Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Argel"

Das 14 derrotas do Inter no "novo" Beira-Rio, Argel era adversário em duas

15 de setembro de 2016 2

Vitória saiu vencedor diante do time colorado pela 25ª rodada do Brasileirão

Em 2014, o Figueirense surpreendeu o Inter e venceu pelo placar de 3 a 2. Passados dois anos, o Vitória encarou o time colorado em sua casa e também venceu, desta vez por 1 a 0. Qual é a semelhança destas duas derrotas? Argel era o técnico da equipe adversária em ambas.

21050588

Argel fez sua estreia como técnico do Vitória (Foto: Bruno Alencastro)

O Internacional foi derrotado em seu reformado estádio apenas 14 vezes. Destas, somente o Corinthians conseguiu duas vitórias. Além do Timão, Ceará, Bahia, São Paulo, Figueirense, Shakhtar, Atlético-MG, Flamengo, Veranópolis, Botafogo, Grêmio, Palmeiras e agora o Vitória tiveram este gostinho.

No total, são 85 partidas realizadas no novo Beira-Rio. O Inter soma 58 vitórias e ainda 13 empates. O jogo inaugural foi em abril de 2014, na vitória colorada sobre o Peñarol por 2 a 1.

Números do Inter no novo Beira-Rio:
85 jogos
58 vitórias
13 empates
14 derrotas
151 gols marcados
63 gols sofridos

Argel é demitido com aproveitamento semelhante ao de Aguirre no Brasileirão

11 de julho de 2016 0
Montagem sobre fotos/ Agência RBS

Montagem sobre fotos/ Agência RBS

Ao chegar no Inter em agosto do ano passado, Argel Fucks demonstrou discurso de quem corrigiria todos os erros de Diego Aguirre, seu antecessor no cargo de treinador colorado. Logo na apresentação, contestou fortemente o rodízio promovido pelo uruguaio e classificou como “faceiro demais” o esquema 4-2-3-1 utilizado pelo antigo técnico.

Argel também era enfático ao afirmar que pegou o time na 10ª colocação e levou o Inter ao vice-campeonato do segundo turno do Brasileirão, em uma crítica clara ao desempenho de Aguirre no início do Brasileirão 2015. Porém, um ano depois, Argel não deixa o Inter em situação melhor para seu sucessor.

Ao deixar o Inter às vésperas do Gre-Nal do primeiro turno, Aguirre havia comandado o time em 16 rodadas e conquistado 21 pontos, um aproveitamento de 43,75%. Já Argel sai na 14ª rodada com 20 pontos e 47,6% de aproveitamento.

Em paralelo à disputa do Brasileirão, porém, Aguirre tinha a Libertadores da América – competição em que levou o Inter à semifinal. Argel, no entanto, tinha foco total na competição nacional.

Na comparação com Aguirre, Argel apenas conquistou uma Recopa Gaúcha a mais, já que o uruguaio também conduziu o time ao título do Gauchão.

*Por Renata de Medeiros

Só Muricy e Abel conseguiram encerrar um Brasileiro de pontos corridos no Inter

10 de julho de 2016 1

Argel foi demitido após uma sequência de seis jogos sem vitórias

É historicamente difícil terminar uma edição inteira do Campeonato Brasileiro de pontos corridos como técnico do Internacional. Em 2016, não foi diferente. Argel Fucks afundou com uma sequência de seis jogos sem vitórias e foi oficialmente demitido de seu cargo no clube.

19814088

Argel deixou o Inter depois de 61 jogos e 60,6% de aproveitamento (Foto: Fernando Gomes / RBS)

Somente dois treinadores conseguiram iniciar a primeira rodada do Brasileirão e permanecer até a 38ª: Muricy Ramalho e Abel Braga. O curioso é que ambos conseguiram esta verdadeira ‘façanha’ no Inter em duas oportunidades. Muricy ficou em 2003 e 2005, enquanto Abel comandou o time em 2006 e 2014.

Em 2003, o Inter de Muricy Ramalho foi sexto colocado (24 clubes). O mesmo treinador levou a equipe ao vice-campeonato dois anos depois, perdendo o título para o Corinthians (22 clubes). Já em 2006, Abel Braga, totalmente focado na disputa da Libertadores e Mundial de Clubes, chegou à segunda colocação mesmo assim. Apenas o São Paulo ficou à frente. Por fim, em 2014, o Inter de Abel terminou como terceiro colocado.

