17 out18:34

Bancos privados reabrem nesta terça-feira

Na tarde desta segunda-feira, 17, os bancários de Chapecó votaram as propostas apresentadas pela Fenaban (Federação Nacional dos Bancos). A pauta foi aprovada e os bancários decidiram pelo retorno aos trabalhos nos bancos privados a partir desta terça-feira, 18.

Entretanto, os funcionários do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal rejeitaram as respectivas pautas específicas, e mantêm a greve, tendo nova assembleia na terça-feira, às 8h da manhã, para referendar ou não a decisão tomada, com base no resultado do país. O Banrisul não apresentou proposta e os funcionários também continuam a paralisação.

A Fenaban apresentou reajuste de 9% sobre todas as verbas, o que representa aumento real de 1,5%, e valorização do piso da categoria, com aumento real de 4,3%; o piso dos escrituários teve reajuste de 12% e os dos caixas, de 11,2%; e na Participação nos Lucros e Resultados (PRL) houve reajuste de 27,2%. A proposta também inclui cláusula que coíbe o transporte de numerário pelos bancários e o fim da divulgação de rankings individuais dos funcionários, combatendo o assédio moral.

Na avaliação do Sindicato dos Bancários de Chapecó, Xanxerê e Região, a greve prolongada mostra a ganância e a intransigência dos bancos em atender as reivindicações dos bancários. A greve tem sido o último recurso da categoria na busca de seus direitos.


Histórico

A greve foi a última alternativa da categoria para buscar seus direitos. Deflagrada no dia 27 de setembro, após cinco negociações sem avanços com a Fenaban, os bancários ficaram paralisados por 21 dias. Na quinta-feira da semana passada houve a primeira negociação após o início da greve, sendo encerrada no dia seguinte.

Esta foi a maior greve dos bancários nos últimos 20 anos, mobilizando trabalhadores dos bancos públicos e privados. Foram paralisadas 9.254 agências e vários centros administrativos em todo o país. Na região Oeste estiveram em greve 84 agências.


Por

Um Comentário »

  • xavier disse:

    só se preocupam com eles mesmos, prejudicaram milhares de pessoas, e continuam prejudicando, quero ver se um dia precisar de um médico e ele cruzar os braços, o que vão dizer!!!!

Comentários