08 out11:20

Beleza e cor

O espaço mais colorido da Efapi 2011 é o pavilhão da Mercoarte – Feira do Artesanato Chapecoense. Em sua sexta edição, a Mercoarte reúne dezenas de artesãos locais, vinculados as associações ou individuais que tem a oportunidade de divulgar e comercializar suas criações.

Nesse ano, a mostra de artesanato foi instalada em novo local. O pavilhão de 490m², situado em frente ao espaço de leilões em uma das principais ruas da feira, abriga 20 estandes. O espaço foi cedido pela Prefeitura e a seleção dos artesãos foi feita pela Fundação de Ação Social de Chapecó (FASC), de acordo com critérios pré-estabelecidos.

Segundo o coordenador geral e secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcio Sander, a mudança de local atendeu a orientação do prefeito José Caramori para garantir maior fluxo de visitantes à Mercoarte e prestigiar a atividade. Para o presidente da Comissão Central Organizadora, Luciano Buligon, o artesanato tornou-se um dos produtos mais procurados da feira.

O comércio de artesanato no município foi regulamentado em outubro de 2005, pela lei nº 4884. A prefeitura oferece, através da FASC, cursos gratuitos de aperfeiçoamento na área, além de organizar eventos e assessorar as organizações. A presidente da FASC, Belenite Frozza, destaca que o envolvimento da fundação fortalece a categoria e amplia as possibilidades de geração de renda. Existem mais de 600 artesãos cadastrados em Chapecó.

De acordo com a coordenadora da Mercoarte, Leila Di Domenico, os visitantes terão a oportunidade de conhecer e adquirir o melhore artesanato produzido em Chapecó. – Além disso, o novo pavilhão foi projetado para ser um ambiente agradável, com bancos e floreiras – disse.

Produtos de cerca de 200 artesãos estarão expostos na Mercoarte, que abre oficialmente neste sábado (8), às 10h. Nos finais de semana e na próxima quarta-feira (12), feriado nacional, o pavilhão da Mercoarte estará aberto das 10h às 22 horas. Nos demais dias, das 15h às 22 horas.


Renda Extra

Mais do que uma oportunidade de divulgar o trabalho, para os artesãos chapecoenses a Mercoarte é uma fonte de renda extra. A artesã Eva Maranhão participa da mostra na Efapi pela segunda vez. – Em 2009 as vendas foram muito boas, deu para tirar o investimento – disse.

O sucesso na edição anterior motivou a artesã a expor novamente e a convidar outros colegas. Eva trabalha com artesanato em tecidos e produz toalhas de louça, puxa-sacos, aventais e capas para garrafas térmicas e galões de água. Além de artesanatos feito com tecido, o público encontra na Mercoarte caixinhas de madeira, roupas, bijuterias, acessórios, tapetes, brinquedos e bloquinhos personalizados. Tudo muito colorido, como prega o bom artesanato.


Por

Comentários