Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Cruzeiro"

Dos grandes clubes, Cruzeiro e Flamengo são os únicos 100% neste começo de temporada

17 de fevereiro de 2017 0

Levantamento mostra rendimento de cada time nesta arrancada de 2017

Por Marcos Bertoncello

Nem Palmeiras (atual campeão brasileiro) nem Grêmio (atual campeão da Copa do Brasil). Apenas Flamengo e Cruzeiro seguem com 100% de aproveitamento até esta segunda quinzena do mês de fevereiro. São eles os destaques deste início de temporada no futebol nacional.

montagem

Flamengo e Cruzeiro venceram todos seus jogos até agora

Tanto mineiros como cariocas somam seis vitórias em seis jogos disputados por eles até agora, incluindo campeonatos estaduais, Primeira Liga e Copa do Brasil. O levantamento leva em conta todos os 20 clubes da Série A do Brasileirão, além do Inter, que acabou rebaixado no ano passado.

O Grêmio soma duas vitórias (Ypiranga e Passo Fundo) e uma derrota (Caxias) no Gauchão, além do revés para o Flamengo pela Primeira Liga utilizando time reserva. Já o Inter venceu os dois jogos da Primeira Liga (Brasil-PEL e Fluminense) e também o da estreia na Copa do Brasil (Princesa do Solimões). O problema é que ainda não soma vitórias no Estadual: dois empates (Veranópolis e Caxias) e uma derrota (Novo Hamburgo).

Confira o levantamento*:
Rio Grande do Sul
- Grêmio (2 vitórias e 2 derrotas)
- Inter (3 vitórias, 2 empates e 1 derrota)

São Paulo
- Santos (2 vitórias e 1 derrota)
- São Paulo (3 vitórias e 1 derrota)
- Palmeiras (2 vitórias e 1 derrota)
- Corinthians (3 vitórias e 1 derrota)

Rio de Janeiro
- Flamengo (6 vitórias)
- Fluminense (6 vitórias e 1 derrotas)
- Botafogo (3 vitórias, 2 empates e 2 derrotas)
- Vasco (3 vitórias e 2 derrotas)

Minas Gerais
- Cruzeiro (6 vitórias)
- Atlético-MG (4 vitórias e 1 derrota)

Paraná
- Atlético-PR (1 vitória, 3 empates e 2 derrotas)
- Coritiba (2 vitórias, 2 empates e 1 derrota)

Santa Catarina
- Avaí (5 vitórias, 1 empate e 2 derrotas)
- Chapecoense (2 vitórias, 2 empates e 3 derrotas)

Bahia
- Vitória (6 vitórias e 1 empate)
- Bahia (4 vitórias e 3 empates)

Pernambuco
- Sport Recife (5 vitórias e 2 empates)

Goiás
- Atlético-GO (2 vitórias, 1 empate e 2 derrotas)
*Jogos oficiais

Grêmio segue com tabu de 18 anos sem vitória contra o Cruzeiro no Mineirão

01 de outubro de 2016 2

Tricolor foi derrotado pela Raposa pela 28ª rodada do Brasileirão

O jogo era complicado, mas o Grêmio inclusive teve chances de sair de Belo Horizonte com uma vitória para cima do Cruzeiro. Algo que, além de lhe colocar na briga pelo G-4 ou até G-5 do Brasileirão, encerraria um longo tabu de 18 anos no Mineirão. O time de Renato Portaluppi perdeu pelo placar de 1 a 0 neste sábado.

21191203

Geromel em ação contra o Cruzeiro no Mineirão (Foto: Photo Press)

A última vitória do Grêmio no Mineirão para cima da Raposa foi em 1998. Pelo Campeonato Brasileiro daquele ano, o time, na época treinada por Celso Roth, chegou ao placar de 2 a 0 com gols do zagueiro Scheidt e do atacante Rodrigo Mendes. Desde então, foram 12 jogos disputados, com incríveis dez derrotas e apenas dois empates.

