Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "internacional"

Torcidas marcam presença, e Inter x Corinthians registra melhor público do Beira-Rio em 2017

13 de abril de 2017 2

Jogo foi válido pela rodada de ida da quarta fase da Copa do Brasil

Em um confronto movimentado nesta quarta-feira, o Internacional ficou no empate com o Corinthians em 1 a 1 pela partida de ida da quarta fase da Copa do Brasil. Romero abriu o placar para os paulistas, mas Rodrigo Dourado igualou o marcador. O destaque vai para o público: foram 37.259 torcedores no Beira-Rio. O melhor do estádio nesta temporada.

23209656

Beira-Rio recebeu bom público para a partida pela Copa do Brasil

O maior público do Internacional no Beira-Rio havia sido registrado na vitória sobre o São Paulo, de Rio Grande, pela fase classificatória do Campeonato Gaúcho. A partida ocorreu no dia 18 de março e terminou com o placar de 1 a 0, com gol de Nico López. Na ocasião, foram 33.036 espectadores.

Públicos totais do Inter em 2017:
• 1×1 Corinthians (37.259)
• 1×0 São Paulo-RG (33.036)
• 3×1 Cruzeiro-RS (14.197)
• 1×0 Fluminense (12.438)
• 2×1 Brasil-PEL (11.227) *
• 1×0 Brasil-PEL (11.851) **
• 1×2 Novo Hamburgo (11.052)
• 3×0 Sampaio Corrêa (8.964)
• 4×1 Oeste (10.958)
• 1×1 Caxias (9.563)

*Primeira Liga
**Gauchão

Com promoção para mulheres, Inter x São Paulo-RG registra maior público do Beira-Rio em 2017

19 de março de 2017 0

Internacional venceu a partida pelo placar de 1 a 0

O jogo contra o São Paulo-RG era fundamental para o Internacional subir na tabela de classificação do Campeonato Gaúcho. E a vitória veio pelo placar de 1 a 0 muito por conta também do apoio do torcedor no Beira-Rio. Com promoção para as mulheres, que entraram no estádio de graça, a partida marcou o maior público do ano na casa colorada.

23137691

Mulheres marcaram presença no Beira-Rio neste sábado

Foram mais de 33 mil pessoas presentes. Até então, o maior público havia sido registrado pela Primeira Liga contra o Fluminense. A vitória por 1 a 0 teve 12.438 torcedores. A média total no Beira-Rio nesta temporada, depois de oito jogos realizados, é de 13,6 mil por partida.

Públicos totais do Inter em 2017:
• Brasil-PEL (11.227) *Primeira Liga
• Novo Hamburgo (11.052)
• Fluminense (12.438)
• Caxias (9.563)
• Oeste (10.958)
• Brasil-PEL (11.851)
• Sampaio Corrêa (8.964)
• São Paulo-RG (33.036)

Meia do Caxias nunca perdeu para o Inter, mas já foi eliminado por D'Alessandro

12 de fevereiro de 2017 12
Crédito: SER Caxias/Divulgação

Crédito: SER Caxias/Divulgação

Após o empate do Internacional contra o Caxias no último sábado no estádio Beira-Rio, o meia Wagner deu uma declaração que chamou a atenção. De acordo com ele, a mágoa do gringo com ele era fruto de constantes duelos sem vitórias do Inter. Muito incisivo, Wagner chamou o Beira-Rio de “salão de festas” por nunca ter perdido no campo colorado. O blog foi atrás das estatísticas e descobriu algumas coisas interessantes.

Wagner alfineta D’Alessandro: “Ele nunca ganhou de mim”

Aos 25 anos, o camisa 10 do Caxias está apenas na sua terceira temporada como jogador profissional. Talhado na várzea, iniciou sua carreira no ano de 2015, vestindo a camisa do Cruzeiro-RS.

Wagner esteve à disposição para enfrentar o Inter em seis oportunidades, entretanto, entrou em campo em apenas três. O confronto já aconteceu enquanto o jogador usava as cores do Cruzeiro-RS, Santa Cruz, Chapecoense e Caxias. Ao todo, o atleta venceu o Inter apenas uma vez – em 2015, quando estava no banco da Chape e sequer jogou – e empatou em outras cinco oportunidades.

Num destes duelos que terminaram iguais, Inter e Cruzeiro-RS disputavam as quartas de final do Gauchão 2015 e o jogo terminou 2 a 2. Nos Beira-Rio, os donos da casa – com D’Alessandro – eliminaram o time de Wagner na disputa de pênaltis. O camisa 10, aliás, converteu a sua cobrança depois de errar uma no tempo normal. Wagner não bateu.

