Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Atlético-MG"

Voa, Verdão!

12 de outubro de 2014 13

Espetacular o fato de a Chapecoense garantir, fora de casa, esta vitória de seis pontos sobre o Bahia. Foi magrinho, mas vale muuuito. Manteve o embalo pós apresentação mágica diante do Internacional (os inesquecíveis 5 a 0 que ficarão eternos na Arena Condá).

Para comprovar que a jornada diante do colorado gaúcho foi espetacular, basta ver que o Inter venceu o Fluminense por 2 a 1 neste domingo jogando muito bem.

Antes do jogo do Figueirense (que vamos comentar aqui também), o Verdão fica como melhor catarinense na Série A (confira a classificação clicando aqui).

Era importantíssimo este resultado, já que a sequência é contra um Galo em ascensão (está entrando no G-4), novamente fora de casa.

Que momento do nosso representante do Oeste na Série A. Um debut de alto nível. Para impor respeito.

 

Bookmark and Share

Tigre na Sul-Americana, Chapecoense começa a se reinventar e Figueirense... volta à lanterna

25 de maio de 2014 38

Reoxigenação. Este foi o motivo das saídas de Dal Pozzo e Pingo. Era, aliás, o único caso em que defendo a saída de técnicos (mesmo assim dentro de um contexto específico), já que sou sempre a favor da continuidade dos trabalhos.

Por coincidência, na mesma semana, dois saíram em situação semelhante. Um, a Chapecoense, reagiu bem com uma vitória providencial sobre o Palmeiras, 2 a 0 com autoridade.

No Avaí não poderemos avaliar de imediato, pois a situação é mais complexa, menos peças à disposição, outra realidade.

Outro que trocou de técnico recentemente e teve boa resposta foi o Tigre. O time jogou muito bem no empate com o Atlético-MG. Aproveitasse bem os contra-ataques e teria vencido o jogo.

Agora, uma das trocas que ainda não deu resultado foi a do Figueira. Pelo menos na prática. Houve, sim, aquele momento intenso e absolutamente isolado diante do Corinthians. Houve até uma melhora na dinâmica de equipe.

Mas o conjunto ainda é fraco e, pior, o Alvinegro perde justamente o “seu campeonato”: contra os catarinenses e os demais times “médios-pequenos”.

Volta à lanterna o Figueira. A chance para “voltar ao jogo”: bater o Flamengo em duelo de seis pontos.

Bookmark and Share

Nada de o Criciúma remoer a entrada no Z-4, domingo tem 6 pontos em disputa com o Goiás

07 de julho de 2013 27

Não pude assistir com atenção ao jogo do Tigre contra o Atlético, que resultou na derrota por 3 a 2 neste domingo à noite, no Independência, em Minas Gerais.

Então recorri ao companheiro Erich Casagrande, que acompanhou o jogo para o relado online no DC Esportes. Segundo o colega, o Criciúma foi dominado pelo time B do Atlético-MG.

Mesmo tendo achado um gol de empate, que depois se mostrou insuficiente, foram muito poucas ações que o time catarinense conseguiu aplicar para tentar uma reação.

Uma pena um pênalti não marcado, que poderia deixar o prejuízo menor para o Tigre.

Sem, então, entrar em detalhes técnicos, apenas constato: mais que articular maior produtividade em campo, o que por si só é uma senhora complicação, será preciso não destruir o componente psicológico do grupo.

Até porque o próximo adversário é o Goiás, em Criciúma, no domingo. E este, sim, é daqueles jogos de seis pontos, absolutamente vitais nas pretensões da competição.

Então é preciso reunir o grupo e estabelecer esta nova meta, eliminando este passado, riscando o Z-4 dos pensamentos.

E neste propósito incluo o torcedor: o espírito tem que ser de pegar junto e impulsionar o time.

Bookmark and Share

Levar meia dúzia de baga é para transformar de vez a campanha do Figueirense em vergonha e vexame

06 de outubro de 2012 195

Junte tudo. Um time visivelmente incapaz de permanecer na Série A, mais uma noite inspirada de Ronaldinho Gaúcho, mais um jogador expulso ainda no primeiro tempo da equipe que já é mais frágil.

