Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Libertadores"

Com vitória sobre o Guaraní, Grêmio é o melhor time brasileiro na Libertadores

27 de abril de 2017 4

Tricolor aplicou 4 a 1 na Arena e encaminhou classificação

Por Marcos Bertoncello

O grupo do Grêmio na Libertadores não é dos mais difíceis, longe disso. Mesmo assim, o time de Renato Portaluppi vai confirmando sua superioridade. A vitória sobre o Guaraní-PAR encaminhou a classificação para as oitavas de final e também atestou a campanha tricolor como a melhor dentre os brasileiros na competição.

23252104

Grêmio soma três vitórias e um empate na Libertadores

São 83% de aproveitamento até agora no Grupo 8 (três vitórias e um empate). Além disso, a equipe gremista balançou as redes dez vezes e sofreu quatro gols. A campanha é praticamente idêntica com a do poderoso Palmeiras na Chave 5. Os paulistas só perdem no saldo, já que sofreram cinco gols e marcaram oito.

O pior brasileiro na Libertadores é a Chapecoense. Faltando duas rodadas para o fim do Grupo 7, o time está na terceira colocação e soma apenas 33% de aproveitamento.

Situação dos brasileiros na Libertadores:
- Botafogo (7 pontos em 3 jogos – 78% de aproveitamento)
- Santos (5 pontos em 3 jogos – 56% de aproveitamento)
- Atlético-PR (7 pontos em 4 jogos – 58% de aproveitamento)
- Flamengo (6 pontos em 4 jogos – 50% de aproveitamento)
- Palmeiras (10 pontos em 4 jogos – 83% de aproveitamento)*
- Atlético-MG (7 pontos em 4 jogos – 58% de aproveitamento)
- Chapecoense (4 pontos em 4 jogos – 33% de aproveitamento)
- Grêmio (10 pontos em 4 jogos – 83% de aproveitamento)

*tem saldo pior que o Grêmio

Libertadores: veja como foram as 16 estreias do Grêmio na competição

08 de março de 2017 0

Tricolor arranca na edição de 2017 contra o Zamora-VEN

Chegou a hora, torcedor gremista! O segundo brasileiro com mais participações na história da Copa Libertadores da América dá seu primeiro passo nesta quinta-feira, na Venezuela contra o Zamora, pela edição de 2017. E você lembra como foram as outras 16 estreias do Grêmio na competição?

10211400

André Lima em campo na estreia contra o Liverpool-URU em 2011

Será a primeira vez que um adversário venezuelano abre o caminho do Grêmio na Libertadores. O aproveitamento geral é bem positivo. São apenas três derrotas contra oito vitórias, além de cinco empates. Um aproveitamento de 60%.

No ano passado, o time de Roger Machado iniciou a competição perdendo no México para o Toluca por 2 a 0. A última vitória em estreia ocorreu pela edição de 2014, quando a equipe de Enderson Moreira bateu o Nacional, do Uruguai, em pleno estádio Parque Central em Montevidéu. Placar de 1 a 0, com gol de Riveros.

Grêmio em estreias de Libertadores:
16 jogos
8 vitórias
5 empates
3 derrotas
27 gols marcados
18 gols sofridos
60% de aproveitamento

Todas as estreias do Grêmio:
1982 – São Paulo 2×2 Grêmio
1983 – Grêmio 1×1 Flamengo
1984 – Grêmio 5×1 Flamengo
1990 – Grêmio 2×0 Vasco da Gama
1995 – Palmeiras 3×2 Grêmio
1996 – Botafogo 1×1 Grêmio
1997 – Cruzeiro 1×2 Grêmio
1998 – Grêmio 1×0 Vasco da Gama
2002 – Oriente Petrolero 2×4 Grêmio
2003 – Grêmio 3×2 Pumas
2007 – Cerro Porteño 0×1 Grêmio
2009 – Grêmio 0×0 Universidad de Chile
2011 – Liverpool 2×2 Grêmio
2013 – LDU 1×0 Grêmio
2014 – Nacional 0×1 Grêmio
2016 – Toluca 2×0 Grêmio

De olho nos adversários: times do grupo do Grêmio na Libertadores entram em campo

03 de fevereiro de 2017 0

Tricolor estreia na competição no dia 9 de março na Venezuela

Por Marcos Bertoncello

Falta pouco mais de um mês para a estreia do Grêmio na Copa Libertadores da América. Se o Tricolor fez seu primeiro jogo oficial contra o Ypiranga, seus adversários também iniciam seus compromissos na temporada de 2017. E é bom ficar de olho nos perigos de cada um.

