que estamos acompanhando na Copa poderia ser uma depressão pós-Copa.

O dia sem jogos, hoje, já deu um sentimento de vazio na maioria das pessoas com quem falei.

E este episódio de o Avaí atrasar o pagamento de salário (clique aqui e confira) só vem reforçar a percepção de que teremos um pós Copa complicado.

Sabemos da dificuldade do clube, mas é uma relação trabalhista como outra qualquer. E os atletas deixarem de treinar por não estarem “com cabeça” como disse o Chico Lins é triste, na realidade.

Um time de Série B, que já esteve na Série A, que é “grande” em seu Estado não poderia passar por desgastes como este.

Bookmark and Share

Hoje teve Copa, se serve de termômetro...

03 de junho de 2014 0

Não dá para falar taticamente. Um jogo com o Panamá não é medida para nada, os jogadores não colocam o pé (e nem devem). O que vale é a movimentação.

Tecnicamente não precisa nem dizer nada, a qualidade do Neymar é óbvia, o acerto na convocação também.

O que valeu como observação para mim deste jogo da Seleção é que, pelo menos em Goiânia, os brasileiros mostraram querem participar da Copa.

As manifestações no hotel foram pífias. E o público no estádio participativo e incentivando.

Então, se depender de hoje, vai ter Copa…

Bookmark and Share

Sem festa para abrir Brasileiros das liminares, estádios inacabados e da Copa vergonhosa

18 de abril de 2014 12

É impossível não notar, não destacar, não chamar atenção. Incrível como nossos maiores produtos, nossos grandes campeonatos darão a largada no dia de hoje absolutamente sem nenhum tipo de jogo inaugural, de solenidade. Tratam a competição como se estivesse acontecendo há meses.

Pior, para agravar, em ano de Copa do Mundo, os campeonatos (séries A e B) começam com liminares, com a CBF desesperada na Justiça para garantir jogos, vítima de sua própria teia confusa de articulações no STJD.

Até jogo adiado na Copa do Brasil (do Avaí) por falta de passagem aérea tivemos. Em ano de Copa do Mundo! Repito: jogo que muda de data por falta de passagem aérea? Não é o caos, a perda do controle?

Arenas inacabadas, ou mal acabadas, nenhuma obra no entorno urbano sequer em fase de finalização, criminalidade em alta, insegurança para ir ao estádios maior ainda, ingressos caros, dirigentes patéticos, qualidade duvidosa dos times…

Enfim, começa o Brasileiro. Maltratado produto que não sei até quando a população vai engolir do jeito que lhe é empurrado goela abaixo.

Bookmark and Share

Agora é o Icasa, e a palhaçada do tapetão não tem fim no futebol brasileiro, ninguém mais aguenta

15 de abril de 2014 102

Para completar a palhaçada, eu só estou esperando um daqueles anúncios estapafúrdios: jogaremos o Brasileiro com 22 clubes! Ou joga-se com 18 times. Ou viradas de mesa para subir um e descer outro. Ou qualquer outra baboseira que seja forjada em tribunais.

Já estou esperando nos comentários aqueles que vem com o papinho que, se está na Lei, tem que cumprir. Aí o cara vai ver a tal lei, tem 40 interpretações da mesma. E o futebol, que tem de ser validado em campo, fica sendo discutido com liminares.

Falo, claro, do Icasa tentando entrar na Série A, ameaçando a permanência do Figueirense, e abrindo nova batalha jurídica na Série A.

O torcedor brasileiro está de saco cheio. O povão, aquele que queria pão e circo, não vai mais aos estádios, está sem dinheiro para tal.

E quem tem dinheiro, também não tem mais paciência de gastar em bagunça. Paixão tem limites. Por mais que se ame um time e o futebol, dinheiro não é capim. E gastar uma grana para ver seu time prejudicado em tapetão, ou sofrer com violência, o cara acaba partindo para outra diversão.

Bookmark and Share

Confira o Hino da Copa do Mundo, que vazou antes da hora, e que eu achei uma vergonha para o Brasil

08 de abril de 2014 33

Abaixo está o vídeo com o Hino da “nossa” Copa do Mundo, que vazou. Para ler mais veja o blog Contracapa (do Jornal de Santa Catarina). De minha parte, estou tentando fazer um esforço de outro mundo para ver as coisas boas da Copa do Mundo aqui.