Coloque estes ingredientes dentro de um estádio lotado de torcedores, pulsante, embalando uma equipe que quer o título brasileiro, o que pode acontecer?

Ora, a partida virar um constrangedor treino de luxo para o dono da casa. E um exercício de vergonha para o oponente.

Lembro a vocês que, contra o Grêmio, um cenário parecido se avizinhou, mas o tricolor gaúcho, lá no Olímpico, além de errar muitos gols, baixou o ritmo.

O que comentar taticamente? O que sugerir ao Figueirense? O que pedir a Márcio Goiano.

O que dizer a nação alvinegra, senão lamentar esta lenta agonia rumo à volta a Série B.

Uma campanha desastrosa, um clube fragilizado dentro de campo e ainda com um horizonte complexo fora dele.

Resta torcer para que a nova administração tenha sucesso em repensar o futuro, para evitar aquela derrocada em alguns times, que vão de série em série, quando entram num ciclo brusco de desestruturação como ocorre com o Figueira.

Nenhum 6 a 0 acontece impunemente. Ainda mais quando a vitrina é a Série A do Brasileiro. Jogadores profissionais, que têm hombridade, família e honram a profissão não podem admitir deixar o campo abatidos desta forma.

O que dizer à torcida do Figueirense? Perder um estadual para o principal rival, dentro de casa, no primeiro semestre. E amargar um terremoto nos bastidores e um tsunami dentro de campo no segundo semestre. Difícil.

Bookmark and Share

Está claro, com Loco 3 a 1 para o Figueirense; sem Loco, 3 a 0 para o Atlético-MG

15 de julho de 2012 182

Domingo é dia de alegria, descanso, de aproveitar o convívio em família. Para os três catarinenses que jogaram sábado, é de reflexão.

Há um porque de as coisas não funcionarem.

E, nos três casos, parece que meu post anterior, falando de centroavantes, falando sobre quem sabe fazer gols, era profético.

Veja o que houve no Scarpelli.

Enquanto teve atacantes de qualidade em campo, o Figueira chegou a estar vencendo por 3 a 1. Quando Loco Abreu deixou a partida, Aloisio errou um gol na cara, e o Atlético, recheado de jogadores decisivos, não. Fez as chances que teve.

E o Avaí. Do lado de lá tinha Edson. Um centroavante que no primeiro tempo flertou com o gol, mas no segundo foi lá e resolveu.

E quem é o cara que faz gols no Avaí?

No JEC, idem. Toda a reclamação por pênaltis dados, ou não dados, é justa e possível. Mas quem reclama pela falta de vontade de marcar gols?

Bookmark and Share

Vibe avaiana para o Atlético-MG com tietagem para Ronaldinho Gaúcho na Ressacada

13 de julho de 2012 72

O garçon de 21 anos, Antonio, não é só parecido no visual com Ronaldinho Gaúcho. Ele também é avaiano e aproveitou o treino atleticano na Ressacada para tietar o craque.

Aliás, como é normal quando duas equipes são rivais, a nação avaiana será Atlético-MG “desde criancinha” amanhã.

O registro é do Alceu Atherino, da assessoria de imprensa do Avaí.

O torcedor avaiano sabe: se o Figueirense for bem diante do líder, que tem estrelas como Ronaldinho, com Loco Abreu funcionando, que o Figueira deslancha.

Amanhã será um dia interessante para acompanhar futebol.

Bookmark and Share

Um favoritismo relativo do Figueirense, diante do Avaí, no duelo de domingo na Ressacada

02 de dezembro de 2011 67

O Figueirense é favorito. Mas não é “favoriiiitoooo” para o clássico do próximo domingo, na Ressacada.

Pela campanha que fez, pelos pontos a mais que o adversário que acumulou, demonstrou ter melhor time, mais conjunto.

Mas o melhor desempenho no Nacional, em clássico, não é o único ingrediente.

O Figueira vem de duas derrotas. Jogará pressionado para buscar a vitória, coisa que demonstrou não saber fazer ao longo do campeonato.

Neste mesmo campeonato, jogando melhor, pecou em detalhes e perdeu o jogo ida para o Leão.

Pegará um adversário com a honra ferida, querendo dar uma resposta à torcida, tentando tirá-lo da Libertadores e tentando evitar que o principal rival bata a melhor colocação na história em Brasileiros.

