26 ago18:43

Adolescente ferido por policial em Descanso deve receber indenização do Estado

TJ concluiu que o policial foi precipitado quando atirou

O Estado de Santa Catarina deve pagar R$ 10,3 mil ao adolescente ferido durante uma operação policial no município de Descanso, no Extremo-Oeste. A indenização foi mantida pela 4ª Câmara de Direito Público do TJ, após o Estado ter recorrido da decisão em primeira instância.

O fato ocorreu em 2005. O rapaz teria sido surpreendido com vários policiais na porta de sua casa, que pediram para que ele largasse a arma. O rapaz, porém, não estava armado e, ao questionar o que estava acontecendo, levou um tiro na região da cintura, o que resultou em lesões na uretra e bexiga.

Segundo o Estado, os PMs estavam à procura de suspeitos de um latrocínio, e chegaram ao jovem depois que a esposa do homem morto disse que os criminosos tinham o mesmo sobrenome do rapaz. Ainda de acordo com o Governo, o menor estava com um revólver, apontando-o para o policial que atirou em legítima defesa. Dias depois, os irmãos da vítima confessaram à Polícia terem sido os autores do latrocínio.

O desembargador Jaime Ramos considerou, porém, que se o adolescente estivesse portando arma de fogo, os policiais deveriam lavrar o termo de apreensão da arma, o que não ocorreu. O magistrado concluiu que o policial foi precipitado quando atirou, pois não havia qualquer ameaça à polícia. Além disso, o rapaz não era envolvido no latrocínio.

DIÁRIO CATARINENSE

Por

Comentários