30 ago13:26

Pedreiro salvou crianças debaixo da mesa

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Quando as pedras começaram a bater no telhado e na janela o pedreiro Gilmar Godois foi pegar os três filhos entre 10 e 11 anos, e os levou para debaixo da mesa, junto com a mulher, a irmã e uma sobrinha de apenas dois meses.

O pedreiro quer reconstruir o quanto antes sua casa, para reunir novamente a família

O barulho das pedras contra a janela era assustador. As pedras furavam o telhado e a água escorria pelo teto. De repente, com o peso da água da chuva, parte do forro e das telhas desabou. –Foi um desespero, aí eu abracei todos- disse. Depois ele correu para desligar a chave da luz e foi ver a casa de sua mãe. –Quase não conseguia andar na rua de tanta pedra- lembrou.

A casa de sua mãe e da irmã também foram destelhadas. Toda a família passou a noite no Centro Comunitário de Irati. Hoje pela manhã, ele voltou para casa para ver o estrago. –Oito anos trabalhando e agora está tudo desse jeito- mostrava a sala molhada, o telhado destruído. No chão, uma imagem de Santo Expedito.

Godois tinha concluído a casa no final do ano passado. Nos quartos, tudo estava molhado. –A cama e o colchão dá para jogar fora- disse.

Ele iria tentar cobrir a casa com uma lona e pretendia dormir num salão comunitário. –As crianças acho que vou levar para parentes em Chapecó- previu. Sua irmã, já tinha ido para Quilombo.

O pedreiro quer reconstruir o quanto antes sua casa, para reunir novamente a família. –Vamos batalhar e partir para outra- explicou. Apesar da destruição, ele mostrou que não dá para ficar lamentando e sim resolver a situação.

>> Temporal provoca estragos no Oeste

Por

Comentários