10 out17:52

Exposição de aves na Efapi

Os admiradores de aves podem conferir a mostra da Sociedade Oeste Catarinense de Ornitologia (SOCO) que acontece durante na Efapi 2011, no Parque de Exposições Tancredo de Almeida Neves. São 161 aves de mais de 20 espécies, entre canários, calopsitas, agapornis, manom e periquitos. Algumas exóticas e silvestres como Ring neck, Katarina, Forpus e Calafate.

Em sua oitava participação, a mostra tem como principal objetivo esclarecer os visitantes sobre a importância de não capturar pássaros nativos. Desde 1989, a sociedade se preocupa em criar pássaros para preservação da fauna. Todas as aves têm acompanhamento veterinário que inclui análise genética e cuidados com a saúde.

O diretor técnico de agapornis e psitacídeos, Isaldir de Almeida, ressalta que o contrabando de aves silvestres é crime e pode levar de seis meses a três anos de prisão, além de multas que variam de 500 a 5 mil reais. – Ao adquirir um pássaro, orientamos o comprador sobre os cuidados para o seu desenvolvimento saudável – disse.

A sede da SOCO tem capacidade para expor 3 mil pássaros e, atualmente, possui 35 sócios, totalizando cerca de mil e quinhentas aves de criadores associados. É credenciada junto ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e a Federação Ornitológica do Brasil (FOB). Os criadores são associados à Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (CIDASC).

Venda dos pássaros

Para quem quiser adquirir uma ave, os preços variam de 25 a 400 reais por animal. Ao comprar, o cliente tem a garantia de ter um pássaro saudável e com anéis invioláveis com o número identificador da ave. Os anéis contêm um número sequencial da FOB, o registro do criador e da sociedade comercializadora e a espécie da ave.


Por

Comentários