Neste período, houve três partidas contra o Cruzeiro fora do Mineirão. Em 2010 e 2011, empate em 2 a 2 e derrota por 2 a 0 na Arena do Jacaré, na cidade de Sete Lagoas. Já em 2012, o Grêmio venceu no Independência por 3 a 1, com gols de Marcelo Moreno (duas vezes) e Kleber Gladiador.

Tabu do Grêmio contra o Cruzeiro no Mineirão:
1998 – Cruzeiro 0×2 Grêmio (Brasileirão) *última vitória
2002 – Cruzeiro 2×0 Grêmio (Sul-Minas)
2003 – Cruzeiro 3×0 Grêmio (Brasileirão)
2004 – Cruzeiro 2×0 Grêmio (Brasileirão)
2006 – Cruzeiro 3×1 Grêmio (Brasileirão)
2007 – Cruzeiro 2×0 Grêmio (Brasileirão)
2008 – Cruzeiro 3×0 Grêmio (Brasileirão)
2008 – Cruzeiro 3×1 Grêmio (Libertadores)
2009 – Cruzeiro 1×1 Grêmio (Brasileirão)
2013 – Cruzeiro 3×0 Grêmio (Brasileirão)
2014 – Cruzeiro 1×0 Grêmio (Brasileirão)
2015 – Cruzeiro 0×0 Grêmio (Brasileirão)
2016 – Cruzeiro 1×0 Grêmio (Brasileirão)

A favor do Inter! Cruzeiro é o pior mandante do Brasileirão

04 de agosto de 2016 7

Equipes se enfrentam nesta noite no estádio Independência

De um lado, um time que não vence há nove partidas (o Internacional), do outro, uma equipe com jejum de vitórias há seis jogos (o Cruzeiro). Será um jogo tenso no estádio Independência nesta noite, às 21h, pela 18ª rodada do Brasileirão. O Mineirão está sendo usado pelos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, mas não tem feito muito a diferença para a Raposa.

20422117

Falcão vai para sua 4ª partida no comando do Inter (Foto: Mateus Bruxel)

É que o Cruzeiro é o pior mandante do Campeonato Brasileiro. Dos 15 pontos conquistados até agora na competição, o time de Mano Menezes somou apenas seis em casa. Os outros nove foram como visitante. O baixo rendimento consegue ser pior que o do lanterna América-MG. O Cruzeiro só tem uma vitória jogando em seus domínios: 2 a 1 contra o Palmeiras no Mineirão no final do mês de junho, justamente seu último triunfo no Brasileirão.

O Internacional soma duas vitórias longe do Beira-Rio. Logo na arrancada do campeonato, venceu o São Paulo em pleno Morumbi por 2 a 1, com dois gols de Eduardo Sasha. Depois foi a vez de surpreender o Santos na sempre perigosa Vila Belmiro. Aylon anotou o gol da vitória colorada.

Piores mandantes do Brasileirão:
17º) Coritiba – 13 pontos (3v / 4e / 2d)
18º) Santa Cruz – 12 pontos (4v / 5d)
19º) América-MG – 8 pontos (2v / 2e / 5d)
20º) Cruzeiro – 6 pontos (1v / 3e / 4d)

Ao lado do Cruzeiro, Grêmio é o time que mais leva vermelho no Brasileirão

31 de julho de 2016 2

Edilson foi expulso na partida contra o América-MG

Não bastasse a frustração em não vencer o lanterna América-MG, o Grêmio vem sofrendo com expulsões. O lateral Edilson foi a bola da vez no empate com o América-MG em 0 a 0 no Independência neste domingo. Pois, no ranking deste critério, o Tricolor empata com o Cruzeiro na liderança com cinco cartões vermelhos recebidos no campeonato.

20523745

Roger tem sofrido com as expulsões de seus jogadores

O Grêmio já tem cinco expulsões neste Campeonato Brasileiro. O primeiro deles foi na vitória sobre a Ponte Preta na Arena, quando Lincoln levou o vermelho por uma cotovelada. Depois foi a vez de Ramiro por reclamação no empate diante do Fluminense no Rio de Janeiro. Aliás, Ramiro teve outra expulsão e foi na derrota para o Atlético-PR em Curitiba por conta de dois cartões amarelos. Bressan fez pênalti a favor do Vitória na Arena, quando o time foi derrotado, e acabou expulso também.

