Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Gre-Nal"

Gre-Nal: os números de D'Alessandro na história do clássico

04 de março de 2017 3

Jogo pelo Gauchão terminou empatado em 2 a 2 na Arena

Mais um Gre-Nal na vida de todos, mas um novo na história de um jogador marcante neste clássico pelo Internacional: D’Alessandro. O jogo de número 412 terminou empatado em 2 a 2, e o meia argentino segue com ótimo desempenho nesta rivalidade.

23097352

D’Alessandro disputou o Gre-Nal 412 na Arena pelo Gauchão

D’Alessandro não jogava Gre-Nal desde o Brasileirão de 2015, quando o Inter venceu o Grêmio por 1 a 0 (gol de Vitinho). No total, são 28 clássicos do argentino, com 13 vitórias, dez empates e cinco derrotas. Ele já marcou oito gols.

D’Alessandro em Gre-Nal:
28 jogos
13 vitórias
10 empates
5 derrotas
8 gols marcados
8 cartões amarelos

Gre-Nal: os números de Renato Portaluppi como técnico na história do clássico

04 de março de 2017 2

Jogo pelo Gauchão terminou empatado em 2 a 2 na Arena

Mais um Gre-Nal na vida de todos, mas um novo na história de um nome marcante neste clássico pelo Grêmio: Renato Portaluppi. O jogo de número 412 terminou empatado em 2 a 2, e o treinador segue com apenas uma vitória nesta rivalidade.

23097345

Renato comandou o Grêmio no Gre-Nal 412 pelo Gauchão

Foi o oitavo clássico que Renato comandou o Grêmio como treinador. O único triunfo foi pelo jogo de ida da final do Gauchão de 2011. O time venceu por 3 a 2, com dois gols de Junior Viçosa e um de Leandro. É verdade que também só perdeu uma vez, e justamente naquele Campeonato Gaúcho. No Olímpico, foi derrotado por 3 a 2 e deixou escapar o título estadual.

Renato Portaluppi como técnico em Gre-Nal:
8 jogos
1 vitória
6 empates
1 derrota
12 gols marcados
12 gols sofridos

Gre-Nal: o grande jejum de vitórias do Grêmio em casa pelo Gauchão

03 de março de 2017 0

Tricolor recebe o Inter pela 6ª rodada do campeonato estadual

Por Marcos Bertoncello

Os números do clássico Gre-Nal apresentam um fato no mínimo curioso. Faz mais de 16 anos que o Grêmio não consegue vencer em casa o Inter pelo Campeonato Gaúcho. É com este jejum que o Tricolor encara o confronto neste sábado, às 18h30, na Arena pela sexta rodada da edição de 2017.

21430919

Gre-Nal 412 vale pela 6ª rodada do Gauchão

Foi com um futebol consistente que o time de Tite goleou o rival por 4 a 2 no Olímpico no dia 1º de abril de 2001. Tinga, duas vezes, Zinho e Rodrigo Mendes fizeram os gols da vitória sobre a equipe colorada, na época comandada por Zé Mário. Os gols colorados foram anotados por Luiz Cláudio e Fábio Pinto.

Desde então, foram realizados dez clássicos na casa do Grêmio (Olímpico ou Arena) pelo Gauchão, com cinco vitórias do Internacional e cinco empates. A mais marcante foi em 2011, quando o time de Paulo Roberto Falcão venceu nos 90 minutos e também nas penalidades para consagrar-se campeão gaúcho em pleno Olímpico.

No ano passado, o Gre-Nal valeu tanto por Gauchão como pelo torneio da Primeira Liga. O jogo terminou empatado em 0 a 0 e ficou mais marcado pelo lance de William em Bolaños, que acabou fraturando a mandíbula do jogador gremista.

