Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Jean Wyllys justifica cuspe em Bolsonaro: "me insultou gritando veado"

17 de abril de 2016 1
Foto: Diego Vara / Agencia RBS

Foto: Diego Vara / Agencia RBS

O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) se manifestou por meio de sua página oficial no facebook sobre o cuspe que disparou contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), no plenário da Câmara, neste domingo (17). A confusão ocorreu após discursos inflamados dos dois parlamentares na votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Logo após o ocorrido, Jean Wyllys escreveu que não está arrependido do ato, e que foi uma reação após ser insultado com ofensas homofóbicas. Leia, abaixo, a íntegra do que o deputado escreveu:

Depois de anunciar o meu voto NÃO ao golpe de estado de Cunha, Temer e a oposição de direita, o deputado fascista viúva da ditadura me insultou, gritando “veado”, “queima-rosca”, “boiola” e outras ofensas homofóbicas e tentou agarrar meu braço violentamente na saída. Eu reagi cuspindo no fascista. Não vou negar e nem me envergonhar disso. É o mínimo que merece um deputado que “dedica” seu voto a favor do golpe ao torturador Carlos Alberto Brilhante Ustra, ex-chefe do DOI-CODI do II Exército durante a ditadura militar. Não vou me calar e nem vou permitir que esse canalha fascista, machista, homofóbico e golpista me agrida ou me ameace. Ele cospe diariamente nos direitos de lésbicas, gays, bissexuais e transexuais. Ele cospe diariamente na democracia. Ele usa a violência física contra seus colegas na Câmara, chamou uma deputada de vagabunda e ameaçou estuprá-la. Ele cospe o tempo todo nos direitos humanos, na liberdade e na dignidade de milhões de pessoas. Eu não saí do armário para o orgulho para ficar quieto ou com medo desse canalha.

Clique aqui e veja o vídeo que mostra Jean Wyllys cuspindo contra Bolsonaro.

Comentários (1)

  • Chicão diz: 18 de abril de 2016

    Este indivíduo com nome de jipe, este desclassificado, este marginal, esta besta quadrada, este energúmeno, este pústula, este inescrupuloso, este esquerdista de araque, este ser escandaloso, esta pessoa cínica e hipócrita, mostrou que não tem caráter, honra, decência, respeito pelos demais!

    Este porco e canalha ao cuspir em seu colega, demonstrou a sua insanidade e agressividade na defesa que faz da segregação, do separatismo, e de ser um incentivador do racismo e do preconceito!

    Pois o seu maior desafeto, Bolsonaro, que tanto frequentou a comissão de ética do Congresso, deve fazer o mesmo com este imbecil, este ser ignóbil, este elemento rasteiro que não dignifica a espécie humana!

    Este merda de deputado, Willys, deveria ser banido do Congresso porque um desajustado, um marginal, um bandido, dotado de sentimentos animalescos e más intenções.

    No passado, dez, doze anos atrás, escrevi com o mesmo ímpeto, revolta e indignação, quando o jogador Marcelinho, no Corínthians, à época, havia cuspido no árbitro, um gesto que considero o mais grave que um ser humano pode cometer, pior que matá-lo!

    Uma cusparada significa a imundície produzida por uma pessoa que quer jogá-la sobre a outra, um ato obsceno, deplorável, a suprema humilhação!

    Pois este deputado vagabundo, bandido, que não passa de um cão raivoso, uma doidivanas, falso defensor dos homossexuais, pois estes na sua maioria são educados e respeitadores, merece ser cassado, merece um pontapé na bunda e ser jogado fora do Parlamento, imundo, cretino, ordinário, pertencente à ralé, à podridão humana!
    Que o diabo te carregue, Willys!

Envie seu Comentário