Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Giovani Feltes: “O quadro é de horror no Rio Grande”

04 de novembro de 2016 37
Foto: Adriana Franciosi / Agência RBS

Foto: Adriana Franciosi / Agência RBS

Em busca de alternativas para atenuar a crise, secretários estaduais da Fazenda se reúnem nesta sexta-feira (4) no Rio de Janeiro. O titular da pasta no RS, Giovani Feltes, defenderá a liberação de financiamentos da União através do BNDES para possibilitar o pagamento do 13º salário do funcionalismo. Essa é a principal urgência gaúcha. No entanto, como os recursos do órgão federal não podem ser utilizados para custeio, a liberação ocorreria para pagar outras despesas, fazendo sobrar valores para a gratificação natalina.

Feltes lembra que o expediente foi utilizado em outros momentos, como em 2009 e 2011, chamado de Programa Especial de Financiamento (PEF). No entanto, ele admite que o pleito pode não ser atendido.

“O quadro é tão terrível, é um quadro de horror no Rio Grande e é um quadro de tamanha fragilidade e dificuldade no aspecto federal que torna tudo mais difícil, mas é necessário se agarrar a qualquer expectativa”.

O financiamento é encarado como um plano B por parte do Estado. O plano A é o ressarcimento por parte da União de investimentos realizados pelo Piratini em estradas federais durante o governo de Pedro Simon na década de 1980. Um grupo de trabalho foi criado no Palácio do Planalto para discutir a situação, mas a expectativa de sucesso com a medida também é pequena.

Comentários (37)

  • tonho da lua diz: 4 de novembro de 2016

    Esse Feltes que é um PÉSSIMO gestor, colocar dono de bolicho para administrar um estado. Ridículo. Olhem o tipo de gente desse ‘Desgoverno’ Sartori:

    Em ação movida pelo Ministério Público, o Juiz Jaime Freitas da Silva condenou, nesta terça-feira, 25, o ex-prefeito de Campo Bom e atual secretário da fazendo do Rio Grande do Sul Giovani Batista Feltes (PMDB) a perda de cargo público e ainda proibiu a realização de contratos com o Poder Público. A decisão foi dada em primeira instância, cabendo ainda recursos.

    A motivação do processo é um monumento em forma de pé, instalado junto ao Largo Irmãos Vetter, o qual foi inaugurado durante a gestão de Feltes, o que se caracterizaria como promoção pessoal com verbas públicas, já que é conhecido pelo apelido de “Pezão”.
    -A Gazeta, Campo Bom.

  • Alberto diz: 4 de novembro de 2016

    Deputados que custam fortunas ao Estado, que foram eleitos p/ trazerem investimentos, fazer RS crescer? Cadê o $$$ do aumento de ICMS?

  • Daniel diz: 4 de novembro de 2016

    Ô ô ô ô Sartori
    Que o Rio Grande seja grande
    Que a vida só melhore
    Ô ô ô ô Sartori
    Minha alma pensa grande
    Meu partido é o Rio Grande

    Ele é gringo da colônia
    Do trabalho e da paz
    Ele pensa nas pessoas
    Ele é o gringo que faz

    Ô ô ô ô Sartori
    Que a vida só melhore
    Eu sou 15, sou Sartori

  • Luiz diz: 4 de novembro de 2016

    Enquanto ficarem com malabarismos financeiros, sem enfrentar a crise efetivamente somente vão postergar o caos. A culpa como sempre é dos políticos vagabundos que temos. Vivem as custas do estado, nós, e não fazem outra coisa que não seja agradar uma gentalha sedenta de favores.

  • César Gregianin diz: 4 de novembro de 2016

    SR SECRETÁRIO, QUADRO DE HORROR PARA QUEM???
    SE O QUADRO ESTÁ TÃO RUIM COMO FALAM OS QUATRO VENTOS QUANDO É QUE VÃO DIMINUIR O PERCENTUAL DA MESADA DO LEGISLATIVO E DO JUDICIÁRIO PARA EQUILIBRAR AS CONTAS???