Mas escute a música abaixo, brasileiros. Trata-se de uma música com a sonoridade do rapper Pitbull, absolutamente sem conexão com nossa cultura. A Claudia Leite tem participação pífia. E os ritmos inserinos são latinos, mas sem brasilidade.

O tal Fuleco já era de doer. A condução dos estádios de chorar. E a música de se espantar. Meu Deus!

Bookmark and Share

Árbitro Margarida vira cataúcho em homenagem aos irmãos vizinhos. Confira o vídeo

07 de abril de 2014 3

Recebo este e-mail do Clésio Moreira do Santos, o Margarida. Diz ele no e-mail que trata-se de uma homenagem a este blogueiro.

Enfim, para descontrair depois das finais do último domingo e para aliviar o espírito na overdose de futebol que vem por aí com Copa do Brasil e a grande decisão, então publico o vídeo bem-humorado.

Bookmark and Share

Decidir no sábado se haverá jogo na Arena entre Figueirense e Joinville? Deste Brasil eu não gosto

05 de abril de 2014 9
Difícil analisar os termos que levam o MP a requerer a interdição da Arena Joinville sem ter acesso ao documento (confira matéria aqui). Mas impossível não relembrar de toda a confusão que houve no episódio recente envolvendo Atlético-PR x Vasco.
 
Gosto muito quando o cidadão é protegido. Por este motivo sou fã incondicional do Ministério Público, seja na esfera que for.
 
Mas detesto quando picuinhas e corporativismos estão acima do bem comum. E viu-se no episódio que cito uma lamentável briga de beleza entre Polícia Militar e Ministério Público.
 
O Estado de direito, que segue as leis, é fundamental para a vida em sociedade. O Estado de direito, que usa as leis conforme conveniência, é o alimento da burocracia e do Estado inchado que mina, pouco a pouco, a democracia.
 
Como disse, não sei se o MP está se vingando do desgaste de sua imagem provocada recentemente, ou se age na defesa do cidadão. Só sei que, decidir num sábado se a Arena pode sediar a final, cheira muito a casuísmo. Afinal, a tabela do Catarinense está pronta há muito.
Apenas ressalto, e entendam como quiserem, o que aconteceu com os envolvidos nas brutalidades praticadas naquele jogo no final de 2013? (clique aqui e relembre). Facilita você cruza com deles aí pela rua.
 
Outra: se não puder jogar a final agora, pôde antes, durante todo o campeonato?
 
Repito: cheiro de casuísmo no ar.
 
Lamentável.
Bookmark and Share

Mistério da Timemania: Avaí tem mesmo a maior torcida no Estado? Confira os resultados

06 de janeiro de 2014 54

Que mistério é este que coloca o Avaí como o time que recebe, em Santa Catarina, mais apostas da Timemania?

Se conferirmos a tabela nacional, perceberemos que a lógica obedece as pesquisas de times com mais torcida no país. É o caso de Flamengo, Corinthians, São Paulo…

E aqui? O fenômeno se repete? É o Avaí o time com mais torcida no Estado, por este motivo aparecem mais apostas na Timemania?

Ou há um fenômeno localizado, seja de mais poder aquisitivo, ou mesmo de uma índole mais participativa em apostas?

A discussão é grande. Recentemente o blog abordou a questão de que o Figueirense é o time mais curtido no Facebook, relembre clicando aqui.

Também o Figueira aparecia como a marca mais valiosa em SC, clique para relembrar.

Em outra pesquisa, da Marplan, o Figueira batia o Avaí na grande Florianópolis, clique e relembre.

Em outro post recente, Joinville e Criciúma rivalizavam com Avaí e Figueira no Torcidômetro, clique e confira.

