Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Dilma sobre reformas de Temer: "Teremos que disputar à unha"

17 de novembro de 2016 3
Foto: Mateus Ferraz / Rádio Gaúcha

Foto: Mateus Ferraz / Rádio Gaúcha

Escalada como a principal painelista de um evento sindical que abordou “O avanço neoliberal do mundo globalizado”, em Porto Alegre, Dilma Rousseff dividiu cerca de uma hora de fala entre o tema proposto e ataques às reformas propostas por Michel Temer e ao processo que levou a seu impeachment. A PEC 55, aprovada na Câmara Federal (como PEC 241) e em tramitação no Senado, foi o principal alvo da ex-presidente. A proposição limita os gastos públicos por 20 anos, congelando investimentos em áreas essenciais.

“Temos que disputar a PEC 55 à unha. Vamos ter que disputar à unha a reforma da presidência, vamos ter que disputar a reforma trabalhista, porque eu acho que nesse tripé está a retirada dos pobres da classe média e de todos aqueles que querem uma educação de qualidade do orçamento”.

A ex-presidente reclamou que a PEC 55 prevê incidência apenas sobre a receita corrente líquida, não afetando o pagamento de juros a instituições bancárias.

Ela pediu à plateia, formada por sindicalistas, correligionários e estudantes, engajamento nas redes sociais como forma de pressão contra as medidas. Ainda assim, afirmou que há a necessidade de mudanças na previdência devido ao envelhecimento da população brasileira, mas que “não precisa ser como estão fazendo”.

Impeachment

Sobre o impeachment, voltou a defender a tese de golpe, reafirmando não ter cometido crime de responsabilidade fiscal. Segundo Dilma Rousseff, como não havia base para cassar seu mandato, a lei foi “esticada”. Ao mencionar o fato, alfinetou o atual presidente, Michel Temer.

“Como eu não tinha conta no exterior, não tinha acusação de recebimento de propina… Aliás, a última acusação de recebimento de propina da minha campanha ficou claro que não era para mim. Era para o senhor vice-presidente”, relatou, em referência à trecho da delação premiada de executivos da empresa Odebrecht.

Evento

A ex-presidente dividiu a mesa do painel com o ex-governador Olívio Dutra e o presidente da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (DNA), Jeferson Salazar. O evento integrou o 40º Encontro Nacional de Sindicatos de Arquitetos e Urbanistas.

Comentários (3)

  • Alberto diz: 18 de novembro de 2016

    Quem? Madame Pasadena? Rainha dos desempregados? Musa dos estelionatários eleitorais? Dona cartões corporativos? Senhora guerrilheira?

  • Alberto diz: 18 de novembro de 2016

    Lula na cadeia, já!

  • Chicão diz: 18 de novembro de 2016

    Alberto,

    NOTA DEZ pelo teu comentário!

Envie seu Comentário