26 ago14:30

Bloqueado acesso entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Cerca de mil agricultores estão no local. O trânsito será liberado depois do resultado da audiência em Brasília.

Na manhã desta sexta-feira os manifestantes trancaram novamente a ponte do Rio Uruguai, na BR 153, entre os municípios de Concórdia e Marcelino Ramos. Às 15 horas está marcada uma audiência em Brasília com o Ministério do Desenvolvimento Agrário e o Ministério da Fazenda. De acordo com Celso Ludwig, coordenador da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul (Fetraf-Sul), se não houver avanço nas negociações o trânsito poderá ser interrompido novamente na semana que vem.

Participam do ato integrantes da Fetraf-Sul e da Via Campesina. De acordo com o coordenador estadual da Fetraf-Sul, Alexandre Bergamin, os movimentos do campo tem uma pauta unificada, que é a renegociação das dívidas agrícolas que perduram há mais de uma década.

A agência do Banco do Brasil de Três Passos no Rio Grande do Sul, também está fechada.

Reivindicação

Eles reivindicamde uma anistia de R$ 12 mil nas dívidas dos produtores. Segundo Bergamin, os agricultores estão utilizando pegando novos financiamentos para pagar os antigos e não conseguem quitar os débitos.

Os agricultores querem um auxílio similar aos concedidos para montadores de automóveis e outros setores, que tem isenções de impostos em tempos de crise. Bergamin informou que as dívidas dos pequenos agricultores somam R$ 30 bilhões e os pedidos de isenção seriam de R$ 1 bilhão. São 500 mil contratos com pendências em todo o país, sendo 8 mil em Santa Catarina, o que representa 6,5% do total no estado.

Por

Comentários