22363642

Guaraní, Zamora e Iquique jogam pelos seus campeonatos nacionais

O Grêmio está no Grupo 8 da Libertadores, ao lado de Deportes Iquique (Chile), Guaraní (Paraguai) e Zamora (Venezuela). Aliás este é o único que já fez sua estreia no Campeonato Venezuelano na semana passada: vitória por 3 a 1 diante do Aragua. E o Zamora é justamente o adversário da estreia gremista no próximo dia 9 de março na cidade de Barinas.

O Guaraní já tem um clássico logo na arrancada do Campeonato Paraguaio. A equipe enfrenta o Libertad nesta sexta-feira às 20h10. Neste sábado, o Zamora encara fora de casa o Metropolitanos às 17h. Por fim, no domingo, o Deportes Iquique encara a forte Universidad de Chile às 13h.

Jogos do final de semana:
• Libertad x Guaraní – sexta-feira (20:10)

• Metropolitanos x Zamora – sábado (17:00)

• Deportes Iquique x Universidad de Chile – domingo (13:00)

Trauma! Grêmio cai nas oitavas de final da Libertadores pela quarta vez seguida

05 de maio de 2016 6

Time de Roger perdeu para o Rosario Central e foi eliminado

Mais uma vez o Grêmio ficou pelo caminho na Libertadores. E curiosamente nas oitavas de final pela quarta edição seguida da competição. Ora fazendo boa ora má campanha na fase de grupos, o Grêmio tem sofrido com o trauma desta etapa. O time de Roger perdeu para o Rosario Central por incontestáveis 3 a 0 e foi eliminado.

19208229

Grêmio não teve forças para reverter a desvantagem na Argentina

Em 2011, treinado por Renato Portaluppi, o Grêmio perdeu o jogo de ida das oitavas para a Universidad Católica, do Chile, por 2 a 1 no Olímpico. Os chilenos contavam com o atacante argentino Lucas Pratto. Na volta em Santiago, perderam novamente, desta vez por 1 a 0, e deixaram a competição.

Dois anos depois foi a vez do Santa Fé, da Colômbia, aparecer no caminho do Grêmio. A equipe de Vanderlei Luxemburgo até venceu o jogo na Arena por 2 a 1, mas foi derrotado em Bogotá por 1 a 0. O gol qualificado derrubou o Tricolor da competição. Na edição seguinte, a eliminação veio nos pênaltis: 1 a 0 para o San Lorenzo, na Argentina, e vitória pelo mesmo placar na Arena. Nas penalidades, 4 a 2 para os argentinos. O grupo era comandado por Enderson Moreira.

Agora foi a vez do Rosario Central. Depois de perder na Arena por 1 a 0, o Grêmio levou 3 a 0 na Argentina. Agora Roger e seus jogadores focam suas forças para o Brasileirão. Nas três primeiras rodadas, tem pela frente Corinthians, Flamengo e Atlético-MG.

Últimas eliminações do Grêmio na Libertadores:
• Universidad Católica-CHI (2011)
• Santa Fé-COL (2013)
• San Lorenzo-ARG (2014)
• Rosario Central-ARG (2016)

Grêmio já reverteu quatro derrotas na história dos mata-matas da Libertadores

27 de abril de 2016 14

Tricolor largou em desvantagem contra o Rosario Central nas oitavas de final

Na fórmula de mata-mata, é lógico que o mandante da primeira partida não deve ser derrotado, pois complica bastante para o segundo jogo, ainda mais quando há o critério de gol qualificado. Foi assim na derrota do Grêmio para o Rosario Central pelo confronto de ida das oitavas de final da Libertadores 2016. Mas, na história da competição, o Tricolor já conseguiu a reversão com este cenário.

