Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Tempo nesta sexta e próximos dias no RS

22 de junho de 2011 0


DESTAQUE:
Tempo permanece instável
Cinzas vulcânicas voltam a atingir o RS
Temperaturas em declínio amanhã, quinta-feira
SATÉLITE para 22/06 quarta-feira
Nesta quarta-feira a frente fria avançou e agora está entre a metade norte do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Por isso, sobre o sul gaúcho, já não se observa tanta nebulosidade quando comparado ao norte do Estado. Segundo a defesa civil do Rio Grande do Sul, os acumulados de chuvas já chegam a 92 mm em Água Santa o que corresponde a 58% do esperado para o mês de junho. Os acumulados já chegam a 75 mm em Alpestre (68% da média) e a 50 mm em Palmeira das Missões (39% da média). Nos últimos 7 dias, os volumes acumulados de chuva chegam a quase 100 mm de chuva na Campanha, o que não acaba com a estiagem pela qual a região passa desde o segundo semestre de 2010, mas certamente ameniza o problema. No sul gaúcho esta madrugada já não foi tão quente quanto nos últimos dias, com mínima, registrada pelas estações automáticas do INMET, de 9,1°C em Canguçu e fez 11,4°C em Jaguarão. Na metade norte do Estado o tempo permanece abafado, com mínima de 17,9°C em São Borja e 17,6°C em Santa Rosa.
COM RELAÇÃO AO VULCÃO:
Apesar de estar 100 vezes mais fraco que em seu início de atividade, os ventos em média altitude favorecerão o transporte de cinzas para o Brasil.
Estas cinzas chegam à fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai a partir da tarde desta quinta-feira, porém em baixa concentração.
Na manhã de sexta-feira, estas cinzas também alcançarão a Região Metropolitana de Porto Alegre, porém por conta da menor atividade vulcânica, é possível que as atividades aéreas não sejam afetadas.
Em Santa Catarina, no sul do Estado, as cinzas chegam a partir do início da tarde de sexta-feira.
No oeste do Paraná, o fenômeno será registrado mais para o fim do dia.
PREVISÃO para 22/06 quarta-feira
A frente fria mantém o tempo instável sobre o Rio Grande do Sul. Na metade Norte do Estado, pancadas de chuva fraca e intercaladas com períodos de melhorias. Já no Sul o tempo fica mais aberto e o sol aparece entre nuvens. No fim do dia, um ciclone extratropical começa a se formar entre o Brasil, Argentina e Paraguai, com isto, volta a chover em todo os Estado, sendo que no norte e noroeste as pancadas são mais intensas à noite. A máxima fica em torno dos 20°C nesta tarde.
Em Porto Alegre o tempo segue nublado e a partir da tarde ocorrem pancadas de chuva. Temperatura máxima de 21°C.
A agitação marítima aumenta e as ondas chegam a 1,5m de altura.
PREVISÃO para 23/06 quinta-feira
A quinta-feira já começa chuvosa no Rio Grande do Sul. O deslocamento do ciclone extratropical sobre o Estado mantém as chuvas ao longo do dia. Temporais ocorrem desde o noroeste gaúcho até o litoral e a qualquer hora do dia, com rajadas de vento que chegam a 90 Km/h inclusive na capital gaúcha. No sul chove fraco ao longo do dia e a noite o tempo começa a abrir. O dia começa com tempo abafado, mas a partir da tarde os ventos passam a soprar do quadrante sul deixa a temperatura em declínio e à noite volta a fazer frio.
Em Porto Alegre o dia vai ser de tempo fechado e com chuva. Há risco de temporais entre a madrugada e a manha da quinta-feira. O dia começa com temperaturas na casa dos 15°C, no decorrer do período a temperatura cai e à noite chega aos 9°C.
A agitação marítima se mantém e as ondas ficam em torno1,5m de altura junto à costa, e em alto mar condição de mar grosso.
PREVISÃO para 24/06 sexta-feira