Neste domingo, Edilson foi imprudente. Aos 30 minutos do segundo tempo, o lateral entrou em um carrinho com dois pés na barriga do jogador Osman, do América-MG. O árbitro Raphael Claus não teve dúvidas em mostrar o cartão vermelho.

Expulsos do Grêmio no Brasileirão:
- Lincoln (Ponte Preta)
- Ramiro (Fluminense e Atlético-PR)
- Bressan (Vitória)
- Edilson (América-MG)

Ranking dos cartões vermelhos no Brasileirão:
1) Grêmio e Cruzeiro – 5
2) Sport, São Paulo e Vitória – 4
3) Figueirense, Flamengo e Inter – 3
4) Atlético-MG, Chapecoense, Coritiba e Santa Cruz – 2

Só Cruzeiro de 2003 e Corinthians de 2011 superam arrancada do Inter

17 de junho de 2016 9

Colorado lidera o Brasileirão com 19 pontos em oito jogos

Qual é o tamanho da campanha do Internacional neste Brasileirão de 2016? Pois o blog Central de Esportes fez o levantamento das melhores arrancadas na era dos pontos corridos e a constatação é que apenas o Cruzeiro de 2003 e o Corinthians de 2011 tiveram uma pontuação superior à do time de Argel.

19490517

Inter é ainda dono da melhor defesa da competição: 3 gols sofridos

Aquele Cruzeiro treinado por Vanderlei Luxemburgo há 13 anos, que terminou campeão brasileiro com impressionantes 100 pontos conquistados, arrancou com 20 pontos ao final de oito rodadas disputadas. Outro time que teve a mesma campanha foi o Corinthians de Tite em 2011. No final, levantou a taça do campeonato com 71 pontos.

montagem2

Cruzeiro (2003) e Corinthians (2011) arrancaram com 20 pontos

O Internacional soma 19 pontos nesta edição de 2016. O time de Argel venceu São Paulo, Sport, Santos, Atlético-PR, América-MG e Atlético-MG. Ainda empatou com a Chapecoense e perdeu para o Vitória. Ele iguala campanhas do Fluminense em 2006 e Atlético-MG em 2012. No caso destes, nenhum foi campeão posteriormente. Será que a história será mudada?

Pontuação dos líderes em 8 rodadas:
2003: Cruzeiro – 20 pontos
2004: Criciúma e São Paulo – 15 pontos
2005: Ponte Preta e Fluminense – 17 pontos
2006: Fluminense – 19 pontos
2007: Botafogo – 17 pontos
2008: Flamengo – 19 pontos
2009: Atlético-MG e Inter – 17 pontos
2010: Corinthians e Ceará – 18 pontos
2011: Corinthians – 20 pontos
2012: Atlético-MG – 19 pontos
2013: Botafogo e Coritiba – 16 pontos
2014: Cruzeiro – 16 pontos
2015: Sport – 18 pontos

Dos 16 gols sofridos pelo Grêmio na temporada, sete foram pela bola aérea

12 de março de 2016 3

Tricolor venceu o Cruzeiro, mas foi vazado pelo alto mais uma vez

Se tem algo que realmente assusta o torcedor gremista em 2016 é a bola aérea contra a zaga do Grêmio. Apesar da boa vitória de virada contra o Cruzeiro neste sábado (e usando time reserva), a equipe de Roger foi vazada pelo alto outra vez e isso acende a luz de alerta para a partida difícil diante do San Lorenzo pela Libertadores.

18085284

Cruzeiro fez gol no Grêmio depois de uma cobrança de lateral

No total, são sete gols sofridos pela bola aérea na temporada. Isto que o time levou 16 no total até agora. Marcelo Grohe lamentou a bola na rede desta forma nos jogos contra Danubio, Brasil-PEL, Avaí, Toluca, São Paulo e San Lorenzo, enquanto Bruno Grassi sofreu com isso neste sábado diante do Cruzeiro.