19189868

Rosario Central fez 1 a 0 no Grêmio na Arena

Foram em quatro oportunidades que o Grêmio largou em desvantagem no mata-mata e conseguiu, mesmo assim, a classificação. A primeira em 1997, quando superou o Guarani, do Paraguai, pelas oitavas de final. Na edição de 2007, foram duas reversões: contra São Paulo (oitavas) e Defensor (quartas). Na última, válida pela chamada Pré-Libertadores, passou pela LDU em 2013.

O detalhe é que em nenhuma das vezes o Grêmio saiu perdendo em casa. Nas duas vezes que isso ocorreu, o time foi eliminado na partida de volta. Em 1984, na final contra o Independiente, da Argentina, perdeu no Olímpico por 1 a 0 e o empate sem gols em Avellaneda confirmou o título para os agentinos. Em 2011, nas oitavas de final, levou 2 a 1 da Universidad Católica, do Chile, também no Olímpico, e perdeu novamente em Santiago por 1 a 0.

Como perdeu por 1 a 0 para o Rosario, o Grêmio tem que fazer dois gols na Argentina para classificar-se (vitórias por um gol de diferença a partir de 2 a 1 servem também). Se o Tricolor devolver o 1 a 0, a decisão vai para os pênaltis. os argentinos jogam por qualquer empate.

Reversões do Grêmio na Libertadores:
- Grêmio x Guaraní-PAR – Oitavas de final (1997)
Depois de perder por 2 a 1 no Paraguai, o Grêmio venceu no Olímpico pelo mesmo placar, com gols de Paulo Nunes e Rodrigo Gral e confirmou a classificação nos pênaltis (6 a 5).

- Grêmio x São Paulo – Oitavas de final (2007)
O Grêmio perdeu por 1 a 0 no Morumbi, mas venceu em casa por 2 a 0, com gols de Tcheco e Diego Souza.

- Grêmio x Defensor – Quartas de final (2007)
Perdeu por 2 a 0 no Uruguai e venceu em Porto Alegre pelo mesmo placar, gols de Tcheco e Teco. Venceu nos pênaltis por 4 a 2 e avançou às semifinais.

- Grêmio x LDU – Pré-Libertadores (2013)
Derrota na altitude de Quito por 1 a0. No primeiro jogo oficial da Arena, venceu por 1 a 0, gol de Elano, e levou a decisão para os pênaltis. Vitória por 5 a 4 e classificação garantida.

Eliminações do Grêmio depois de perder o primeiro jogo:
1984 – final
Grêmio 0×1 Independiente
Independiente 0×0 Grêmio

1997 – quartas de final
Cruzeiro 2×0 Grêmio
Grêmio 2×1 Cruzeiro

2002 – semifinal
Olímpia 3×2 Grêmio
Grêmio 1(4)x(5)0 Olímpia

2007 – final
Boca Juniors 3×0 Grêmio
Grêmio 0×2 Boca Juniors

2009 – semifinal
Cruzeiro 3×1 Grêmio
Grêmio 2×2 Cruzeiro

2011 – oitavas
Grêmio 1×2 Universidad Católica
Universidad Católica 1×0 Grêmio

Grêmio e Rosario Central se enfrentam pela 3ª vez na história

27 de abril de 2016 1

FotorCreated

Uma vitória e uma derrota. Este é o saldo do histórico de confrontos de Grêmio e Rosario Central, que se enfrentam nesta quarta (27) na Arena em jogo válido pelas oitavas de final da Taça Libertadores da América.

Antes deste encontro, brasileiros e argentinos haviam se encontrado outras duas vezes na história, ambas em 1979, em dois torneios amistosos. No primeiro, o Grêmio foi campeão do Troféu Cidade de Rosario. Depois, os tricolores perderam meses depois no Torneio Internacional Semana de Mayo.

