Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Servidores estaduais irão receber parte dos salários na quinta (29)

27 de dezembro de 2016 3
Foto: Porthus Junior / Agência RBS

Foto: Porthus Junior / Agência RBS

O Governo do Estado ainda está fazendo as contas. O que não foi decidido é se será pago só parte do salário de dezembro, só parte do 13º ou um pouco dos dois. O certo é que o Piratini não tem o suficiente nem para pagar nem mesmo uma das folhas integralmente.

O saldo nos cofres da Fazenda deve fechar nesta quarta-feira (28) em cerca de R$ 650 milhões, enquanto que a folha de dezembro é de R$ 1,4 bilhão. A folha do 13º soma R$ 1,25 bilhão. Se o Executivo decidir pagar só o salário de dezembro, será mais um mês de parcelamento, o 11º consecutivo. Nesse cenário, cada servidor receberia cerca de R$ 2 mil reais.

Questões legais

O que está em estudo pela Secretaria Estadual da Fazenda é qual o impacto legal de não pagar o mês ou a gratificação natalina integralmente, já que há decisões judiciais que obrigam as duas coisas.

O certo é que o dinheiro precisa ser destinado às contas dos servidores até a noite desta quarta-feira (28). Assim, os valores estarão disponíveis para saque na manhã de quinta (29). O Piratini não descarta novos depósitos durante o dia.

O Estado confirmará até a manhã desta quarta (28) a decisão.

Comentários (3)

  • luiz henrique g machado diz: 27 de dezembro de 2016

    gostaria de saber porque so o cidadão comum e trabalhador tem que cumprir as decisões judicias se não vai parar na cadeia, e os politicos , e governo não cumprem e nada acontece , então o poder judiciaria é contra o povo e não e a favor das robalheiras , por favor não podemos confiar em um poder judiario que obriga o povo a cumprir decisões e não obriga o estado a cumpri-la.

  • Chicão diz: 27 de dezembro de 2016

    O covarde governador, incompetente, medíocre, imbecil e idiota, além de mal interpretar a lei sobre a independência dos poderes, a manipula em seu favor!

    Se optou por enviar as verbas INTEGRAIS dotadas no orçamento para o Legislativo e Judiciário, em DETRIMENTO DO EXECUTIVO, afronta a Constituição em vários artigos e itens, pois esta mesma lei NÃO DETERMINA AO EXECUTIVO QUE DISCRIMINE O SERVIDOR PARA PAGAR UNS E DEIXAR DE PAGAR OUTROS!

    Esta lei não manda o governador discriminar e preterir funcionários públicos PORQUE O JUDICIÁRIO E LEGISLATIVO DEVEM RECEBER SEUS PROVENTOS INTEGRAIS, MESMO QUE OUTRO PODER SOFRA AS CONSEQUÊNCIAS DESTA DETERMINAÇÃO!

    Não, até porque haveria graves contradições entre mandamentos da Carta Magna neste sentido, desde a dignidade da pessoa humana, que homens e mulheres são iguais em seus direitos e obrigações, que os salários são impenhoráveis e torna-se crime sua retenção DOLOSA, que o 13º deve ser pago INTEGRALMENTE conforme o salário vigente ou igual ao da aposentadoria, inclusive menciona o Piso Salarial do Magistério, QUE GOVERNADOR ALGUM PAGOU AOS PROFESSORES GAÚCHOS!!!

    Portanto, Sartori, o covarde, NÃO PAGA O SERVIDOR DO EXECUTIVO PORQUE NÃO QUER, PORQUE É INJUSTO, PORQUE DISCRIMINA, PORQUE PRETERE SERVIDORES EM BENEFÍCIO DE OUTROS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS, PORQUE SEPARA, QUEBRA A UNIDADE DO ESTADO, COMETENDO CRIME POR ESTA DECISÃO ESTAPAFÚRDIA, QUE NÃO ENCONTRA BASE LEGAL EM QUALQUER LEI EXISTENTE NO BRASIL!!!

    A independência dos poderes diz respeito a administrarem seus orçamentos conforme entendem ser mais correto, PORÉM NÃO EXIGE QUE, SENDO A FONTE DE ARRECADAÇÃO UMA SÓ, QUAL O PODER QUE TEM PRECEDÊNCIA SOBRE OS DEMAIS, ou seja, o mais importante ou aquele que deve receber a verba orçamentária HAVENDO OU NÃO DINHEIRO, MESMO QUE RETIRE DE OUTROS PODERES AS QUANTIAS ATÉ A SUA TOTALIDADE!