Série do Grêmio:
- Grêmio 4×2 Inter (2001)
- Grêmio 1×2 Inter (2003)
- Grêmio 1×2 Inter (2004)
- Grêmio 0×0 Inter (2006)
- Grêmio 0×1 Inter (2010)
- Grêmio (4)2×3(5) Inter (2011)
- Grêmio 2×2 Inter (2012)
- Grêmio 1×1 Inter (2014)
- Grêmio 1×2 Inter (2014)
- Grêmio 0×0 Inter (2015)
- Grêmio 0×0 Inter (2016)

Raio-X: números de Renato Portaluppi e Celso Roth em clássicos Gre-Nais

21 de outubro de 2016 0

Treinadores não têm bom rendimento na história do confronto

O Gre-Nal 411 promete para este final de semana momentos de emoção na Arena. De um lado, o time de Renato Portaluppi quer ingressar de vez no G-6, ou pelo menos não ficar muito longe da zona de classificação. Do outro, a equipe de Celso Roth não quer voltar para o Z-4. E como é o rendimento dos treinadores na história do clássico?

21393758

Renato e Roth vão se enfrentar pela segunda vez em Gre-Nais

O blog Central de Esportes fez o levantamento de todos os Gre-Nais de Renato Portaluppi e Celso Roth. Curiosamente eles só se enfrentaram uma vez (pelo Brasileirão de 2010, pelo qual o jogo terminou empatado em 2 a 2 no Olímpico).

A vantagem é de Roth apesar de números não tão bons de ambos os treinadores. Com mais de 20 clássicos no currículo, o atual técnico do Inter soma 42% de aproveitamento contra 39% de Renato.

Curiosidade positiva para Celso Roth em clássicos: foi ele quem comandou o Internacional na goleada de 5 a 2 sobre o Grêmio no Olímpico pelo Brasileirão de 1997. Curiosidade negativa: sofreu uma goleada como técnico do Tricolor por 4 a 1 no Beira-Rio em 2008.

Curiosidade positiva e negativa para Renato Portaluppi em clássicos: tem apenas uma derrota em seis confrontos, mas, ao mesmo tempo, soma apenas uma vitória. Foi pelo Gauchão de 2011 nos duelos que deram o título ao Inter.

Celso Roth em Gre-Nais:
23 jogos
7 vitórias
8 empates
8 derrotas
26 gols marcados
27 gols sofridos
42% de aproveitamento

Renato Portaluppi em Gre-Nais:
6 jogos
1 vitória
4 empates
1 derrota
10 gols marcados
10 gols sofridos
38,8% de aproveitamento

Será possível? Renato Portaluppi e Celso Roth se enfrentaram apenas uma vez em Gre-Nal

21 de outubro de 2016 0
Crédito: Ricardo Duarte/Agência RBS

Crédito: Ricardo Duarte/Agência RBS

Celso Roth está na sua quarta passagem pelo Internacional. Renato Portaluppi treina o Grêmio pela terceira vez na carreira. Consequentemente, dois dos técnicos que mais comandaram a dupla nos últimos anos devem ter se enfrentado no mínimo uma dúzia de vezes, certo? Errado. Os dois se enfrentaram em apenas uma única oportunidade.

No segundo turno do Campeonato Brasileiro de 2010, o Grêmio recebeu o Internacional no estádio Olímpico. A partida terminou empatada em 2 a 2. André Lima e Fábio Santos marcaram para os gremistas e Alecsandro e D’Alessandro para os colorados.

De todos os jogadores que estiveram em campo, dois vão vivenciar este confronto de novo. Douglas era o camisa 10 do Tricolor naquela época. Seis anos depois, ele está novamente comandando o meio campo de Renato.

Entretanto, um outro jogador vai ver o duelo dos técnicos de uma outra perspectiva. Paulão era zagueiro do Grêmio em 2010. Hoje é um dos principais líderes do elenco colorado.

24/10/2010 – Grêmio 2 x 2 Internacional
Grêmio: Victor; Vilson, Paulão e Rafael Marques; Gabriel, Fábio Rochemback, Lúcio, Douglas (Gilson) e Fábio Santos; Jonas (Diego Clementino) e André Lima (Adílson). Técnico: Renato Portaluppi.
Inter: Renan; Nei, Índio, Bolívar e Kleber; Glaydson (Rafael Sóbis), Wilson Mathias (Leandro Damião), Guiñazú, Giuliano (Andrezinho) e D’Alessandro; Alecsandro. Técnico: Celso Roth.