Confira a ficha dos dois jogos na relação abaixo:

22/02/1979 – Rosario Central 1×2 Grêmio
Rosario Central: Ferrero; Magistral, Craiyachich, Van Tuyne (Heredia) e Garcia; Gaetan, Giuliano e Baccas; Orte, Trama e Diaz (Alganil). Técnico:
Grêmio: Manga; Eurico, Ancheta, Vicente e Ladinho (Dirceu); Vitor Hugo, PAulo César, Renato Sá; Tarciso, André (Jurandir) e Eder (Valderez). Técnico: Orlando Fantoni.

Gols: Eder e Jurandir (G); Garcia (R).

27/05/1979 – Grêmio 1 x 4 Rosário Central

Grêmio: Manga; Eurico (Vílson), Ancheta, Vantuir e Dirceu; Vítor Hugo, Jurandir e Paulo Cézar Caju; Tarciso, André e Éder; Técnico: Orlando Fantoni
Rosario Central: Ferrero; Chazarreta, Bauza, Van Tuyne, Ghielmetti; Gaitán, Manzi, Bacas; Orte, Trama, Díaz (Mário Sérgio). Coach: Ángel Zof.

Gols: Díaz (duas vezes), Trama e Gaitán (R); Paulo Cézar Caju (G)

Saiba mais sobre o Rosario Central, adversário do Grêmio na Libertadores

22 de abril de 2016 0

Time argentino foi o pior primeiro colocado na fase de grupos

O Rosario Central, da Argentina, é o adversário do Grêmio nas oitavas de final da Libertadores da América. A primeira partida já ocorre semana que vem, na Arena, enquanto a volta ocorre no meio de semana seguinte no estádio Gigante de Arroyito. Pois é hora de conhecer mais sobre estes argentinos.

19177282

Rosario Central estava no grupo do Palmeiras

Com 11 pontos conquistados em seis partidas, o Rosario passou com a pior campanha dentre os primeiros colocados da Libertadores. Por isso, vai enfrentar justamente o dono da melhor pontuação dentre os segundos, o Grêmio. A equipe argentina, treinada por Eduardo Coudet, superou um grupo bem nivelado, que também contava com Palmeiras, Nacional-URU e River Plate-URU.

O artilheiro do time na Libertadores é o centroavante Marco Rubén, de 29 anos, com quatro gols marcados. Depois aparece surpreendentemente o zagueiro Alejandro Donatti (três gols). Em seguida, está um velho conhecido da torcida gremista: Germán Herrera. Ele tem dois gols pelo Rosario na competição e defendeu o Grêmio por duas vezes (2006-2007 e 2009). Franco Cervi (com dois gols), Jonás Aguirre e Marcelo Larrondo também anotaram os seus pelo Rosario Central na competição.

No Campeonato Argentino, o Rosario Central é quinto colocado na Zona 1 (grupo formado por 15 clubes). Ele soma 18 pontos, com cinco vitórias, três empates e três derrotas. Fez 18 gols e sofreu 12.

Rosario Central na Libertadores 2016:
6 jogos
3 vitórias
2 empates
1 derrota
13 gols marcados
8 gols sofridos
61% de aproveitamento

Jogos do Rosario na Libertadores:
- Rosario Central 1×1 Nacional
- Palmeiras 2×0 Rosario Central
- Rosario Central 4×1 River Plate-URU
- River Plate-URU 1×3 Rosario Central
- Rosario Central 3×3 Palmeiras
- Nacional 0×2 Rosario Central

Grêmio tem 44% de chance de enfrentar o Rosario Central na Libertadores

21 de abril de 2016 16

Confira as porcentagens dos quatro possíveis adversários

Agora só faltam dois jogos para terminar a fase de grupos da Copa Libertadores. E as partidas são importantes para o Grêmio saber definitivamente quem será seu adversário nas oitavas de final. O blog Central de Esportes fez as contas.

galeria-nacional032

Rosario fez 11 pontos no grupo do Palmeiras na Libertadores

Matematicamente são 44% de chance do Grêmio ter o Rosario Central, da Argentina, em seu caminho na Libertadores. Ou seja, das nove combinações possíveis nas partidas de River Plate x Trujillanos e The Strongest x São Paulo, quatro colocam este argentino como adversário.