Técnicos do Inter na Era dos Pontos Corridos:
2003 – Muricy Ramalho
2004 – Lori Sandri / Joel Santana
2005 – Muricy Ramalho
2006 – Abel Braga
2007 – Alexandre Gallo / Abel Braga
2008 – Abel Braga / Tite
2009 – Tite / Mário Sérgio
2010 – Jorge Fossati / Celso Roth
2011 – Paulo Roberto Falcão / Dorival Júnior
2012 – Dorival Júnior / Fernandão / Clemer
2013 – Dunga / Clemer
2014 – Abel Braga
2015 – Diego Aguirre / Argel Fucks
2016 – Argel Fucks / ?

Inter tem a pior sequência no Brasileirão desde 2002; resultados derrubaram Roth

10 de julho de 2016 0
Crédito: Ricardo Duarte/Divulgação/Internacional

Crédito: Ricardo Duarte/Divulgação/Internacional

Com a vitória do Santa Cruz sobre o Internacional neste domingo (10), o Inter chegou a sua sexta partida sem vitórias com cinco derrotas e um empate. Ou seja, apenas um ponto conquistado em 18 no Brasileirão. Com esta sequência, o time comandado por Argel iguala a campanha da equipe em 2002.

Há catorze anos, os colorados viam em campo exatamente a mesma sequência que a atual: apenas um ponto conquistado em 18. Celso Roth, então treinador, deu lugar a Cláudio Duarte nos últimos quatro jogos. Roth é demitido após a derrota para o Coritiba por 1 a 0. Cláudião assume, empata com São Caetano, perde mais duas e ganha por 2 a 0 do Paysandu na última rodada, livrando a equipe do rebaixamento.

Dentre estas partidas, também houve um clássico Gre-Nal, também com uma vitória gremista no Beira-Rio por 1 a 0 (gol de Rodrigo Mendes).

Confira as piores sequências do Inter em Campeonatos Brasileiros:

Inter de 2016
19/06 Figueirense 3 x 2 Inter
23/06 Coritiba 1 x 1 Inter
26/06 Inter 2 x 3 Botafogo
29/06 Flamengo 1 x 0 Inter
03/07 Inter 0 x 1 Grêmio
10/07 Santa Cruz 1 x 0 Inter

Inter de 2002
26/10 Inter 0 x 1 Grêmio
30/10 Atlético-MG 3 x 2 Inter
02/11 Inter 0 x 1 Coritiba
06/11 São Caetano 1 x 1 Inter
10/11 Juventude 3 x 2 Inter
13/11 Inter 0 x 1 Cruzeiro

Argel x Roger em números: quem chega melhor para o clássico Gre-Nal?

30 de junho de 2016 2

Clássico ocorre na manhã de domingo pela 13ª rodada do Brasileirão

O final de semana reserva o clássico Gre-Nal de número 410 na história. De um lado, o Inter de Argel. Do outro, o Grêmio de Roger. E quem chega melhor para este duelo válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro?

17667953

Argel e Roger fazem duelo dentro do G-4 do Brasileirão

O blog Central de Esportes fez o levantamento dos números na temporada da dupla Gre-Nal. Além do título do Gauchão e da Recopa Gaúcha, talvez o principal destaque do time de Argel seja a solidez defensiva. Em 35 jogos em 2016, a defesa colorada foi vazada apenas 26 vezes (média de 0,7 gol por jogo). Era a equipe que menos gols sofrera no Brasileirão até a sequência ruim de quatro jogos sem vitória estabelecer-se, na qual teve as redes balançadas oito vezes.

Do lado tricolor, o time de Roger esbanja poder ofensivo. São 39 partidas na temporada e 70 gols marcados. A média é de quase dois gols por partida. Aliás, é um dos melhores ataques do futebol brasileiro ao lado do Atlético-MG e à frente do Corinthians, sendo ainda o segundo mais efetivo do Brasileirão atrás apenas do líder Palmeiras.

Na artilharia, Eduardo Sasha soma 13 gols na temporada e é o goleador colorado. Quatro deles marcados no Brasileirão, seis no Gauchão, dois em amistosos e um na Primeira Liga. Luan é o líder da lista no Grêmio: são dez gols feitos, sendo cinco no Brasileiro e cinco no Estadual.

E o garçom? William foi quem deu mais assistências no Inter em 2016: foram oito. Do lado do Grêmio, é o próprio Luan, que soma nove assistências.