Aos 24 minutos do primeiro tempo, Rodrigo Heffner cobrou lateral para dentro da área do Grêmio. Reinaldo desviou e Caion, de cabeça, empurrou a bola as redes de Bruno Grassi. Depois, o time de Roger mostrou reação e virou a partida com os gols de Pedro Rocha, Bobô e Lincoln.

Gols sofridos pelo Grêmio na bola aérea:
• 1×1 Danubio (amistoso)
• 3×1 Brasil-PEL (Gauchão)
• 2×2 Avaí (Primeira Liga)
• 0×2 Toluca (Libertadores)
• 2×3 São Paulo-RS (Gauchão)
• 1×1 San Lorenzo (Libertadores)
• 3×1 Cruzeiro (Gauchão)

 

Em 2015, Cruzeiro e Novo Hamburgo quase eliminaram a dupla Gre-Nal

19 de fevereiro de 2016 0

Confrontos voltam a ocorrer neste final de semana

Será um final de semana de jogos pelo Gauchão em Porto Alegre. No sábado, o Inter recebe o Cruzeiro no Beira-Rio. Já o Grêmio enfrenta o Novo Hamburgo um dia depois na Arena. Foram justamente estes os confrontos das quartas de final do campeonato do ano passado, e a dupla Gre-Nal teve que ‘parir uma bigorna’ para avançar de fase.

Primeiro foi o Internacional. O time de Diego Aguirre (o mesmo que disputava simultaneamente a Libertadores) saiu perdendo por 2 a 0 p ara o Cruzeiro do também técnico Luis Antônio Zaluar. Aliás, ele foi eleito o melhor treinador do Gauchão no ano passado. Foi precisa a entrada do argentino Lisandro López na partida para a equipe chegar ao empate em 2 a 2. Nas penalidades, Alisson brilhou e o Inter avançou com um placar de 3 a 2.

montagem

Cruzeiro e Novo Hamburgo foram ‘pedras no sapato’ da Dupla

No dia seguinte, o Grêmio encarou o Novo Hamburgo na Arena. A equipe de Felipão vinha de uma fase classificatória instável. Quem começou comemorando foi o Noia, de Roger Machado (hoje técnico gremista), com o gol de falta de Fred (hoje zagueiro gremista). Com o gol de Geromel no segundo tempo, a decisão foi para as penalidades. Marcelo Grohe brilhou e o Grêmio obteve a classificação à semifinal.

Inter x Cruzeiro será às 17h deste sábado no Beira-Rio. Já Grêmio e Novo Hamburgo se enfrentam às 17h de domingo na Arena. As partidas são válidas pela 5ª rodada do Gauchão.

Inter (3)2×2(2) Cruzeiro
INTER: Alisson; William, Ernando, Juan e Geferson; Rodrigo Dourado, Jorge Henrique (Anderson), D’Alessandro e Valdívia (Rafael Moura); Eduardo Sasha e Nilmar (Lisandro López). Técnico: Diego Aguirre.

CRUZEIRO: Bruno Grassi; Jaiminho, André, Laerte e Jefferson; BenHur, Paraná (Carlão), Reinaldo e Wágner; Matheus (Rodrigo) e Wesley (Claudinho). Técnico: Luis Antônio Zaluar.

Grêmio (6)1×1(5) Novo Hamburgo
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Matías (Fellipe Bastos), Geromel, Rhodolfo e Marcelo Oliveira; Ramiro, Maicon, Luan, Giuliano (Everton) e Douglas; Braian Rodríguez (Yuri Mamute). Técnico: Felipão.

NOVO HAMBURGO: Rafael; César Lucena, Fred, Bolívar e Paulinho; Dê, Magrão, Lucas Crispim e Thiago Humberto; William Schuster e Beto Cachoeira (Luis Mário). Técnico: Roger Machado.

Os números de Marquinhos, novo reforço do Inter, em 2015

07 de janeiro de 2016 4

17855165

O Internacional está trocando o lateral-esquerdo Fabrício pelo meia-atacante Marquinhos. O negócio pode ser anunciado a qualquer momento e, por isso, a Central de Esportes detalha os números de 2015* do novo reforço colorado.

