13 jan10:44

Chuva traz a alegria de volta ao campo

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br *

A chuva que chegou na noite de ontem e prossegue hoje pela manhã, em todo o Oeste, trouxe a alegria de volta ao campo. O agricultor Natalino de Bortoli chegou a acordar às 2 horas com os pingos no telhado. –Ouvi um tchich, tchic- contou. Depois disso nem dormiu mais direito.

Ele estava feliz por salvar a lavoura de milho que está na floração. –Mais oito a 10 dias as plantas iriam secar e ia perder tudo – observou. Ele já tinha feito silagem com outra lavoura de seis hectares de milho, onde perdeu a metade da produção. Mas no pedaço que sobrou ele espera colher pelo menos 80 a 90 sacas por hectere, uma quebra de apenas 10 a 20%.

Além de salvar a atual lavoura ele ainda pretende plantar uma segunda safra nos outros seis hectares.

–Vou plantar mais milho e talvez um pouco de sorgo- explicou.

Fazia quase dois meses que não chovia bem. Ele calculava em cerca de 30 milímetros a chuva. –Bota boa nisso, tenho que agradecer a Deus- comemorou.

>> Rios estão secos no Extremo Oeste

A umidade também vai ajudar os seis hectares de pastagem, onde tem 44 bovinos. A produção de leite já havia caído 20%. A partir de agora ela começa a recuperar.

De acordo com o observador meteorológico da Epagri em Chapecó, Roque Sulzbacher, até às 10 horas de hoje havia chovido 24,2 milímetros. O acumulado do mês é de 34,6 milímetros. Ainda está longe da média para o mês, que é de 184 milímetros.


*Colaborou Juliano Zanotelli


Por

Comentários