Inter não sofria quatro ou mais gols desde o 5 a 0 do Gre-Nal de 2015

04 de agosto de 2016 3

Colorado foi goleado pelo Cruzeiro no Independência por 4 a 2

Depois de 61 jogos, a zaga do Inter voltou a sofrer… e muito. A goleada de 4 a 2 sofrida pelo time de Paulo Roberto Falcão para o Cruzeiro no estádio Independência foi fatídica para os colorados. O setor defensivo do time estava há quase um ano sem levar tantos gols.

20654382

Inter, de Valdívia, foi derrotado pelo Cruzeiro (Foto: Bruno Alencastro)

E como não lembrar da última vez? O histórico Gre-Nal na Arena que terminou com goleada gremista por 5 a 0, com gols de Luan (duas vezes), Giuliano, Fernandinho e Réver (contra). Desde então, Argel assumiu o comando técnico do Inter e o time deixou de levar mais que três gols, juntando Brasileirão, Florida Cup, Gauchão e Primeira Liga.

Talvez a última derrota mais contundente ocorrera diante do Avaí na Ressacada em 2015: 3 a 0 para a equipe catarinense. Depois disso, levou três também de Santos, Palmeiras, Bayer Leverkusen, Figueirense e Botafogo.

Jogos em que o Inter sofreu mais gols:
2015 – Grêmio 5×0 Inter
2015 – Avaí 3×0 Inter
2015 – Santos 3×1 Inter
2015 – Palmeiras 3×2 Inter
2016 – Bayer Lerkusen 3×3 Inter
2016 – Figueirense 3×2 Inter
2016 – Inter 2×3 Botafogo
2016 – Cruzeiro 4×2 Inter

Grêmio vence o primeiro Gre-Nal no reformado estádio Beira-Rio

03 de julho de 2016 0

Tricolor venceu por 1 a 0 pela 13ª rodada do Brasileirão

O primeiro tempo efetivo do Grêmio consolidou a vitória tricolor no Gre-Nal 410. Pela 13ª rodada do Brasileirão, Douglas fez o gol no 1 a 0 sobre o Inter no Beira-Rio. Pois esta foi a primeira desde que o estádio colorado foi reformado para a Copa do Mundo de 2014.

19812617

Douglas aproveitou rebote de Muriel para fazer o gol do Grêmio

Inclsuvie fazia quatro anos que o Grêmio não vencia o Inter no Beira-Rio. A última vez fora no Brasileirão de 2012, pelo qual Elano anotou o gol do triunfo gremista. Depois, houve clássicos com mando colorado em Erechim e Caxias do Sul até retornar ao seu estádio (agora reformado) em 2014.

De lá para cá, foram quatro clássicos disputados, com três vitórias do Inter e um empate. No quinto, deu vitória do Grêmio.

Gre-Nais no ‘novo’ Beira-Rio:
• Inter 2×0 Grêmio (2014)
• Inter 0×0 Grêmio (2015)
• Inter 2×1 Grêmio (2015)
• Inter 1×0 Grêmio (2015)
• Inter 0×1 Grêmio (2016)

Você lembra do último clássico Gre-Nal realizado pela manhã?

09 de junho de 2016 10

Partida foi válida pelo Campeonato Gaúcho de 1987 e ocorreu no Beira-Rio

“Era uma bonita manhã de sol, com boa presença de público, que transformou o Beira-rio no palco perfeito para um Gre-Nal”. Assim começava o texto da reportagem da Zero Hora sobre o clássico entre Internacional e Grêmio em 1987. Pois foi este o último jogo entre os clubes que ocorreu matutinamente. Agora, 29 anos depois, o fato se repetirá no Campeonato Brasileiro.

grenal

Reportagem da Zero Hora sobre o clássico 288 pela manhã

Curiosamente o dia 28 de junho de 1987 também era um domingo. A Seleção Brasileira entraria em campo à tarde para enfrentar a Venezuela em Córdoba pela Copa América da Argentina. Por isso, o Gauchão daquele ano promoveu o clássico Gre-Nal número 288 às 11h da manhã. O Beira-Rio recebeu 18 mil pagantes, que assistiram a um jogo chato que terminou em 0 a 0.