Então, o termo favorito é bastante relativo. Apenas para contextualizar. Em campo, teremos um jogo de tirar o fôlego.

Bookmark and Share

Fim da novela não foi legal. E diretorias de Figueirense e Avaí ficaram estremecidas

01 de dezembro de 2011 112

 Infelizmente, mesmo com a ação dos órgãos públicos, o Avaí optou por esvaziar o clássico. Ao invés de reduzir para R$ 50 o setor do Figueira, estabeleceu um preço mínimo de R$ 70 para todos (ou quase, porque tem a “costeirinha”, no D).

 Ao invés de ceder e baratear para todos, deixaram caro para todos. A diretoria do Figueirense neste episódio lembrou de um acordo entre os clubes para manutenção dos preços. O que configuraria quebra de palavra, o que é grave. A direção do Avaí contra-atacou com um suposto não cumprimento de espaço de 3.000 lugares ao Avaí no primeiro clássico.

 A suposta boa relação que as diretorias tinham, foi para o espaço (confira matéria de hoje no DC, se você for cadastrado no site, e confira os valores no diario.com.br).

 Estamos vivendo um pré-clássico triste. Um exemplo de como não proceder.

 Bom, a partir de hoje vou tentar focar agora nos times e no jogo. Vamos ver se o dia vai permitir. Aí à tarde já coloco novo post para discutirmos algo mais legal.

Bookmark and Share

Agitação no Conselho do Avaí, novos preços de sócios e os ingressos dos visitantes no clássico

29 de novembro de 2011 68

O Conselho do Avaí esteve reunido ontem. Dei uma olhada nos blogs (Avaixonados, Tarnowsky, e DNA, que foram os que já trataram sobre o evento. E o clicEsportes e o site oficial do Avaí. Neles você já tem detalhes dos preços e de muito do que foi discutido e ainda causa polêmica.

Pontos positivos

- Houve real baixa nos valores para associados, com valores competitivos no mercado a aceitáveis para a atual conjuntura.

- Houve presença grande de conselheiros, o que é significado de que o clube terá amparo na Série B

- Vejo nos blogs pedidos de esclarecimentos importantes ao clube, que, parece, serão respondidos oficialmente aos conselheiros. Isso é importante se ocorrer.

Pontos negativos

- Se o afluxo de conselheiros foi significativo, o de torcedores ainda não demonstra uma mobilização.

- A oposição se manifestou ostensivamente via twitter, mas não ficou claro para mim o que realmente discordam pela aprovação em massa do plano. O máximo que compreendi é que gostariam de mais tempo de discussão e avaliação. Porque a redução nos valores, houve.

Aumento abusivo dos preço dos ingressos no clássico? 

Mudando de assunto: espero sinceramente que a diretoria do Avaí não aumente ingressos abusivamente para o clássico (se você for cadastrado, leia matéria de hj do DC, se não for, é gratuito, vale a pena).

Não seria uma atitude de cavalheiro elevar a R$ 100 ou mais o visitante. O setor do Figueira lotado é uma conseqüência que vai ocorrer pela fase do time em contraste com a do Avaí, evitar isso de forma artificial seria até ruim para a imagem avaiana.

O que pode ser feito é a venda só para sócios de ingressos que não são no setor de visitantes, para evitar mistura de torcidas.

Hoje isso deve ser definido e vamos discutir aqui.

Bookmark and Share

Espião? Ahahahahahah

26 de novembro de 2011 26

Piada tem hora. Esta notícia veiculada pelo Globo.com (clique aqui e confira) é válida para o folclore do futebol. E só.

Ora, todos conhecem por A + B como joga o Figueirense. Seus pontos fortes e fracos.

Agora achar que o Jorginho, neste treino citado, ensaiou alguma jogada pontual é, no mínimo, ingenuidade. Para não dizer outra coisa. Aliás, as constatações do tal Mauro são absolutamente conhecidas de qualquer garoto acima de 7 anos de idade que entenda de futebol.

O treino em que Jorginho posicionou jogadores para bolas paradas e em que distribuiu taticamente a equipe pensando no adversário foi totalmente fechado.

Bookmark and Share