No ano passado Marquinhos disputou 41 jogos pelo Cruzeiro. No Brasileirão, foi quem mais deu assistências em seu clube: quatro no total ( o mesmo número de Anderson, maior assistente colorado do ano passado). Na temporada inteira, foram seis gols marcados (um no Brasileiro, três no Mineiro e dois na Libertadores).

Inter troca Fabrício por atacante Marquinhos

Apesar de ser um meia-atacante, finalizou certo apenas 15 vezes nas partidas pelo Cruzeiro, média de apenas 0.36 por partida. Outras 45 foram erradas.

Mesmo jogando na frente, tem 37 desarmes na temporada. Ou seja, quase uma roubada de bola por jogo (média de 0.90). No total, foram 898 passes certos, 15 faltas cometidas, 59 recebidas e apenas um cartão amarelo em todo o ano.

*dados do site Footstats

Inter confirma passagem direta para as oitavas da Copa do Brasil 2016

06 de dezembro de 2015 1

Quinta colocação no Brasileirão garantiu esta condição

Não deu para o Internacional obter a classificação à Copa Libertadores de 2016. A vitória diante do Cruzeiro não foi suficiente, uma vez que o São Paulo também saiu vitorioso do Serra Dourada contra o Goiás. Em contrapartida, pelo regulamento da CBF, o time colorado garante vaga diretamente nas oitavas de final da Copa do Brasil no ano que vem.

17810454

Inter bateu Cruzeiro por 2 a 0 no Beira-Rio

O que ocorre é o seguinte: já que o campeão da Libertadores deste ano foi argentino (River Plate), apenas cinco brasileiro estarão na competição continental em 2016 (Corinthians, Atlético-MG, Grêmio, São Paulo e Palmeiras). Como a Copa do Brasil reserva seis vagas diretas para as suas oitavas de final, o quinto colocado do Brasileirão entra nesta condição, juntando-se aos representantes brasileiros na Libertadores.

Assim, o Inter evita três fases da Copa do Brasil contra equipes de menos expressão. Para o primeiro semestre, os colorados terão pela frente o Campeonato Gaúcho, além da criada Primeira Liga, além do torneio amistoso Florida Cup. Importante dizer que automaticamente o clube está fora da disputa da Copa Sul-Americana.

Há 10 anos, Inter goleou Cruzeiro no Beira-Rio pelo Brasileirão

04 de dezembro de 2015 1

Fernandão marcou dois gols na vitória contra os mineiros

Sem dúvidas, Inter e Cruzeiro protagonizam um verdadeiro clássico brasileiro. Já são 75 jogos disputados entre os clubes que, nesta edição de 2015 do Brasileirão, entram em campo pela última rodada. Uma partida marcante entre Colorado e Raposa ocorreu há dez anos, e foi o time gaúcho que levou a melhor.

ZHfoto -  Inter x Cruzeiro - 28.08.2005(8)

Pelo Brasileirão de 2005, o Internacional, treinado por Muricy Ramalho, goleou o Cruzeiro por 4 a 1 no Beira-Rio. Inspirados, Fernandão, Rafael Sóbis e Jorge Wagner foram os nomes do jogo. O primeiro marcou duas vezes. Sóbis e Tinga fecharam o placar. Naquela mesma semana, os mineiros já não contavam com o centroavante Fred, revelação do clube e vendido ao Lyon, da França.

Foi a maior goleada da história do confronto, igualando os 4 a 1 aplicados pelo Cruzeiro pelo Brasileirão de 1993.

Ficha técnica – Inter 4×1 Cruzeiro – 28/08/2005
INTER: Clemer; Índio (Bolívar), Wilson e Edinho; Granja, Gavilán, Tinga (Wellington), Perdigão (Ricardinho) e Jorge Wagner; Rafael Sobis e Fernandão. Técnico: Muricy Ramalho.

CRUZEIRO: Fábio; Moisés, Irineu (Diego) e Leandro; Jonathan (Lopes), Maldonado, Diogo, Kelly e Vagner (Martinez); Adriano e Adriano Louzada. Técnico: Paulo César Gusmão.

Gols: Fernandão 2x, Rafael Sóbis e Tinga (I); Kelly (C).
Local: Beira-Rio.