  • Paulo diz: 4 de novembro de 2016

    Enquanto os Estados não tiverem mais autonomia NADA vai mudar!
    A União suga tudo e não devolve nada!

  • Gaúcho Ferrado diz: 4 de novembro de 2016

    Não sei o que é pior:

    Esse senhor conduzindo a economia do RS sabendo o que ele aprontou em Campo Bom ou a RBS dando vitrine e assinando embaixo.

    Se correr o Feltes pega, se ficar a RBS ferra.

  • Nicolau diz: 4 de novembro de 2016

    Dificil acreditar que um Secretario de Estado e um jornalista, sabendo que o que está sendo proposto é ilegal, imoral, anti-ético…, defendam este tipo de atitude. Que o exemplo venha de cima!

  • Carlos Roberto Rau diz: 4 de novembro de 2016

    Me apontem uma só medida do atual governo buscando aumentar suas receitas (investimentos). Sé pensam em uma variável para resultados (reduzir gastos). É claro que a conta não vai fechar. Agora, como solução para o horror econômico do Rio Grande, vão fechar empresas, algumas até lucrativas. É claro que isso não vai funcionar. O governo Yeda conseguiu atingir o déficitit zero. Causa: o Secretário da Fazenda era o competente e festejado economista Aod Cunha. O Secretário da Fazenda do Sartori é o Pezão. Dá para perceber a diferença?

  • eliseu diz: 4 de novembro de 2016

    Gostaria de perguntar a esse incompetente, esse “quadro de horror” é somente para o poder executivo porque o judiciário e o legislativo vai tudo uma maravilha, chega a ser revoltante e dar nojo, sabem por que, se esse crápula atrasa os salários daquelas casas,nem ele nem o patrão estariam, ainda, a frente do governo.

  • PAULO diz: 4 de novembro de 2016

    ELES FORAM AO RIO DE JANEIRO, PARA COPIAR O QUE O GOVERNADOR DE LÁ ESTÁ FAZENDO;…….OU SEJA:….O FUNCIONALISMO VAI DOAR 30% DO SALÁRIO, NOS PRÓXIMOS 20 ANOS, PARA PAGAR A CONTA DO ESTADO.

  • Chicão diz: 4 de novembro de 2016

    “Secretáriozinho” incompetente, cínico, hipócrita, inútil e SONEGADOR(está sendo ajuizado pela Prefeitura de Campo Bom por não pagar IPTU em mais de R$ 100.000,00 este imbecil e desonesto), ao vir à imprensa e dar esta declaração que atesta a sua incompatibilidade à função.

    O RS se encontra nessa situação por culpa dos ex-governadores, que deveriam estar na cadeia e suas fortunas indisponíveis porque endividaram o RS e saíram ricos do cargo!

    A Assembléia virou antro de corruptos, desonestos, traidores do povo, então esses canalhas vão muito bem, ganhando salários nababescos e roubando o erário através das “indenizações pessoais” – lê-se artimanha para assaltar os cofres de um Estado FALIDO!

    E este sacripantas tem a audácia de dizer que o RS está um “horror”?!

    Perguntemos a qualquer aspone (assessor para porra nenhuma) de deputado estadual, que também é vagabundo e ladrão, se estão insatisfeitos com o que ganham, justamente em cima do sofrimento de milhares de desempregados e milhões de inadimplentes que não pagam as suas contas porque sem dinheiro!

    Porcos imundos, pois se quisermos tirar o país do atoleiro somente fechando o Legislativo em todas as suas esferas, haja vista a cada dia que passa empobrecemos e eles, os bandidos, criminosos, enriquecem!

    A “constatação” desta besta quadrada é reflexiva, isto é, o incompetente está se classificando como um mentecapto, razão pela qual não encontra solução e tampouco busca uma resposta à crise porque sem criatividade, covarde, energúmeno, consequentemente o RS está falindo de vez, sem retorno, salvo se fecharemos o Legislativo e mandar esses ladrões trabalhar!

    Se o quadro está mesmo um horror, onde está o espírito público desses canalhas que não propõem receber pela metade seus proventos e não causarem despesa alguma de indenização como colaboração para o Estado?!