E agora? Veja a classificação

Colocação Time UF Nº de apostas Percentual
1º FLAMENGO RJ 6.816.531 5,41%
2º CORINTHIANS SP 5.942.493 4,72%
3º SAO PAULO SP 4.737.572 3,76%
4º SANTOS SP 4.290.662 3,40%
5º GREMIO RS 4.042.828 3,21%
6º PALMEIRAS SP 3.991.813 3,17%
7º VASCO DA GAMA RJ 3.538.997 2,81%
8º INTERNACIONAL RS 3.522.052 2,79%
9º BOTAFOGO RJ 3.412.018 2,71%
10º ATLETICO MG 3.135.154 2,49%
11º FLUMINENSE RJ 3.065.779 2,43%
12º CRUZEIRO MG 2.976.563 2,36%
13º BAHIA BA 2.538.381 2,01%
14º FORTALEZA CE 2.301.838 1,83%
15º GOIAS GO 2.058.682 1,63%
16º VITORIA BA 1.832.787 1,45%
17º ATLETICO PR 1.749.610 1,39%
18º ABC RN 1.745.514 1,39%
19º CEARA CE 1.665.473 1,32%
20º CORITIBA PR 1.642.837 1,30%
21º SANTA CRUZ PE 1.584.393 1,26%
22º AVAI SC 1.508.259 1,20%
23º TREZE PB 1.472.869 1,17%
24º SPORT PE 1.374.276 1,09%
25º GUARANI SP 1.360.407 1,08%
26º AMERICA RN 1.342.955 1,07%
27º ATLETICO GO 1.288.469 1,02%
28º LONDRINA PR 1.276.961 1,01%
29º GAMA DF 1.260.852 1,00%
30º JOINVILLE SC 1.242.403 0,99%
31º JUVENTUDE RS 1.201.256 0,95%
32º NAUTICO PE 1.199.856 0,95%
33º PORT DESPORT SP 1.185.328 0,94%
34º BOTAFOGO PB 1.156.214 0,92%
35º BANGU RJ 1.154.369 0,92%
36º REMO PA 1.153.483 0,92%
37º ITUANO SP 1.149.545 0,91%
38º AMERICA RJ 1.142.836 0,91%
39º PONTE PRETA SP 1.132.642 0,90%
40º RIVER PI 1.125.721 0,89%
41º IPATINGA MG 1.120.429 0,89%
42º MARILIA SP 1.119.240 0,89%
43º AMERICA MG 1.106.996 0,88%
44º MIXTO MT 1.074.374 0,85%
45º INTER LIMEIRA SP 1.071.920 0,85%
46º MOTO CLUBE MA 1.063.543 0,84%
47º JI-PARANA RO 1.045.949 0,83%
48º PAYSANDU PA 1.043.936 0,83%
49º FIGUEIRENSE SC 1.023.329 0,81%
50º JUVENTUS SP 1.022.867 0,81%
51º SAO CAETANO SP 1.013.235 0,80%
52º BRAGANTINO SP 1.001.528 0,79%
53º SANTO ANDRE SP 996.333 0,79%
54º BRASILIENSE DF 963.158 0,76%
55º SAMP CORREA MA 956.877 0,76%
56º PARANA PR 953.169 0,76%
57º CRICIUMA SC 935.221 0,74%
58º PALMAS TO 927.947 0,74%
59º SERGIPE SE 925.806 0,73%
60º BARUERI SP 906.741 0,72%
61º AMERICANO RJ 886.897 0,70%
62º VILA NOVA GO 874.659 0,69%
63º NACIONAL AM 847.828 0,67%
64º S RAIMUNDO AM 844.219 0,67%
65º TUNA LUSO PA 842.701 0,67%
66º CRB AL 839.578 0,67%
67º OLARIA RJ 838.469 0,67%
68º RIO BRANCO ES 834.559 0,66%
69º YPIRANGA AP 828.195 0,66%
70º UBERLANDIA MG 801.993 0,64%
71º OPERARIO MS 778.628 0,62%
72º CSA AL 774.785 0,61%
73º RIO BRANCO AC 759.337 0,60%
74º RORAIMA RR 757.144 0,60%
75º XV PIRACICABA SP 698.778 0,55%
76º UNIAO S JOAO SP 683.106 0,54%
77º DESPORTIVA ES 682.717 0,54%
78º PAULISTA SP 636.517 0,51%
79º U BARBARENSE SP 613.184 0,49%
80º VILLA NOVA MG 609.309 0,48%

Bookmark and Share

A arte de "intizicar" com o recado do Figueirense ao Avaí na entrada de Florianópolis

10 de dezembro de 2013 102

out 

Esta aí o outdoor, na via Expressa, entrada da Ilha de Santa Catarina. Para turistas e torcedores verem. É a torcida do Figueirense não perdendo a oportunidade de maltratar o rival.

Pessoalmente, quando a coisa é levada na conta do folclore, eu gosto.

Só perde a razão quando extrapola o limite e vira ódio.

De qualquer forma, tá lá a provocação.

A imagem é da turma da Cofes, ligada ao site Meu Figueira

Bookmark and Share