24 dez11:11

Ensino fundamental de São Bernardino é municipalizado

O prefeito municipal de São Bernardino, Waldir Antônio Walker, assinou convênio de transferência de gestão do ensino fundamental com o secretário de Estado da Educação (SED), Marco Antônio Tebaldi. Na ocasião, também esteve presente a secretária municipal de educação, Fernanda Geremia.

O acordo faz parte do Programa de Parceria Educacional Estado/Município, proposta pelo Governo do Estado. O objetivo é unificar recursos, estaduais e federais, entre as redes estadual e municipal e melhorar a qualidade de atendimento aos alunos das escolas públicas.

Com a assinatura desse convênio, serão transferidos um total de 237 alunos, do ensino fundamental da Escola de Educação Básica São Bernardino, à prefeitura. A partir da transferência, serão repassados ao município valores do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), do Salário Educação, do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

De acordo com o secretário, Tebaldi, o programa de parceria com os municípios é muito importante para a melhoria da qualidade da educação em Santa Cataria pois as prefeituras poderão cuidar melhor do ensino fundamental, pela proximidade que têm com a comunidade. – Desta forma, o Estado ficará responsável pelo ensino médio, investindo no Ensino Médio Integral e ampliando a oferta de cursos técnicos profissionalizantes – destaca. Segundo ele, atualmente cerca de 40% dos jovens entre 15 e 17 anos estão fora da escola ou repetindo séries do ensino fundamental.


São Bernardino

Segundo a secretária municipal de educação, Fernanda Geremia, em função da troca de gestão do ensino fundamental estado para o município a Escola de Educação Básica São Bernardino (EEBSB) com o foco voltado ao ensino Inovador para 2013 passou por um processo de remanejamento de professores efetivos no estado conforme sua área, carga horária e tempo de serviço no estado, voltado ao ensino inovador. – A partir de 2012 teremos o envolvimento de dois professores com o projeto de tecnologia e o projeto de leitura – afirma. Ela destaca que ambos os projetos atenderão os alunos do ensino médio nos diferentes turnos.

Conforme o ofício 07/2011 a EEBSB aceitou a proposta de implantação do Ensino Médio Integrado à Educação Profissional a partir de 2013. Todos os professores da escola discutiram e optaram pelo curso profissionalizante Técnico em Agroecologia, que consta no catálogo do MEC.

A secretária explica que para a implantação desse curso será necessário a implantação de um laboratório de análise de solos, laboratório de biologia e compra de área de terra para as atividades práticas do curso. – Os alunos formados nesse curso vão poder atuar em instituições de pesquisa e extensão, parques e reservas naturais, instituições de certificação agro ecológica e instituições públicas e privadas – finaliza.


Por

Comentários