    Não existe, portanto, esta obrigação de Sartori querer ser mais realista que o rei, de entregar o dinheiro que tem para o Judiciário e Legislativo, impedindo uma justa distribuição de recursos obtidos até o último dia útil de cada mês entre os três poderes, e ocasionar ao servidor prejudicado uma SOBRECARGA DE RESPONSABILIDADES PESSOAIS QUE NÃO PODE ARCAR, por exemplo, o seu próprio sustento por falta de condições!!!

    Sartori, o covarde, CONDENA O SERVIDOR DO EXECUTIVO À MORTE, sem qualquer exagero, pois tanto este desfecho trágico pode ser através da inanição quanto por uma crise de instabilidade emocional, que pode levar o estressado a comportamentos radicais ou, por acaso, preciso lembrar a professora septuagenária, em Pelotas, que tentou se atear fogo quando viu que não receberia a gratificação (13º) que tem direito por LEI?!

    Sartori, o covarde, agrava sobremaneira a situação do RS, pois coloca frente à frente colegas servidores públicos, que não entendem esta discriminação odiosa e criminosa, tampouco as razões pelas quais prefere dois poderes em detrimento do terceiro, que sustenta indevida, injusta, e inexplicavelmente os outros dois!!!

    Repito:
    A lei que aborda a independência dos poderes NÃO DETERMINA QUE A VERBA PARA LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO SEJA DISTRIBUÍDA EM DETRIMENTO DO EXECUTIVO, QUE ESTE FIQUE SEM RECURSOS PARA PAGAR SEQUER A FOLHA DE SEUS SERVIDORES, mas estabelece a independência de essas verbas terem o destino que os chefes desses poderes entenderem como adequado e pertinente a seus gastos!!!

    Sartori, o covarde, ASSIM AGE PARA PRESSIONAR OS LADRÕES, CORRUPTOS E DESONESTOS DEPUTADOS ESTADUAIS, PARA VOTAREM SEUS PROJETOS URGENTEMENTE, enquanto decidiu que até não ter esta aprovação que deseja, QUE SOFRA O PESSOAL DO EXECUTIVO, QUE FIQUE SEM DINHEIRO, QUE NÃO PAGUE SEUS COMPROMISSOS, QUE TENHA CRISES EMOCIONAIS GRAVES, QUE FIQUE SEM PODER COMPRAR ALIMENTOS E REMÉDIOS, QUE PEÇA ESMOLAS, COMO ACONTECE NO RIO DE JANEIRO, com servidores recebendo cestas básicas, simplesmente um atentado à dignidade da pessoa humana, e com os responsáveis por esta crise sem precedentes, os culpados por esta tragédia, estejam livres, leves e soltos, gozando a fortuna que roubaram do povo e dos cofres públicos!!!

    Sartori, o covarde, deve estar na cadeia!!!

    Sartori, o covarde, deve ir preso por discriminação, por implementar o preconceito no RS, por preferir categorias de funcionários em prejuízo grave de outra, escolha que por sua livre iniciativa levou a cabo, e que não existe amparo legal em qualquer lei ou código brasileiro!!!

    Sartori, o covarde, cospe na Constituição, e condena o servidor do Executivo a sofrer, penar, a ser humilhado CRIMINOSAMENTE!!!

    Eu gostaria muito que os comentaristas deste blog democrático comentasse este meu texto com responsabilidade e isenção, que me apontassem onde erro, mas se concordarem com a essência do que demonstro, então que me ajudem a fazer coro contra esse governador covarde, nocivo e nefasto ao povo e Estado gaúcho!

    E deixo uma célebre questão em aberto, tema para outras reportagens, que peço aos jornalistas a providenciarem imediatamente:

    POR QUE CARGAS D’ÁGUA, SARTORI, O COVARDE, NÃO BUSCA OS MAIS DE TRINTA BILHÕES DE REAIS SONEGADOS, QUE RESOLVERIAM AS FINANÇAS DO ESTADO?!

  • Miriam diz: 27 de dezembro de 2016

    Isso é o que o governo afirma. Não vejo nenhuma averiguação da veracidade da afirmação deles.

Envie seu Comentário