Do lado colorado, destaque para a presença do goleiro Claudio Taffarel e de Ênio Andrade no comando técnico. Do lado tricolor, nomes já consagrados como Mazaropi e China eram conduzidos pelo jovem técnico Luiz Felipe Scolari. Com o empate, Inter e Grêmio mantiveram-se na liderança do chamado ‘hexagonal’ do campeonato.

Na tarde daquele dia em 1987, a Seleção Brasileira, treinada por Carlos Alberto Silva, passou por cima da Venezuela no estádio Mário Kempes. Placar final de 5 a 0, com gols de Romário, Careca, Nelsinho, Edu e Morovic (contra). Era a estreia do Brasil na competição, da qual seria precocemente eliminado ainda na primeira fase.

Ficha técnica – Inter 0×0 Grêmio (manhã)
Inter: Taffarel; Luis Carlos Winck, Pinga, Aloísio e Beto (Laércio); Airton, Norberto, Marquinhos, Paulinho, Amarildo e Balalo. Técnico: Ênio Andrade.

Grêmio: Mazaropi; Alfinete, Henrique, Luis Eduardo e Casemiro; China, Cristóvão (Caio), Bonamigo, Fernando, Lima e Jorge Veras. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Ficha técnica – Brasil 5×0 Venezuela (tarde)
Brasil: Carlos; Josimar, Geraldão, Ricardo e Nelsinho; Douglas (Silas), Edu, Raí, Müller (Romário), Careca e Valdo. Técnico: Carlos Alberto Silva.

 

Mais de 127 mil pessoas estiveram na Arena do Grêmio em uma semana

09 de março de 2016 2

Torcedor marcou presença nos três jogos importantes do time em casa

Não faltou apoio da torcida. A Arena do Grêmio recebeu três grandes jogos do time nesta temporada: LDU e San Lorenzo (Libertadores), além de Gre-Nal (Gauchão e Primeira Liga). No total, foram mais de 127 mil pessoas presentes no estádio, com uma média superior a 42 mil torcedores.

17998386

Grêmio empatou com o San Lorenzo em 1 a 1 nesta quarta-feira

Na primeira partida desta sequência, o Grêmio goleou a LDU por 4 a 0 para mais de 37.702 torcedores presentes. Cerca de três dias depois, recebeu o Internacional, empatou sem gols e a torcida mostrou força para quebrar o recorde de público da Arena com 48.204 pessoas. Por fim, nesta quarta-feira, 41.927 espectadores assistiram ao empate em 1 a 1 com o San Lorenzo.

Público dos três jogos do Grêmio:
- 0×0 Inter – 48.204 (44.839)
- 4×0 LDU – 37.702 (35.065)
- 1×1 San Lorenzo – 41.927 (39.176)

Total: 127.833
Média: 41.611

Confira o retrospecto da dupla Gre-Nal em clássicos disputados na Arena

03 de março de 2016 3
Crédito: Fernando Gomes/Agência RBS

Crédito: Fernando Gomes/Agência RBS

No próximo domingo (3), o Grêmio recebe o Internacional jogando na Arena em partida válida pelo Campeonato Gaúcho e também pela Primeira Liga. Até agora, foram seis clássicos disputados no novo estádio gremista, com vantagem para os donos da casa: são duas vitórias do Grêmio, uma do Inter e outros três empates.

O tricolor marcou bem mais gols que o rival: são 12 contra cinco. Os artilheiros são Luan, Barcos e Rafael Moura, com três gols cada. Melhor para Luan, que é o único que tem chances de superar os adversários e tornar-se o maior artilheiro de clássicos no estádio.

Luan está envolvido junto com Marcelo Grohe em outra estatística. Ao lado de D’Alessandro, a dupla é quem mais disputou clássicos na Arena, são cinco de seis partidas. Como o Cabezón agora joga no River Plate, o goleiro convocado para a Seleção Brasileira e o garoto tricolor virarão os jogadores a entrar mais vezes em campo no clássico em solo azul.