    Desgraçados cínicos e hipócritas, mas um dia a casa cai, e se preparem para pagar caro os roubos que estão praticando contra o povo e RS!

  • Enio diz: 4 de novembro de 2016

    Ex dono de bolicho? Kkkk ex peão de fábrica de sapato!kK

  • João Moraes diz: 4 de novembro de 2016

    A verdade é uma só, nós sem exceção somos os maiores culpados por esta situação de caos que chegou o Brasil, o Estado e o Município. Aceitamos tudo pacificamente ou covardemente o máximo que se faz são criticas e mais criticas.
    Vivemos em um País com uma politica ultrapassada, com políticos sem moral, com gestores de causa própria e com a conivência da Imprensa.
    Leis e mais Leis para nada. Gastos e mais Gastos com corrupção, desvios e uma sonegação sem tamanho.
    Neste contexto todo somos quem paga a conta, quem mais sofre, quem mais trabalha e quem menos aproveita.
    Com um salário exprimido onde temos que pagar tudo e sem nenhum beneficio enquanto qualquer Juiz que ganha uma babilônia, tem auxilio pra tudo…que ironia. O mesmo para a classe Safada destes políticos que também recebem as mais diversas regalias.
    Temos que dar um basta para toda esta Safadeza que existe neste País mas para isto acontecer será preciso ir a luta, nem que seja no corpo a corpo aliás isto ja estamos fazendo para enfrentar um mal maior que é a violência, fruto da incompetência destes gestores.

  • Rodrigo diz: 4 de novembro de 2016

    Enquanto muitos dos funcionarios publicos continuarem ganhando muito, e as pensoes pra filhos de brigadianos, aposentadorias pros brigadianos ficarem em casa aos 40 anos de idade, vamos seguir assim. Tem que demitir funcionarios publicos, reduzir salarios altos, trazer de volta brigadianos aposentados, tirar regalias.

    Não há outra saida. Precisamos cortar na carne.

  • Hermes diz: 4 de novembro de 2016

    O CHICÃO AÍ DE CIMA DISSE TUDO. ENQUANTO A CRISE ESMAGA A POPULAÇÃO, TEM SERVIDOR E PRINCIPALMENTE OS DITOS “MEMBROS DE PODER” PASSEANDO AO REDOR DO MUNDO UMA OU DUAS VEZES POR ANO, PROVANDO AS MELHORES ESPECIARIAS, FAZENDO CRUZEIROS, TOMANDO MELHORES VINHOS E UÍSQUES, ETC. E TÃO C. E ANDANDO PRO POVO. CADÊ AS ENTIDADES DE CLASSES PARA MUDAR ISSO?

  • Denis diz: 4 de novembro de 2016

    Se está tão ruim assim por que não pede pra sair ? RENÚNCIA JÁ !

  • jorge da silva diz: 4 de novembro de 2016

    Nada de mudança estrutural.
    Tem recurso para alimentar girafa e anta no zoológico de Sapucaia e não tem recurso para folha de pagamento do funcionalismo.
    Cai de maduro a venda do parque Assis Brasil mas é mantido a peso de ouro para realizar uma feira ao ano.
    A Brigada é a polícia militar com o maior número de coronéis relativo ao efetivo de soldados.
    E a justiça militar do RS mantida com recursos que fazem falta em outras áreas.
    Banrisul está na hora de privatizar enquanto vale alguma coisa,idem CEEE.
    Vender prédios e terrenos que o Estado é proprietário.
    Extinguir a CESA o que estão esperando?
    Fechar todas as escolas estaduais com menos de 100 alunos ou passar estas escolas para os municípios.
    Proibir o pagamento de difícil acesso para escolas que estão situadas dentro das cidades.
    Reduzir o nº de Secretarias e extinguir 25% dos atuais cargos de CCs.
    Dificultar que professores aposentados consigam contratos emergenciais para inibir aposentadorias precoces,muitos professores se aposentam para em seguida arrumar um contrato emergencial…..de grão em grão a galinha enche o papo…..
    Estação rodoviária de POA deve ser VENDIDA.mais mais e mais ações como estas encaminhariam as finanças do Estado para outro patamar.

