26 out09:06

Aberta 11ª Olesc em Chapecó

A cerimônia de abertura da 11ª Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), no ginásio do Sesc, em Chapecó, na noite da terça-feira, 25, teve como tema “O futuro atleta começa aqui”. E as crianças foram as estrelas da festa, do início ao fim. Moderna e ágil, a cerimônia, que durou pouco mais de uma hora, teve como destaque muita tecnologia e show de luzes e efeitos especiais, além de um espetáculo de fogos, fora do ginásio, no final da programação.

Após a convocação das delegações, que estavam posicionadas nas arquibancadas, representadas por atletas uniformizados, conforme determina o regulamento, foi apresentando um vídeo para mostrar os locais de competição onde serão disputadas as 14 modalidades, a partir desta quarta-feira, 26, até primeiro de novembro. É a primeira vez que Chapecó é a sede da etapa estadual da Olesc, maior evento esportivo de Santa Catarina destinado aos jovens até 16 anos



Gabriela Lima Guimarães, da equipe de natação de Chapecó, carregou o fogo simbólico.



Gabriela Lima Guimarães, 14 anos, da equipe de natação de Chapecó, carregou o fogo simbólico e acendeu a chama virtual, que ficou ardendo em dois telões. Gabriela é campeã catarinense, vice-campeã sul-brasileira e medalhista nos Jogos Escolares Brasileiros (Jebs). E o juramento foi conduzido por Yana Agnoletto, 16 anos, da equipe de atletismo de Chapecó.

Duas atrações artísticas, apresentadas por grupos de crianças, deram um toque especial à cerimônia de abertura. O grupo de dança da Escola de Artes, de Chapecó, da coreógrafa Camile Carvalho, apresentou a coreografia chamada Traços do Grito; e a equipe da Fundação Cultural de Chapecó fez um show denominado Danças dos Bairros, da coreógrafa Tavane Santa Catarina.



Grupo de dança da Escola de Artes de Chapecó.



O presidente da Fesporte, Adalir Pecos Borsatti, declarou aberta a 11ª Olesc, mas Pecos chamou ao palco o presidente da Comissão Central Organizadora (CCO) da Olesc, Ivan Carlos Agnoletto, para prestigiar o trabalho do município-sede. Após um show de luzes e papel picado, no interior do ginásio, todos foram convidados a se retirarem para acompanharem um show, do lado de fora do ginásio, que durou alguns minutos.

A 11ª Olesc conta com equipes de 81 municípios, em 14 modalidades, e envolve mais de 4 mil desportistas entre atletas, técnicos, dirigentes e integrantes de equipes de apoio. A Olesc envolve alunos de 13 a 16 anos, da rede pública de ensino e de escolas particulares de todo o Estado.

Joinville, em nove edições, ganhou seis; Jaraguá do Sul foi campeão duas vezes; e Blumenau, uma. A edição 2010, disputada em Tubarão, foi vencida por Joinville; seguido por Criciúma. Em 2009, por causa da gripe A, a Olesc não foi realizada.

Em cada naipe, e em cada modalidade, os três primeiros vão receber troféu e medalha de premiação. E os três melhores na classificação geral também serão premiados com troféu e medalha. Além disso, o primeiro, o segundo e o terceiro nas modalidades coletivas, nos dois naipes, estão automaticamente classificados para a versão 2012 da competição.

Entre as disputas que ocorrem em Chapecó, o caratê, nos dois naipes, não contará pontos para a classificação por ser uma modalidade provisória na competição. A Olesc é uma realização da Fesporte, com promoção do Governo do Estado e da Secretaria de Estado de Turismo Cultura e Esporte e apoio da prefeitura de Chapecó e das secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs).


Fonte: Fesporte


Por

Comentários