Crédito: Fernando Gomes/Agência RBS

Crédito: Fernando Gomes/Agência RBS

Confira as fichas dos clássicos jogados na Arena na relação abaixo:

Gre-Nal 397 – Grêmio 1 x 1 Inter (gols de Barcos e Leandro Damião)
Grêmio: Dida; Pará, Werley, Rhodolfo e Bressan; Pará, Adriano (Ramiro), Riveros (Paulinho), Elano (Maxi Rodríguez) e Alex Telles; Kleber e Barcos. Técnico: Renato Portaluppi.
Inter: Muriel; Ednei (Fabrício), Ronaldo Alves, Juan e Kleber; Willians, Josimar, Jorge Henrique e D’Alessandro; Forlán (Scocco) e Leandro Damião. Técnico: Dunga.

Gre-Nal 399 0 Grêmio 1 x 1 Inter (gols de Barcos e Fabrício)
Grêmio: Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Wendell; Edinho, Ramiro (Maxi Rodríguez), Riveros e Zé Roberto (Alan Ruiz); Luan (Jean Deretti) e Barcos. Técnico: Enderson Moreira.
Inter: Muriel; Gilberto, Paulão, Juan e Fabrício; Willians, Aránguiz, Alex (Alan Patrick) e D’Alessandro; Rafael Moura (Wellington Paulista) e Jorge Henrique (Otávio). Técnico: Abel Braga.

Gre-Nal 400 – Grêmio 1 x 2 Inter (Barcos e Rafael Moura 2x)
Grêmio: Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Wendell; Edinho, Ramiro e Riveros (Maxi Rodriguez); Dudu (Alan Ruiz), Barcos e Luan (Jean Deretti). Técnico: Enderson Moreira.
Inter: Dida; Gilberto, Paulão, Juan (Ernando) e Fabrício; Willians, Aránguiz, Alex (Ygor), D’Alessandro e Jorge Henrique (Alan Patrick); Rafael Moura. Técnico: Abel Braga.

Gre-Nal 403 – Grêmio 4 x 1 Inter (Ramiro, Luan e Alan Ruiz 2x / Rafael Moura)
Grêmio: Marcelo Grohe; Pará, Rhodolfo, Pedro Geromel e Zé Roberto; Walace, Ramiro (Giuliano) e Fellipe Bastos; Dudu, Barcos e Luan (Alan Ruiz). Técnico: Felipão.
Inter: Alisson; Wellington Silva, Ernando, Alan Costa e Alan Ruschel; Willians, Aránguiz, Alex (Valdívia), D’Alessandro e Alan Patrick (Rafael Moura); Nilmar (Taiberson). Técnico: Abel Braga.

Gre-Nal 405 – Grêmio 0 x 0 Inter
Grêmio: Marcelo Grohe; Matías Rodriguez, Rhodolfo, Pedro Geromel e Marcelo Oliveira; Maicon (Walace), Fellipe Bastos, Giuliano e Douglas (Cristian Rodríguez); Luan e Braian Rodríguez (Erazo). Técnico: Felipão.
Inter: Alisson; William, Ernando, Alan Costa e Geferson; Nico Freitas (Valdívia), Rodrigo Dourado, Aránguiz e D’Alessandro (Anderson); Eduardo Sasha (Rafael Moura) e Nilmar. Técnico: Diego Aguirre.

Gre-Nal 407 – Grêmio 5 x 0 Inter (gols de Giuliano, Luan 2x, Fernandinho e Réver contra)
Grêmio: Marcelo Grohe; Rafael Galhardo, Erazo, Pedro Geromel e Marcelo Oliveira; Edinho, Maicon, Giuliano e Douglas (Maxi Rodríguez); Pedro Rocha (Fernandinho) e Luan (Bobô). Técnico: Roger Machado.
Inter: Alisson; William, Réver, Juan e Ernando; Rodrigo Dourado, Wellington Martins, Anderson (Alex) e Valdívia (Vitinho); Eduardo Sasha e Lisandro López (Nilton). Técnico: Odair Hellmann (interino).

Crédito: Diego Vara/Agência RBS

Crédito: Diego Vara/Agência RBS