Depois aparecem River Plate e The Strongest com 22% de chance. O menos provável é o São Paulo. A única combinação para haver duelo de tricolores nas oitavas de final necessita de derrota do River e empate paulista em La Paz.

Confira as combinações para os adversários:
Rosario Central
*São Paulo vence e River empata
*São Paulo vence e River perde
*São Paulo empata e River vence
*São Paulo perde e River vence

River Plate
*São Paulo vence e River vence
*São Paulo empata e River empata

The Strongest
*São Paulo perde e River empata
*São Paulo perde e River perde

São Paulo
*São Paulo empata e River perde

 

A força do conjunto: dez jogadores diferentes marcaram os dez gols do Grêmio na Libertadores

20 de abril de 2016 0
Crédito: Félix Zucco/Agência RBS

Crédito: Félix Zucco/Agência RBS

O Grêmio encerrou a sua participação na fase de grupos da Libertadores na noite da última terça (20) contra o Toluca, jogando na Arena. Já classificado para a fase de oitavas de final, o tricolor aguarda a definição do seu adversário. Após o jogo, Roger Machado disse que o grupo foi posto à prova e está numa evolução crescente dentro do torneio.

Prova da força do grupo gremista está na força ofensiva: os dez gols marcados pelo time na Libertadores foram feitos por dez jogadores diferentes. Ontem, contra o Toluca, mais um “inédito” balançou as redes: Ramiro.

Confira na relação abaixo os autores dos gols gremistas na Libertadores:

Grêmio 4 x 0 LDU – Maicon, Miller Bolaños, Everton e Henrique Almeida.
Grêmio 1 x 1 San Lorenzo – Fred
San Lorenzo 1 x 1 Grêmio – Lincoln
LDU 2 x 3 Grêmio – Douglas, Bobô e Walace
Grêmio 1 x 0 Toluca – Ramiro

Tendência: River, Boca ou Rosario será o adversário do Grêmio nas oitavas de final

19 de abril de 2016 0

Tricolor venceu o Toluca e briga por ser o melhor segundo colocado

Mesmo já classificado, era importante para o Grêmio vencer o Toluca nesta terça-feira pela última rodada da fase de grupos da Libertadores. Neste momento, o adversário das oitavas de final é o River Plate, mas a tendência indica que isso pode mudar. O Grêmio ainda pode ter conseguido escapar dos brasileiros Atlético-MG e Corinthians, além do Pumas e do próprio Toluca.

19172177

Oitavas de final já ocorrem a partir da semana que vem

O Grêmio é agora o melhor segundo colocado com 11 pontos, mas pode perder esta posição para Racing e São Paulo, que jogam em La Paz contra Bolívar e The Strongest respectivamente. O blog trabalha com tendências para chegar a um possível adversário do time de Roger nas oitavas. Se River Plate (que pega o Trujillanos em casa) e Boca Juniors (que também recebe o Deportivo Cali) vencerem, o Grêmio ficará entre eles, e ainda o Rosario Central, para conhecer seu oponente.

Para trabalhar na projeção, caso River e Boca vençam, o Grêmio vai depender do São Paulo e do Racing. Se nenhum vencer, o adversário é o Rosario Central. Se um vencer, pega o River. E se os dois vencerem, terá pela frente o Boca Juniors.

De qualquer forma, será perto da meia-noite de quinta para sexta-feira que serão conhecidos todos os oito confrontos das oitavas de final da Libertadores.

Confrontos de momento nas oitavas:
• Atlético Nacional x Huracán
• Pumas x Santa Fé
• Atlético-MG x Racing
• Toluca x São Paulo
• Rosario Central x Deportivo Táchira
• Corinthians x Nacional-URU
• Boca Juniors x Independiente del Valle
• River Plate x Grêmio