19 jan15:49

Fundação Aury Luiz Bodanese abre inscrições para o projeto dança

Oportunizar acesso à linguagem e manifestação artística da dança. Com esse objetivo a Fundação Aury Luiz Bodanese desenvolve o projeto “Dança” voltado para crianças e adolescentes. Em 2011, a iniciativa beneficiou aproximadamente 140 pessoas e, para este ano, a intenção é ampliar o número de atendimentos.

As inscrições para novas turmas serão no período de 06 a 09 de fevereiro, no FACH I (06 e 08) e na Matriz (07 e 09). A presidente da Fundação, Isabel Machado, explica que é necessária a cópia do documento da criança e presença de um adulto responsável.

O projeto Dança visa desenvolver trabalhos coreográficos a partir das temáticas, produzir expressões corporais próprias do aluno ao estímulo de uma tarefa, através da improvisação de movimentos, e possibilitar atividades utilizando conceitos de dança contemporânea (complexidade, diversidade, simultaneidade), dança de rua e criativa. Além disso, a iniciativa valoriza a individualidade e história corporal de cada aluno, contextualiza os diversos estilos de dança com o momento histórico individual, desenvolve aspectos físicos, sociais e culturais pertinentes à atividade e proporciona a troca de experiências.

De acordo com a professora, Jucinéia Zantedeschi, as aulas iniciam no dia 13 de fevereiro no FACH I, 14 de fevereiro na Matriz. O encerramento está previsto para 14 de dezembro. – Para este ano, serão abordados os seguintes assuntos: cooperação com sustentabilidade, cidadania, formação e desenvolvimento pessoal, família e comunidade – complementa a professora.


Atividade

A Fundação Aury Luiz Bodanese mantém dois espaços onde são realizadas as atividades de dança duas vezes por semana em cada local, um na região da Efapi e outro na Matriz da empresa Aurora Alimentos. As aulas para as crianças têm duração de 1h15 e para os adolescentes de 1h30. Podem participar crianças e adolescentes da comunidade.

Além dos ensaios, as crianças e adolescentes integram atividades complementares, a cada dois meses, como: conversa informal, trabalho com a equipe, encaminhamento para atendimento psicológico e realização de outras atividades (A Turminha da Reciclagem, Cinema da Prevenção e passeios).


Por

Comentários