29 dez17:11

Mais uma temporada espetacular da Female Chapecó

A Female, equipe feminina de futsal, tem motivos de sobra para comemorar mais uma temporada vencedora. Conquistas estaduais, nacionais e internacionais manteve a hegemonia chapecoense na modalidade, iniciada a partir de 2008, e confirmou o trabalho realizado como referência no futsal feminino.

A campanha vitoriosa em 2011 iniciou com a conquista do tricampeonato dos Jogos Abertos Brasileiros (JABs) em Poços de Caldas/MG no mês de maio. O jogo decisivo foi contra Goiânia e o placar foi de 6 a 2.


Momentos marcantes de 2011.


Em seguida veio o tetra da Liga Nacional, vencendo a Kindermann nos confrontos decisivos, ambos por 2 a 1, realizado nos dias 25, em Chapecó; e 30 de junho, em Caçador. Uma conquista significativa, já que o técnico Eder Popiolski não contava com atletas importantes lesionadas e o título revelou a força do grupo.

A equipe não teve tempo para comemorar e viajou para Portugal onde defendeu o título da Taça das Nações. A final foi contra o Atlético de Madri e a terceira conquista consecutiva na principal competição interclubes da modalidade no mundo veio com a vitória da Female por 3 a 0.

Ainda em Portugal, o time chapecoense venceu o Torneio Internacional Cidade de Espinho, derrotando as holandesas do Roerdalen por 8 a 2 e, venceu o evento “Jogo da Consagração”, vencendo a equipe de Vermoim, campeã português, por 5 a 2.

No final do mês de julho, mais precisamente no dia 30, a equipe perdeu uma final depois de 17 conquistas consecutivas. O revés da temporada, ocorreu nos Jogos Universitários Catarinenses (JUCs), diante de Criciúma e pelo placar de 3 a 1.

A derrota não abalou as comandadas do técnico Eder Popiolski e o retorno ao caminho das vitórias ocorreu na competição seguinte: a Taça Brasil. O certame ocorreu em outubro, na cidade de Criciúma/SC, e, na final, a Female venceu as donas da casa por 4 a 2, atigindo o tricampeonato.

No mês seguinte, novembro, aconteceram os Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), também em Criciúma. Numa disputa em pontos corridos a as atlestas, representando Chapecó, conquistou o quinto título no evento, com aproveitamento máximo, marcando 29 gols e sofrendo apenas 1.

E, em dezembro, aconteceu a fase final do Campeonato Catarinense. A as meninas de Chapecó chegaram ao título ao superar a Caçador nos dois jogos: 4 a 3 fora e 7 a 1 em casa.

O ano também foi mágico para a Seleção Brasileira. As ‘chapecoenses’ Giga Paraná, Vanessa, Jessika e Cely contribuíram com as campanhas vitoriosas do Campeonato Sulamericano e do Torneio Mundial.

As categorias de base também deram contribuições na galeria de troféus do clube. A sub-20 conquistou a Taça Brasil da categoria realizada em Guarapuava/PR no mês de setembro. Em novembro, a meninas sub-15 faturaram o Campeonato Catarinense. Bons resultados também ocorreram na OLESC e nos Joguinhos Abertos, ficando com o vicecampeonato nas duas competições.


Por

Comentários