Inter em 2016 (com amistosos):
35 jogos
19 vitórias
11 empates
5 derrotas
56 gols marcados
26 gols sofridos
65% de aproveitamento

Goleadores do Inter em 2016:
Eduardo Sasha – 13 gols
Vitinho – 10 gols
Aylon – 8 gols
Andrigo – 6 gols
Paulão – 4 gols
Anderson – 4 gols

Assistências do Inter em 2016:
William – 8
Vitinho – 6
Artur – 5
Anderson – 4
Alex – 3

Grêmio em 2016 (com amistoso)
39 jogos
21 vitórias
9 empates
9 derrotas
70 gols marcados
45 gols sofridos
61% de aproveitamento

Goleadores do Grêmio em 2016:
Luan – 10 gols
Bobô – 7 gols
Giuliano – 7 gols
Pedro Rocha – 6 gols
Everton – 5 gols
Douglas – 5 gols

Assistências do Grêmio em 2016:
Luan – 9
Douglas – 5
Giuliano – 5
Maicon – 4
Pedro Rocha – 4

Inter de Argel perde a primeira no Beira-Rio em jogos do Brasileirão

26 de junho de 2016 1

Colorado foi surpreendido pelo Botafogo diante de sua torcida

O ‘amuleto’ Beira-Rio não ajudou desta vez. Se o Internacional, sob comando de Argel, era imbatível em seu estádio, o domingo confirmou a vitória do Botafogo por 3 a 2 e, com isso, a primeira derrota colorada em casa desde a chegada de seu treinador em agosto do ano passado.

19666889

Botafogo, de Neilton, fez 3 a 2 diante do Inter no Beira-Rio

Depois do badalado triunfo sobre o Atlético-MG, o Inter de Argel ultrapassou os 90% de aproveitamento em casa quando o assunto é Campeonato Brasileiro. Eram 15 jogos, com 13 vitórias e apenas dois empates. Pois no 16º jogo, veio a primeira derrota. O Botafogo bateu o Inter por 2 a 0 no Beira-Rio.

Nesta edição de 2016, o Inter vinha de empate contra a Chapecoense e vitórias sobre Sport, Atlético-PR, América-MG e Atlético-MG no Beira-Rio. Era um dos melhores mandantes da competição.

Jogos em 2015:
Inter 2×0 Atlético-PR
Inter 6×0 Vasco
Inter 1×0 Palmeiras
Inter 2×1 Corinthians
Inter 1×1 Figueirense
Inter 2×1 Sport
Inter 1×0 Joinville
Inter 1×0 Ponte Preta
Inter 1×0 Grêmio
Inter 2×0 Cruzeiro

Jogos em 2016:
Inter 0×0 Chapecoense
Inter 1×0 Sport
Inter 1×0 Atlético-PR
Inter 3×1 América-MG
Inter 2×0 Atlético-MG
Inter 2×3 Botafogo

Catarinenses se tornam 'touca' de Argel em sua passagem pelo Inter

19 de junho de 2016 5

Time perdeu todos os jogos fora de casa contra equipes de Santa Catarina

Não foi o Inter que atropelou o Atlético-MG na rodada passada. Bem diferente aliás. O time de Argel acabou perdendo para o Figueirense no Orlando Scarpelli por 3 a 2 neste domingo e entregou a liderança do campeonato para o Palmeiras. Um detalhe interessante deste resultado é a dificuldade do técnico colorado contra times catarinenses. O rendimento não chega a 40%.

19538014

Inter perdeu para o Figueirense por 3 a 2 no Orlando Scarpelli

Desde que foi contratado no ano passado, Argel já disputou sete jogos contra catarinenses. A equipe venceu apenas duas: contra Joinville e Avaí no Beira-Rio. São ainda três derrotas e dois empates. O aproveitamento é de 38%. Um dos destaques da equipe colorada, a defesa sofreu oito gols e o ataque marcou sete vezes.

Jogos do Inter de Argel contra catarinenses:
2015 – Inter 1×1 Figueirense (Brasileirão)
2015 – Avaí 3×0 Inter (Brasileirão)
2015 – Inter 1×0 Joinville (Brasileirão)
2015 – Chapecoense 1×0 Inter (Brasileirão)
2016 – Inter 3×0 Avaí (Primeira Liga)
2016 – Inter 0×0 Chapecoense (Brasileirão)
2016 – Figueirense 3×2 Inter (Brasileirão)

Números de Argel contra catarinenses:
7 jogos
2 vitórias
2 empates
3 derrotas
7 gols marcados
8 gols sofridos
38% de aproveitamento

Só Cruzeiro de 2003 e Corinthians de 2011 superam arrancada do Inter

17 de junho de 2016 9

Colorado lidera o Brasileirão com 19 pontos em oito jogos

Qual é o tamanho da campanha do Internacional neste Brasileirão de 2016? Pois o blog Central de Esportes fez o levantamento das melhores arrancadas na era dos pontos corridos e a constatação é que apenas o Cruzeiro de 2003 e o Corinthians de 2011 tiveram uma pontuação superior à do time de Argel.

