25 nov14:05

Três funcionários de Hospital em Xaxim são presos em flagrantes

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br*

Três funcionários do Hospital Frei Bruno, de Xaxim, estão presos em virtude do crime de concussão, que seria exigir dinheiro ou vantagem indevida em função do cargo, para prestar um serviço que seria público e gratuito. Eles estariam cobrando R$ 90 para o “Teste da Orelhinha”, que por determinação legal deve ser gratuito.

A Polícia Civil de Xaxim com apoio da equipe da Divisão de Investigações Criminais da Polícia Civil de Xanxerê prendeu os três em flagrante, na quinta-feira. Entre os funcionários presos estão um fonoaudiólogo, uma psicóloga e uma enfermeira. Todos foram encaminhados para o Presídio de Xanxerê.

A Delegada Olívia Moretto Candido Souza foi quem recebeu a denúncia de que funcionários do Hospital estavam cobrando para a realização do exame de emissões otoacústicas evocadas, o conhecido “Teste da Orelhinha”.

– Como o exame é realizado uma vez por mês, decidimos, após investigações, montar uma operação – disse.

Um policial civil disfarçado acompanhou uma mãe que havia denunciado o esquema, enquanto uma equipe de policiais aguardava do lado de fora do Hospital. Após o pagamento, a Polícia entrou no local e deu voz de prisão aos funcionários que exigiram a indevida.

Com uma enfermeira foram encontrados R$ 540 provenientes dos pagamentos feitos no dia, relativas ao teste. Também foi apreendido um caderno com anotações contábeis do referido teste.

O advogado Juraci José Folle, encaminhou no começo da tarde um requerimento pedindo a liberdade provisória dos acusados.

Até o momento a direção do Hospital não se manifestou sobre o assunto, mesmo após vários contatos por telefone.


“Teste da Orelhinha”

De acordo com a Lei Promulgada Estadual 14.375/08, além da Lei Federal 12.303/2010, deve ser realizado de forma gratuita nos hospitais e maternidades, públicos e privados, nas crianças nascidas em suas dependências. No caso de crianças nascidas em outro hospital, caso este não tenha condições técnicas para realizar o exame, o mesmo deverá ser agendado em um hospital apto a realizá-lo, também de forma gratuita.



* colaborou Christiane Lise


Por

Comentários