  • João Da Veiga Antunes diz: 4 de novembro de 2016

    Creio na competência do Sr. Governador JOSÉ VICTOR SARTORI, Deputado por várias legislaturas, Prefeito, e HOMEM DE LARGA COMPETÊNCIA, VISÕES E EXPERIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS e Executivas. Sr. Governador Sartori, Vossa Excelência tem todo o Apoio do Governo Central que é do PMDM, como de todo o competente Ministério Brasileiro. O Sr. é do forte e macanudo PMDB como também está apoiado pelo Rodrigo Maia, Pres. da Câmara Federal e grande e significativa leva de Deputados. O Sr., Governador, também conta com o maciço apoio de Renan CALHEIROS, atual Pres. do Senado. E A GRANDE MAIORIA DE APOIO DO ATUAL GOV. Federal. Sr. Gov. do PMDB todo poderoso do Brasil Grande da América. Sr. Governador, creio na sua competência e na sua Equipe de Secretários e Gestores, escolhidas a dedo para RESOLVER os problemas do Rio Grande. Cabe ao Sr. Governador Sartori provar que passados mais de 160 da Guerra dos Farrapos, o Rio não continua sendo discriminado. Provar que o Rio Grande, antes cantado como o Celeiro do Brasil, tanto na produção de alimentos, como na geração para a arrecadação de imposto para os Cofres Centrais do Brasil. E, aí, então, Sr. Gov. Sartori, Srs. Deputados da Bancada Gaúcha Federal e nossos 03 Senadores, convencer o Pres. Michel Temer e o seu Ministro da Fazenda a devolver os impostos arrecadados, em benefícios para o nosso Rio Grande. Existe Solução sim. Basta convencer o Governo Central. E o Senhor Secretário Feltes parar de chorar e alardear negatividades aos quatro cantos pela imprensa, atemorizando a cada dia que passa a família do Funcionalismo Gaúcho. Cabe a todos os POLÍTICOS DO RIO GRANDE, se unirem e lutarem por um único objetivo. Dar uma real Governança para esta Terra de Julio de Castilhos, Borges de Medeiro, Getúlio Vargas, Leonel Brizola, Ildo Meneghetti, e tantos outros bravos Caudilhos e administradores corretos que por aqui passaram!!! ?????.

  • Cristiano diz: 4 de novembro de 2016

    ” Quadro de Horror”

    - Aumentaram os Saques dos Depósitos Judiciais;
    - Aumentaram Impostos;
    - Não estão pagando a Divida;
    - Vamos fechar um ano de Parcelamento dos Salários;

    Que quadro de Horror é esse que não melhora nunca? que nada é suficiente

    Da que a pouco o Secretario vai mandar evacuar o Estado e vai fecha-lo, pois o Estado morreu.

    Secretario Feltes, Governador esse negocio que de dizer que esta rui, horror, fundo do poço NÃO COLA MAIS!!!!!!!!!

    CHEGA DE FAZER O POVO GAÚCHO, ESPECIALMENTE DO EXECUTIVO, SOFRER.

    OBS: FAÇA ESSA TAL CRISE CHEGAR NOS OUTROS PODERES, PARCELE TAMBÉM OS RECURSOS DO LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO GAÚCHO. PARA ELES TAMBÉM TEM QUE ESTAR UM HORROR AS FINANÇAS DO ESTADO.

    AFINAL DE CONTAS O DINHEIRO SAI DE UMA MESMO LUGAR!!

  • Coice de Mula diz: 4 de novembro de 2016

    - não esqueçam todos os entendidos aí em cima, que estamos vivendo no brasil a ditadura do poder legislativo. Essa é a pior de todas. O governante não governa, só faz de conta, é um fantoche. Quem governa são os deputados federais e estaduais. Nos municípios, talvez os prefeitos ainda tenham algum resquício do poder que outrora tinham os homens públicos, que hoje não existem mais.
    Digo homens públicos, porque, alguém sabe me dizer quem são os deputados?? ou quem são os vereadores? Estamos fritos por muitas e muitas décadas!!!

