16 jan11:48

Pacote de Combate à estiagem em SC é anunciado em Chapecó

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Foi confirmado nesta manhã em Chapecó o Pacote de R$ 28,6 milhões para o combate a estiagem em Santa Catarina. Estiveram reunidos no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, em Chapecó, os ministros da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, do Desenvolvimento Agrário, Afonso Bandeira Florence, e o ministro interino de Relações Institucionais, Claudinei Nascimento, além do governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo. Também estiveram presentes prefeitos e outras lideranças políticas.


Mendes Ribeiro Filho, ministro da Agricultura.


Os ministros confirmaram a liberação de R$ 10 milhões do Governo Federal, que devem ser aplicados na perfuração de 333 poços artesianos nas comunidades rurais dos municípios atingidos pela estiagem, que eram 80 até o final de semana. Também foi assinado um convênio entre o Ministério, o Governo de Santa Catarina e o Banco de Desenvolvimento Econômico do Extremo Sul, no valor de R$ 6 milhões, para financiamento de sistemas de captação de água e irrigação. O recurso tem prazo de 12 anos para pagar e juros de 6,75% ao ano.

O Governador do Estado, Raimundo Colombo, anunciou R$ 12,6 milhões em recursos. São R$ 10 milhões para o Programa Juro Zero, da Secretaria da Agricultura, que servirá para subsidiar o juro dos investimentos que os agricultores tomarem para financiar cisternas e outros sistemas de armazenamento de água.

Mais um milhão será destinado aos municípios em situação de emergência para a compra de distribuidores de distribuidores de água, que são distribuidores de dejetos de suínos adaptados para a função. Cada um custa R$ 13 mil. Além disso o governo também confirmou mais R$ 353 mil para os últimos 20 municípios que decretaram situação de emergência, totalizando R$ 1,6 milhão dividido entre as prefeituras, para bancar serviços de transporte de água e silagem. Cada município vai receber conforme o número de propriedades rurais, o que dá uma média de R$ 20 mil por município.

Foi anunciado também a prorrogação das dívidas agrícolas que venciam em janeiro. Agora os agricultores tem prazo até o dia 31 de julho para saldá-las.


Por

Um Comentário »

  • Pedro disse:

    La vem desvio de verbas, alguém vai ficar rico.

Comentários