A sexta-feira o Rio Grande do Sul amanhece com temperaturas bem mais baixas, em relação aos últimos dias. As mínimas ficam em torno dos 11°C no Estado, sendo que na campanha e na fronteira oeste os termômetros chegam a ficar abaixo dos 6°C. Na metade sul o tempo fica aberto e o sol aparece entre nuvens no decorrer do dia. A frente fria associada ao ciclone extratropical, que agora está sobre o oceano, mantém as chuvas desde o noroeste até o litoral norte do Estado. Com previsão de chuva forte nesta região desde as primeiras horas do dia. No fim da sexta-feira as áreas de instabilidade começam a se afastar e o tempo começa a dar sinais de melhora no norte do Estado. As temperaturas não ficam tão elevadas, já que os ventos de sul empurram ar mais frio para o Estado e as máximas não passam dos 20°C à tarde.
Em porto Alegre na sexta-feira o tempo começa abrir e o sol aparece entre nuvens. A temperatura mínima de 10°C e máxima de 15°C.
O mar fica pouco agitado com ondas próximas de 1m de altura
PREVISÃO para 25/06 sábado
O fim de semana vai ser marcado pela volta do tempo seco ao Rio Grande do Sul. No norte, nordeste e leste gaúcho ainda ocorrem pancadas de chuva, mas no decorrer do dia o tempo vai abrindo. No sul, centro, oeste e campanha o sol predomina ao longo do sábado. Mínima na casa dos 9°C, ficando abaixo dos 6°C na campanha. As máximas não devem passar dos 20°C à tarde.
Em porto Alegre previsão de tempo firme e com poucas nuvens. Temperatura mínima de 10°C e máxima de 15°C.
O mar fica pouco agitado e as ondas em torno de 1m de altura.
Previsão do Tempo Porto Alegre
Quarta (22/06):
Tempo instável com chuvas à tarde e à noite. A temperatura mínima em torno de 15°C e chegando a 21°C de máxima. As chuvas totalizam 4 mm. A temperatura e os ventos causam uma sensação térmica de muito frio pela manhã. Já o período da tarde será de frio. Os ventos sopram do quadrante leste com intensidade de 33 km/h. A umidade relativa do ar em torno de 82%.
Quinta (23/06):
Tempo instável e chuvoso não só pela manhã e tarde, mas também no período da noite. As temperaturas permanecem estáveis, variando entre 15°C e 19°C. As chuvas totalizam 38 mm. A temperatura e os ventos causam uma sensação térmica de frio pela manhã. Já o período da tarde será confortável. Durante a tarde a umidade relativa chega a 89%. A intensidade do vento atinge 30 km/h com direção predominante de oeste.
Sexta (24/06):
Nebulosidade durante o dia todo. Temperaturas em declínio, variando de 10°C a 15°C. O tempo favorece uma condição de muito frio pela manhã e de frio à tarde. A umidade relativa atinge 73% e os ventos predominam de sul com intensidade de 12 km/h.
Previsão do Tempo REGIÃO SUL
Data: 22-06 quarta-feira
Uma frente fria causa chuvas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e no leste, sul e extremo oeste do Paraná. Assim como nos últimos dias, há risco de temporais entre o norte do Rio Grande do Sul e o sul do Paraná. Em Taió, no Alto Itajaí, em Santa Catarina, o acumulado de chuva passa dos 60 mm, correspondendo a mais de 70% da média do mês de junho. As rajadas de vento mais intensas acontecem a partir da noite e atingem a fronteira do Rio Grande do Sul com a Argentina. Estimam-se valores entre 70 km/h e 80km/h. Além das chuvas e ventos fortes, fica o alerta para grande quantidade de descargas elétricas. A temperatura máxima permanece baixa em boa parte do Rio Grande do Sul, centro e leste de Santa Catarina e leste do Paraná, não passando dos 20°C. Entretanto, por outro lado, o calor predomina no oeste e norte do Paraná, com máxima de 28°C.
Data: 23-06 quinta-feira
Nesta quinta-feira alerta para a formação e passagem de um ciclone extratropical pelo Rio Grande do Sul. O sistema será responsável por ventos ainda mais intensos em todo o centro, norte e oeste do Estado. Ainda na madrugada, as rajadas alcançam 90 km/h no oeste gaúcho. Pela manhã, os ventos de 90 km/h atingem o nordeste do Estado, inclusive Porto Alegre. Estas rajadas em torno dos 90 km/h permanecerão entre a Região Metropolitana de Porto Alegre, Litoral Norte e Vales do Jacuí e Taquari durante a tarde. Em Santa Catarina e no Paraná, os ventos prometem serem menos intensos ao longo do dia. Este ciclone, além de provocar ventos fortes sobre o