  • Sérgio O pensador. diz: 4 de novembro de 2016

    Que secretário sem noção de administrar a coisa pública, não consegue nem nas suas próprias contas (IPTU) gerir, que dirá de um Estado. Estamos f……

  • joao rodrigues diz: 4 de novembro de 2016

    Quadro de Horror Feltes, quem vive são os Servidores do Executivo, especifico POLICIAIS E PROFESSORES. Isso é INCOMPETENCIA MESMO, façam o Judiciario e o Legislativo fazer a parte deles pelo Estado, mas voces são muito Ruins mesmo, o de Voces e as Mordomias tambem estão no Contexto…

  • Carmen diz: 4 de novembro de 2016

    Horror é ter um Secretário da Fazenda da extirpe podre igual a este. Horror é ter imóveis e NÃO PAGAR IPTU. Que Vergonha hem Sr. Secretário da Fazenda do RGS!!

  • Jorge J. Almeida diz: 4 de novembro de 2016
  • Torosentado diz: 4 de novembro de 2016

    Acho engraçado isso! As pessoas culparem o coitado do Sartori que pegou uma massa falida, que foi completamente dilapidada pelos PTralhas. Bah, voltem a fita um pouquinho para ver de quem é realmente a culpa de tudo o que está acontecendo hoje no nosso amado RGS.

  • Carlos Eduardo diz: 4 de novembro de 2016

    Quero saber se serão só imbecis que concorrerão ao governo do estado em 2018 ou se terá algum caudilho com culhão para fazer o que precisa. Quem terá a coragem de pegar esse touro pelas aspas e vai cortar na carne os gastos de custeio do estado? quem vai acabar com aqueles privilégios de menos de 5% dos servidores que recebem mais de 50% do dinheiro gasto com a folha de pagamento do estado? quem vai mobilizar a sociedade gaúcha para exigir a aprovação da redução do número de deputados e acabar com a farra dos assessores de deputado e de partidos dentro da Assembleia Legislativa? quem vai acabar com a farra dos CC’s de todos os poderes do estado? quem vai colocar os perdigueiros para auditarem os contratos com fornecedores para identificar os desvios e superfaturamentos que existem e são muitos? uma vez identificados os desvios, quem vai cobrar das empresas que desviaram, vai repatriar dinheiro e colocar na cadeia quem se beneficiou? quem vai acabar com farra dos subornos pagos aos maus servidores para não autuar devedores e sonegadores de impostos? quem vai executar as empresas devedoras de impostos e que tem recursos para pagar o que deve? quem vai moralizar a gestão da saúde, segurança e educação? quem vai acabar com os desvios de medicamentos e equipamentos nos hospitais? quem vai acabar da associação entre criminosos e policias, os desvios de armas e drogas que fazem para revender e dividir a grana, acabar com a corrupção dentro das policias e colocar a Polícia Civil e Brigada Militar a serviço do cidadão? quem vai enfrentar essa ideologização que estão fazendo nos colégios e passando por cima do que a própria família do aluno pensa e educa os seus filhos? quem vai colocar os servidores para realizar rigorosamente as suas atribuições no exercício das suas atividades e cumprindo a missão que livremente aceitaram quando do ingresso no serviço público? É bom lembrar que passar em concurso público não é só para resolver o problema pessoal de quem busca estabilidade no emprego. É preciso entender que o serviço público é uma missão de bem servir a sociedade e agir no interesse dela, até mesmo abrindo mão do interesse pessoal. Quem vai atrair novos investimentos para gerar novas oportunidades de trabalho, renda e tributos? Quem vai modernizar a gestão pública do estado? Quem vai administrar o estado agindo no interesse de todo o conjunto da sociedade e do contribuinte e não apenas governar para o interesse de alguns sindicatos, grupos empresariais, grupos políticos e segmentos sociais que nada mais são do que massa de manobra e até espoliadores do estado. E tem muita coisa para falar e muito problema para resolver. O RS está no fundo do poço e não há mais como querer agir com parcimônia e pisar entre ovos. Está na hora de meter o pé na porta e pisar no pescoço de quem precisa para fazer aquilo que o estado não pode mais esperar. A sociedade gaúcha está cansada dos mesmos de sempre, dos mesmos discursos, da ineficiência, do empreguismo, do clientelismo, do corporativismo, da bandidagem, da roubalheira, da corrupção e, principalmente, da incompetência.