Em 2015, Inter de D'Alessandro eliminou o Cruzeiro de Wagner nos pênaltis. Crédito: Fernando Gomes/Agência RBS

Em 2015, Inter de D’Alessandro eliminou o Cruzeiro de Wagner nos pênaltis. Crédito: Fernando Gomes/Agência RBS

Relembre aquela partida:

Gauchão 2015 – Inter 2 x 2 Cruzeiro-RS

Cruzeiro: Bruno Grassi; Laerte, André Ribeiro (expulso), Jefferson Sandes e Reinaldo; Alessandro Paraná, Jaimilso0n, Benhur e Wagner; Wesley (Claudinho) e Matheus (Rodrigo Heffner). Técnico: Luiz Antônio Zaluar.
Inter: Alisson; William, Juan, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Valdívia (Anderson) e D’Alessandro; Jorge Henrique (Rafael Moura), Sasha e Nilmar (Lisandro López). Técnico: Diego Aguirre.

Novo reforço do Inter, Roberson marcou um gol a cada três partidas no Juventude

27 de dezembro de 2016 0
Crédito: Arthur Dallegrave/EC Juventude/Divulgação

Crédito: Arthur Dallegrave/EC Juventude/Divulgação

Cria da base do Grêmio, Roberson é o novo reforço do Internacional para a temporada de 2017. O atacante de 27 anos chega após uma boa temporada com a camisa do Juventude, onde disputou 31 jogos e marcou 13 gols (média superior a um gol a cada três jogos).

Inter anuncia o atacante Roberson como reforço para 2017

Em todos os seus jogos pelo time de Caxias do Sul, foi reserva em apenas um deles (contra o Macaé). Disputou três competições ao longo da temporada: Gauchão (cinco gols), Copa do Brasil (três gols) e a Série C do Campeonato Brasileiro (cinco gols).

Roberson levou seis cartões ao longo de todos os campeonatos, cinco amarelos e um vermelho. No Estadual, formou dupla de ataque com o atacante Brenner, que também foi contratado pelo Internacional.

Confira na relação abaixo todos os jogos que Roberson marcou gols em 2016:

Gauchão
Juventude 2 x 0 Grêmio (um gol)
Grêmio 3 x 1 Juventude (um gol)
Juventude 4 x 1 Ypiranga (dois gols)
Juventude 2 x 2 Novo Hamburgo (um gol)

Copa do Brasil
Coritiba 1 x 1 Juventude (um gol)
São Paulo 1 x 2 Juventude (dois gols)

Série C
Guarani 1 x 1 Juventude (um gol)
Juventude 4 x 0 Guaratinguetá (um gol)
Juventude 3 x 0 Tombense (dois gols)
Botafogo-SP 1 x 1 Juventude (um gol)

Contra o Galo, Inter terá que fazer algo que não consegue há cinco meses: vencer fora de casa

01 de novembro de 2016 2

Última vitória colorada longe do Beira-Rio foi em maio contra o Santos

Está certo dizer que o foco do Internacional está em fugir do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Inclusive a utilização de um time alternativo para a partida diante do Atlético-MG nesta quarta-feira é um indicativo disso. Agora nada impede de buscar a classificação à final da Copa do Brasil. Para isso, Celso Roth e seus comandados terão que dar fim a um jejum gigantesco nesta temporada: a de não vencer fora de casa há cinco meses.

21136888

Pelo Brasileirão, Inter perdeu para o Galo por 3 a 1 no Independência

Isso que não é qualquer vitória que serve ao Inter para conseguir a reviravolta histórica em Belo Horizonte. Pelo regulamento, mesmo que o Atlético-MG perca por 1 a 0, os mineiros avançam à decisão pelo critério do gol qualificado. Por isso, é obrigação do time colorado marcar ao menos dois gols no Independência e tentar sair vitorioso.

Pois o último triunfo do Internacional longe do Beira-Rio foi aquele diante do Santos na Vila Belmiro pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Aylon fez o gol da vitória na oportunidade. Depois daquilo, foram incríveis 16 partidas disputadas pelo Inter como visitante, ora por Brasileirão ora por Copa do Brasil, e nem uma vitória sequer. Foram 12 derrotas e apenas quatro empates. Um rendimento de chocantes 8,3%.

