19 out15:08

Motociclista sai da UTI

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Depois de uma semana internado na UTI do Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, o motociclista José Valdomiro Eufrázio, 21 anos, foi para um quarto da ala de neurocirurgia. Ele foi transferido no final da tarde de terça-feira. De acordo com o neurocirurgião Clézio Alex Onuki Castro, o quadro do motociclista melhora a cada dia. No entanto o quadro dele ainda não é de tranquilidade.

- Ele está confuso, não sabe onde está e suas frases são desconexas – avaliou o médico.

De acordo com o médico, essa fase de confusão é normal pela situação do motociclista, que ficou cinco dias caído à beira da estrada, com um braço quebrado e a motocicleta por cima, até ser encontrado.

O médico acredita que o impacto causou lesões microscópicas.

-Ele deve ter sofrido um trauma craniano que o impossibilitou de pedir socorro- avaliou o médico.

Eufrázio está recebendo tratamento com antibióticos para tratar a infecção generalizada, causada pela fratura do braço direito, que precisou ser amputado. A amputação, que foi na altura do úmero, também está sendo acompanhada. Ele está fazendo fisioterapia e tratamento psicológico para se recuperar do trauma.

Além disso há sinais de comprometimento pulmonar, pelo tempo que ele ficou caído próximo da vegetação, num período de chuvas. Castro estima em 10 dias para que ele possa ter alta do hospital.

Eufrágio saiu do coma no domingo e está consciente. Segundo os médicos, ele já teria conversado com a mãe e deve começar a comer sozinho ainda nesta quarta-feira. Por conta da medicação, ele permanece sonolento e confuso.

A mãe Maria Eufrázio, que  acompanha o filho desde o dia que ele chegou no hospital, disse que José a reconhece e pergunta onde está.

- Vou ficar do lado dele o tempo que for necessário para ele ficar bom – disse emocionada.

O motociclista de Passos Maia teve um braço amputado. O acidente foi na noite do dia 7 de outubro, na SC 465, em Passos Maia.

Por

Comentários