  • Geni diz: 4 de novembro de 2016

    Que tal pegar os bilhões escondidos revelados pelos colegas da controladoria?
    Estão loucos para lançar aqui o pacote de maldades recém exibido no Rio.

  • Geni diz: 4 de novembro de 2016

    Sim, sim. E vão lançar aqui o pacote de maldades do Rio. Mentirosos, libera esse s bilhões escondidos aí.

  • Pablo diz: 4 de novembro de 2016

    É esse o Secretario da Fazenda que não pagou o IPTU de seus Imóveis ?

  • Jucelino Medeiros de oliveira diz: 4 de novembro de 2016

    Deixa eu entender. O cara foi Prefeito. Tinha o apelido de pezao. Construiu um monumento com dinheiro público em sua homenagem com o formato de pé
    O governador colocou ele para cuidar da gestão do dinheiro pago pelos contribuintes gaúchos.Quando nos pensamos que já havíamos visto tudo cada vez me convenço que nada mais me surpreende. Quando colocaram o Prefeito dos Alvarás da Kis para cuidar da Segurança publica dos gaúchos e agora essa percebe-se que o tal Sartorao esta pouco se lixando para os gaúchos inclusive os idiotas que ajudaram na sua eleição.

  • rodrigo prado diz: 4 de novembro de 2016

    Vigarista, se não sabia o que fazer, pra que aceitou o cargo ????
    IDIOTA.

  • Luiz Fernando diz: 4 de novembro de 2016

    Os problemas que ora o RS enfrenta começou com a subida do PT ao poder, o gaucho “tão politizado” deu um tiro no pe ao eleger o PT ( Partido da Trambicagem ), entre outras c@gad@as a expulsão da Ford que hj poderia estar ai gerando empregos e impostos. Mas não, eles são contra o capitalismo. Fazer o quê agora.

  • Paulo diz: 4 de novembro de 2016

    Se o quadro do Estado está um horror, preparem-se para o terrível.

  • Orion De Carvalho Goulart diz: 4 de novembro de 2016

    Quem não tem competência não se estabelece, este governo é uma decepção total.

  • ODAIR BANDEIRA diz: 4 de novembro de 2016

    Mas durante a campanha a promessa era Viver Feliz!Em tempo ele que não se meta com o nosso Laçador (kkkkkk)

  • GauchãoOrtiz diz: 4 de novembro de 2016

    Jorge da Silva: Banrisul e CEEE não custam nada ao Governos. pelo contrário, muitas vezes os governos se socorreram dos caixas destas empresas. Se privatizar resolvesse, o Rio de Janeiro não estaria em situação igual. Venderam a melhor parte da CEEE (distribuição) e não resolveu nada. Tem é que ferrar os sonegadores e isenções (tudo peixe graúdo). As isenções dadas pelos governos dura até a empresa sugar tudo, com a conversa mole de geração de emprêgo, depois quando a isenção termina, que tem de pagar os tributos, eles anoitecem e não amanhecem nos estados. Veja o RJ: R$158.000.000,, 00 de insenções. Sérgio Cabral condenado a devolver (duvido) R$1.000.000.000,00 de isenções para a Michelan….Esta é uma parte dos problemas. Por que ele não extingue o cabide de empregos, o tal de Tribunal Militar (me explique para que serve), que custa em torno de R$45.000.000,00 por ano ao Estado? E por que no Tribunal de Contas, os Conselheiros (?) tem que serem os políticos e não funcionários de carreira? Bah, a lista é grande..Dinheiro para os faraós (Ministério Público e Assembléia) vem do caixa únido do estado. Já fizestes os cáculos de qual este valor do repasse, já que além do salário (?) tem mais os penduricalhos?

Envie seu Comentário