16 set18:11

Polícia Civil estoura banca do jogo do bicho no Centro de Abelardo Luz

A Polícia Civil de Abelardo Luz cumpriu na tarde de quinta, 15, Mandado de Busca e Apreensão em uma loja no centro da cidade. Quatro pessoas foram encaminhadas para a Delegacia da cidade. Elas serão indiciadas por exploração de jogos de azar.

O local era investigado há cerca de 60 dias. Durante as averiguações, foi apurado indícios de que no local funcionava um ponto de jogo do bicho. Diante desses dados, o delegado responsável pelo caso, Gustavo Oliveira Altemar, apresentou pedido de busca.

Foram encontrados e apreendidos diversos bilhetes do jogo do bicho, caderno de controle da contabilidade do ponto, R$ 343 em dinheiro, entre outros objetos que apontam para a prática do crime de menor potencial ofensivo.

Também foram encontradas e conduzidas pelos agentes até a Delegacia de Polícia cinco pessoas investigadas, mas até o momento já está comprovado no Inquérito Policial, inclusive com a confissão dos envolvidos, a participação de pelo menos quatro pessoas: Luiz Broeto, 56 anos, José Jesus Rocha, 51 anos, e o casal Jaime Luis Coronetti, 45 anos, e Rosely Alves de Lima Coronetti, 43 anos.

Coronetti e a esposa são proprietários do local e foram levados à delegacia logo após o cumprimento do Mandado. Rocha, também conhecido como “Zé do bicho”, e Broeto são suspeitos de serem apontadores, pessoas que se deslocam para a rua fazendo as vendas das apostas com as pessoas e, posteriormente, encaminhando os bilhetes para Coronetti.

A Polícia Civil abordou na rua “Zé do Bicho” e encontrou com ele anotações e R$ 8,50 em moedas de valores diferentes. Os agentes ainda abordaram Broeto, que estava com duas anotações do jogo do bicho. No interior da Loja, ele rasgou as anotações e tentou escondê-las na lixeira, mas um policial civil conseguiu ver a tentativa do acusado de se desfazer das provas, frustrando a tentativa de Broeto.

Os quatro foram indiciados por exploração de jogos de azar.


Por

Comentários