26 ago09:27

Maior festa da Imprensa de SC

Profissionais de comunicação festejam os 180 anos da Imprensa Catarinense em Chapecó.

O maior evento da mídia barriga-verde: a 4a Festa da Imprensa de Santa Catarina está programada para o sábado, dia 27. Mais de 400 profissionais de comunicação de todo o estado devem participar.

Festa da Imprensa realizada em 2010.

De acordo com a MB Comunicação, o evento assinalará os 180 anos da Imprensa barriga-verde e consistirá de solenidade festiva, homenagens, lançamento de obra, lançamento da EFAPI 2011, distribuição de prêmios e almoço festivo. A iniciativa é da Associação Catarinense de Imprensa (ACI), CDL e MB Comunicação. A festividade está sendo coordenada pelo diretor regional da ACI, Marcos A. Bedin, e pelo presidente Ademir Arnon.

No evento serão sorteados um televisor 32” slim, um Ipad, um tablet e outros prêmios para uso de profissionais de comunicação.

Homenageados

Um momento de destaque será a homenagem aos profissionais com 50 anos de trabalho na área de comunicação e que permanecem em atividade. Neste ano recebem a honraria cinco profissionais: o gestor de comunicação Geraldo Nilson de Azevedo (Florianópolis), o radiodifusor Roberto Rogério do Amaral (Lages) e os radialistas Casemiro Roberto Serafim Vieira e Romeu Roque Hartmann (Chapecó).

Todos os comunicadores distinguidos pelo critério de 50 anos de atividade serão objeto de pesquisa acadêmica que resultará na publicação da obra “Pioneiros da Imprensa”. Esse projeto será viabilizado através de convênio que a Associação Catarinense de Imprensa assinará com a Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), representada pelo reitor Aristide Cimadon, no dia 27.

A diretoria regional oeste da Associação Catarinense de Imprensa já prestou, nos últimos anos, homenagens aos seguintes profissionais do grande oeste e planalto: Amilton Martins Lisboa, Alfredo Lang, Dino Pattussi, Luiz Perroni Pereira, Arlindo Sander, Rogério de Oliveira, José Francisco Müller Bohner, Plínio Ritter, Arnaldo Carlos Lanz, Ernani Edison Horvath, Antônio Vicente Schmitz e Manoel Corrêa.

Por

Comentários