continente, causa ventos fortes e aumento da agitação marítima na costa do Rio Grande do Sul. As ondas começam a aumentar a partir da madrugada, chegando aos 3m de altura durante a manhã. Vale salientar, no entanto, que estas ondas mais elevadas serão sentidas em áreas distantes das praias gaúchas. Com relação à chuva e as trovoadas, ela atinge todo o Rio Grande do Sul, além do oeste e sul de Santa Catarina. Há risco de temporais no centro e norte do Rio Grande do Sul, inclusive Porto Alegre, com acumulado que chega aos 50 mm em algumas áreas. A temperatura mínima sobe, e a madrugada será abafada em boa parte da Região Sul. Já com relação à temperatura máxima, ela também subirá de forma considerável no Paraná, Santa Catarina e nordeste do Rio Grande do Sul. Apenas o oeste e o sul gaúchos permanecerão com temperatura máxima mais baixa, em torno dos 20°C.
COM RELAÇÃO AO VULCÃO
Apesar de estar 100 vezes mais fraco que em seu início de atividade, os ventos em média altitude favorecerão o transporte de cinzas para o Brasil. Estas cinzas chegam à fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai a partir da tarde desta quinta-feira, porém em baixa concentração. Na manhã de sexta-feira, estas cinzas também alcançarão a Região Metropolitana de Porto Alegre, porém por conta da menor atividade vulcânica, é possível que as atividades aéreas não sejam afetadas. Em Santa Catarina, no sul do Estado, as cinzas chegam a partir do início da tarde de sexta-feira, enquanto que no oeste do Paraná, o fenômeno será registrado mais para o fim do dia.
Data: 24-06 sexta-feira
Na sexta-feira, o ciclone extratropical se afasta para alto-mar e uma nova frente fria causa chuvas e muitas trovoadas sobre o norte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e sul e oeste do Paraná. Prosseguem as chuvas fortes, com acumulado que alcança 60 mm entre o noroeste do Rio Grande do Sul e o oeste de Santa Catarina. No centro, oeste e sul do Rio Grande do Sul, a entrada de uma massa de ar polar põe um ponto final à chuva e provoca acentuado declínio da temperatura. A mínima varia entre 3°C e 5°C em Toda a fronteira com o Uruguai. Com relação à temperatura máxima, ela também despenca no Rio Grande do Sul e em boa parte de Santa Catarina, com valores que variam entre apenas 10°C e 20°C. No Paraná, o calor prossegue, com máxima que chega aos 28°C no noroeste do Paraná.
COM RELAÇÃO AO VULCÃO
Apesar de estar 100 vezes mais fraco que em seu início de atividade, os ventos em média altitude favorecerão o transporte de cinzas para o Brasil. Estas cinzas chegam à fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai a partir da tarde desta quinta-feira, porém em baixa concentração. Na manhã de sexta-feira, estas cinzas também alcançarão a Região Metropolitana de Porto Alegre, porém por conta da menor atividade vulcânica, é possível que as atividades aéreas não sejam afetadas. Em Santa Catarina, no sul do Estado, as cinzas chegam a partir do início da tarde de sexta-feira, enquanto que no oeste do Paraná, o fenômeno será registrado mais para o fim do dia.
Data: 25-06 sábado
No sábado, a frente fria avança pela Região Sul, onde causa chuvas no centro e leste de Santa Catarina e no Paraná. Há risco de chuva forte entre o leste do Paraná e o norte de Santa Catarina, com acumulado que alcança 50 mm em algumas cidades.

Data: 26-06 domingo
No domingo, as chuvas atingem o centro e leste do Paraná, a costa de Santa Catarina e o litoral norte do Rio Grande do Sul. Ainda há previsão de chuva forte entre o litoral norte de Santa Catarina e o litoral do Paraná.
PREVISÃO ESTENDIDA
Entre os dias 27 de junho e 01º de julho, as chuvas não param sobre a Região Sul. Elas atingem o Paraná, Santa Catarina e o centro, leste, sul e norte do Rio Grande do Sul. O acumulado de chuva ainda será elevado entre Santa Catarina e o Paraná, alcançando 50 mm no litoral dos dois Estados.


Bookmark and Share

Envie seu Comentário