22 dez19:11

Mais de 50 pessoas foram ouvidas no caso Chiarello

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A Polícia Civil já ouviu mais de 50 pessoas no inquérito da morte do vereador Marcelino Chiarello, ocorrida no dia 28 de novembro, em sua casa, em Chapecó.

De acordo com o delegado Ronaldo Neckel Moretto nesta quinta-feira ele terminou de ouvir as testemunhas que estiveram no local do crime.

– Agora podemos partir para outras coisas – explicou.

Ele confirmou que vai pedir prorrogação para conclusão do inquérito, que completa os 30 dias legais na próxima semana. Como o Fórum estará de recesso, a prorrogação deve ser encaminhada no dia 2 de janeiro.

>> Vigília pede agilidade no caso Chiarello


Por

Um Comentário »

  • Roberto disse:

    Devido a estranha circunstância em que foi encontrado o corpo do vereador Marcelino Chiarello,não sou otimista na conclusão do caso em curto prazo. No entanto, a vigília deve ser permanente para que a elucidação do caso venha, realmente, trazer a verdade e sua família sinta-se confortada.

Comentários