O jejum do Inter fora de casa:
29/05 – Santos 0×1 Inter *última vitória
05/06 – Vitória 1×0 Inter
19/06 – Figueirense 3×2 Inter
23/06 – Coritiba 1×1 Inter
29/06 – Flamengo 1×0 Inter
10/07 – Santa Cruz 1×0 Inter
24/07 – Ponte Preta 2×2 Inter
04/08 – Cruzeiro 4×2 Inter
15/08 – Chapecoense 1×0 Inter
28/08 – Sport 1×1 Inter
11/09 – Atlético-PR 2×1 Inter
19/09 – América-MG 1×0 Inter
22/09 – Fortaleza 1×0 Inter
25/09 – Atlético-MG 3×1 Inter
28/09 – Santos 2×1 Inter
12/10 – Botafogo 1×0 Inter
23/10 – Grêmio 0×0 Inter

Guia da secação: como fica a vida do Inter para a última rodada do Brasileirão

28 de novembro de 2015 3

Colorado precisa vencer e secar o São Paulo

Ainda há uma chance, mas realmente ficou complicado. O Internacional ficou apenas no empate com o Fluminense e está há dois pontos do São Paulo, que está dentro do G-4. Para a última rodada, a vitória contra o Cruzeiro é obrigatória, mas também tem que secar os paulistas diante do Goiás.

17793279

Inter deixou dois pontos de graça no Maracanã

Vale dizer ainda que o Santos pode passar o Inter neste domingo. Se o Peixe vencer o Vasco, chega a 58 pontos e passa o Colorado (se não for campeão da Copa do Brasil, passa a ser inimigo nesta luta). Mas o foco de momento na última rodada diz o seguinte: o time de Argel tem que bater de qualquer maneira o Cruzeiro no Beira-Rio e secar para que o São Paulo perca no Serra Dourada diante do Goiás. Se isso ocorrer, confirma vaga na Libertadores.

É verdade que, se o São Paulo empatar, matematicamente o Inter ainda tem chances. O problema é que teria que tirar um saldo em relação aos paulistas que hoje está em seis gols. Ou seja, teria que golear o Cruzeiro por 7 a 0.

Nilmar decidiu pelo Inter e afundou Fluminense de Renato em 2008

27 de novembro de 2015 0

Inter venceu cariocas no Maracanã por 2 a 1

A campanha colorada como visitante neste Brasileirão 2015 não é boa (apenas três vitórias). Pois em 2008, foi diante do Fluminense que o então time do técnico Tite conheceu seu primeiro triunfo longe do Beira-Rio. Nilmar foi o dono da festa, que teve consequências pesadas para a equipe carioca treinada por Renato Portaluppi.

4812710

Roger (E, de frente) sofreu para marcar Nilmar no Maracanã

Era um sábado, justamente o mesmo dia que Inter e Fluminense vão se enfrentar sete anos depois. A velocidade foi a principal aliada dos colorados, que abriram o placar após lançamento de Rosinei para Nilmar. Ele venceu Roger (hoje técnico do Grêmio) na corrida e abriu o placar. Depois, novamente Nilmar levou vantagem sobre Roger e antecipou-se para finalizar o cruzamento de Marcão. Somália descontou para os donos da casa no segundo tempo, mas já era tarde. Fim de jogo: 2 a 1.

Aquela vitória contribuiu para a demissão de Renato nove dias depois. Já depois da partida no Maracanã, ele fora hostilizado pelos torcedores do Fluminense. Lembrando que ele levou o time à final da Copa Libertadores da América meses antes.

Ficha técnica – Fluminense 1×2 Inter – 02/08/2008
FLUMINENSE: Fernando Henrique; João Paulo (Somália), Luiz Alberto, Roger Machado, Junior Cesar; Felipe (Maicon), Maurício, Fabinho (Alan), Conca, Romeu; Dodô. Técnico: Renato Portaluppi.

INTER: Clemer; Wellington Monteiro, Índio, Sorondo e Marcão; Edinho, Guiñazu, Rosinei (Adriano) e Andrezinho (Magrão); Taison (Ramon) e Nilmar. Técnico: Tite.

Gols: Nilmar 2x (I) e Somália (F).
Local: Maracanã.

Valdívia encerra temporada com números de protagonista no Inter

16 de novembro de 2015 0

Atacante é artilheiro isolado do time em 2015

Um dos jogadores mais presentes na temporada do Internacional, o cara que mais balançou as redes, um dos melhor do time em 2015. Valdívia encerrou o ano infelizmente por conta de uma lesão no joelho, a qual o faz parar por seis meses. Mesmo fora dos quatro jogos restantes pelo Brasileirão, o camisa 29 contabiliza números mais que satisfatórios na equipe.