19490517

Inter é ainda dono da melhor defesa da competição: 3 gols sofridos

Aquele Cruzeiro treinado por Vanderlei Luxemburgo há 13 anos, que terminou campeão brasileiro com impressionantes 100 pontos conquistados, arrancou com 20 pontos ao final de oito rodadas disputadas. Outro time que teve a mesma campanha foi o Corinthians de Tite em 2011. No final, levantou a taça do campeonato com 71 pontos.

montagem2

Cruzeiro (2003) e Corinthians (2011) arrancaram com 20 pontos

O Internacional soma 19 pontos nesta edição de 2016. O time de Argel venceu São Paulo, Sport, Santos, Atlético-PR, América-MG e Atlético-MG. Ainda empatou com a Chapecoense e perdeu para o Vitória. Ele iguala campanhas do Fluminense em 2006 e Atlético-MG em 2012. No caso destes, nenhum foi campeão posteriormente. Será que a história será mudada?

Pontuação dos líderes em 8 rodadas:
2003: Cruzeiro – 20 pontos
2004: Criciúma e São Paulo – 15 pontos
2005: Ponte Preta e Fluminense – 17 pontos
2006: Fluminense – 19 pontos
2007: Botafogo – 17 pontos
2008: Flamengo – 19 pontos
2009: Atlético-MG e Inter – 17 pontos
2010: Corinthians e Ceará – 18 pontos
2011: Corinthians – 20 pontos
2012: Atlético-MG – 19 pontos
2013: Botafogo e Coritiba – 16 pontos
2014: Cruzeiro – 16 pontos
2015: Sport – 18 pontos

Imbatível no Beira-Rio: Inter de Argel é 91% de aproveitamento no Brasileiro

16 de junho de 2016 3

Time venceu o Atlético-MG e seguiu na liderança do campeonato

Que o Internacional é forte no Beira-Rio, isto todo mundo já sabe. Agora este time comandado por Argel tem sido imbatível em casa, ainda mais quando o assunto é Campeonato Brasileiro. Desde seu primeiro jogo diante da torcida colorada no ano passado, contra o Atlético-PR, o técnico jamais foi derrotado e ostenta um aproveitamento superior a 90%. É mole?

19490613

Eduardo Sasha abriu o marcador no 2 a 0 contra o Atlético-MG

Nesta quinta-feira, não foi diferente. O Inter bateu o Atlético-MG por 2 a 0 pela oitava rodada do Brasileirão e assumiu a liderança. São, no total, 15 partidas disputadas na casa colorada pela competição nacional. Foram 13 vitórias e 2 empates, com impressionantes 26 gols marcados e apenas quatro sofridos.

Jogos em 2015:
Inter 2×0 Atlético-PR
Inter 6×0 Vasco
Inter 1×0 Palmeiras
Inter 2×1 Corinthians
Inter 1×1 Figueirense
Inter 2×1 Sport
Inter 1×0 Joinville
Inter 1×0 Ponte Preta
Inter 1×0 Grêmio
Inter 2×0 Cruzeiro

Jogos em 2016:
Inter 0×0 Chapecoense
Inter 1×0 Sport
Inter 1×0 Atlético-PR
Inter 3×1 América-MG
Inter 2×0 Atlético-MG

Argel próximo da 50ª partida no Inter e com aproveitamento de 65%

24 de maio de 2016 2

Técnico colorado foi anunciado pelo clube em agosto do ano passado

Para quem achou que Argel fosse ser o famoso ‘técnico-tampão’ depois da saída de Diego Aguirre, enganou-se rotundamente. Anunciado para recuperar a competitividade do time do Inter após a eliminação na Libertadores de 2015, Argel arrumou a equipe, quase alcançou o G-4, ficou e já acumula dois títulos. Pois ele completa nesta quinta-feira uma marca importante pelo clube.

19195218

Argel já comemorou dois títulos no comando do Inter

Será diante do Sport Recife às 16h, no Beira-Rio, que o treinador atingirá o número de 50 partidas no comando colorado. O aproveitamento é muito bom: cerca de 65% (64,6% para ser exato). Soma-se a isso a taça de campeão gaúcho neste ano de 2016 e a Recopa Gaúcha.

Somente oito times conseguiram vencer o Inter de Argel até hoje: Avaí, São Paulo, Santos, Palmeiras, Atlético-MG, Goiás, Chapecoense e Veranópolis. Foram ainda dois clássicos Gre-Nais: vitória de 1 a 0 no Beira-Rio pelo Brasileirão do ano passado, e empate sem gols na Arena nesta temporada pelo Gauchão e Primeira Liga.

Números de Argel
49 jogos
27 vitórias
14 empates
8 derrotas
75 gols marcados
38 gols sofridos
64,6% de aproveitamento
2 títulos (Gauchão e Recopa Gaúcha)