Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Impeachment também é remédio para governo que perde as rédeas, diz Collor

30 de agosto de 2016 1
Foto: Jonas Pereira / Agência Senado

Foto: Jonas Pereira / Agência Senado

* por Kelly Matos

O ex-presidente da República e senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL) sinalizou nesta terça-feira (30) que votará pelo afastamento de Dilma Rousseff. Em discurso na tribuna do Senado, Collor repetiu críticas à gestão da petista, a quem atribuiu “cegueira política” e “surdez econômica”.

Ao reiterar as críticas, o ex-presidente sugeriu que Dilma deve ser afastada também porque perdeu o comando político na Presidência da País.

“Impeachment é remédio constitucional de urgência, quando o governo, além de cometer crime de responsabilidade, perde as rédeas do comando político”, disse.

Na tribuna, Collor também produziu comparações com o seu período de afastamento da Presidência, em 1992. Ele lembrou que foi absolvido pelo Supremo Tribunal Federal.

O senador também utilizou frases de documentos assinados à época do seu afastamento, por entidades que em 92 defenderam o impeachment.

“O país não vive como alardearam os setores mais radicais qualquer sintoma de golpe. O que o povo brasileiro deseja é decência”, disse.

Comentários (1)

  • Alberto diz: 30 de agosto de 2016

    Quem entende polítcos tupiniquins? PT foi quem mais pediu impeachment de Collor (que, comparado aos Lallaus atuais, era ‘ladrão de galinhas’), depois elle ficou aliado de Lula/Dilma e foram descobertos alguns ‘rollos’ em que o Senador está envolvido (carrões de luxo) mas agora quer saída da PresidentA…

Envie seu Comentário