17401805

Contra o Atlético-MG, Valdívia fez o gol mais bonito dos seus 19 em 2015, encobrindo o goleiro Victor

Apenas o goleiro Alisson tem mais partidas disputadas na temporada que Valdívia. Enquanto o meia-atacante soma 55 jogos, o goleiro possui 56. No quesito gols marcados, ninguém alcança o “Poko Pika”. Foram 19 gols marcados (6 no Brasileirão, 2 na Copa do Brasil, 5 na Libertadores e 6 no Gauchão). Faltou apenas um para igualar a artilharia de Rafael Moura em 2014, que fez 20 gols.

Além disso, deu cinco assistências para gols do Inter. Levou apenas cinco cartões amarelos. No total, com a camisa colorada, Valdívia tem 96 jogos e 22 gols marcados.

As opiniões são divergentes, mas afinal: Valdívia é ou não é o jogador mais importante do Inter em 2015?

Na volta da Copa, Inter despachou Ponte Preta no Beira-Rio em 2006

06 de novembro de 2015 1

Alex fez gol e dedicou para seu filho recém-nascido

As atenções estavam na luta pelo primeiro título de Libertadores em sua história, mas havia também o compromisso pelo Campeonato Brasileiro. Visando dar ritmo ao time, o técnico Abel Braga colocou força máxima diante da Ponte Preta, e o Inter venceu por 2 a 0 em 2006.

2155807

Perdigão em ação contra a Ponte no Beira-Rio há nove anos

Sem Edinho e Jorge Wagner, o garoto Ramon e o volante Perdigão atuaram na equipe. No primeiro tempo, Rafael Sobis foi derrubado na área: pênalti. Alex cobrou com perfeição e abriu o placar. O meia aproveitou a comemoração para imitar Bebeto e dedicar o gol a seu filho recém-nascido Lucas. “Ele não entende muita coisa ainda, mas a lembrança vai ficar para quando ele for ver no DVD”, brincou Alex na oportunidade. No segundo tempo, Ceará, de cabeça, deus números finais à partida: 2 a 0 para o Inter.

Passados nove anos, o Internacional busca uma vitória a todo custo para seguir vivo na luta pela vaga ao G-4. Não ganha posição coms os três pontos, mas pode ficar empatado na tabela com Santos e São Paulo (quarto e quinto colocados).

Ficha técnica – Inter 2×0 Ponte Preta – 12/07/2006
INTER: Clemer; Ceará, Bolívar, Fabiano Eller e Ramon; Fabinho, Perdigão, Tinga (Adriano) e Alex (Wellington Monteiro); Sobis (Iarley) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

PONTE PRETA: Jean; Preto, Tiago Mathias (Mossoró) e Luís Carlos; Nei, Carlinhos, Ricardo Conceição, Danilo (Vélber), Almir (Vanderlei) e Iran; Tuto. Técnico: Marco Aurélio.

Gols: Alex e Ceará (I).
Local: Beira-Rio.

Líder em assistências, Sasha volta a atuar no Inter depois de 45 dias

24 de outubro de 2015 0

Camisa 9 entrou no segundo tempo na vitória contra o Joinville

Quando Sasha correu para entrar no jogo, a torcida do Inter comemorou. Uma reação sintomática que representa a importância do jogador para a equipe. Foi preciso esperar 45 dias para ter o atacante de volta.

17567603

Sasha entrou em campo depois de dez jogos

O último jogo de Sasha pelo Inter havia sido no dia 9 de setembro, também no Beira-Rio. O camisa 9 esteve em campo na vitória por 1 a 0 sobre o Palmeiras pelo Brasileirão. Naquela oportunidade, ele deu lugar a Lisandro López e, desde então, ficou de fora dos jogos seguintes por conta de lesão. Foram eles: Coritiba, Corinthians, Figueirense, Palmeiras (duas vezes), Santos, Sport Recife, Atlético-MG e Flamengo.

Na temporada, Eduardo Sasha chegou a ser o artilheiro máximo do Internacional. Atualmente é o quarto da lista com oito gols, empatado com Nilmar, e atrás de Vitinho (10), Lisandro López (10) e Valdívia (18). No quesito assistência, é o líder: foram sete passes para gol de Sasha.

Eduardo Sasha pelo Inter em 2015:
37 jogos
8 gols
7 assistências
6 cartões amarelos