25 jan14:51

Poço de Seara sem data para entrar em funcionamento

RBS TV CONCÓRDIA

Ainda não se sabe ao certo quando o poço profundo de Seara vai voltar a funcionar. A Casan investiu mais de 400 mil reais na contratação de uma empresa que trabalha há 10 dias no local, mas ainda não conseguiu retirar a bomba de sucção que está presa há cerca de 400 metros de profundidade.

A maior dificuldade enfrentada pelos técnicos é encontrar ferramentas adequadas para retirar os equipamentos presos dentro do poço. – A bomba que tem três metros de comprimento está a 398 metros de profundidade. Sobre ela estão vários canos – disse o geólogo Will Roberto Lesche.

Como este é um caso incomum, a empresa teve que confeccionar peças em São Paulo, o que atrasou o serviço.

O poço parou de funcionar no dia 15 de dezembro em função da bomba de sucção ter queimado. Na tentativa de retirar a bomba para o conserto, um dos canos se rompeu e 22 toneladas de equipamento ficaram presas dentro do poço.

Na manhã desta quarta-feira, dia 23, foi realizada uma microfilmagem do local. O vídeo mostra alguns cabos de energia sobre os canos. Só depois que estes cabos forem retirados do poço é que vai ser possível retirar os canos e também a bomba.


Abastecimento pode voltar ao sistema de rodízio

Enquanto o poço profundo é consertado, a cidade é abastecida pelo rio Caçador. Mas como a barragem de captação está cheia de terra, o nível do reservatório da Casan está baixo. O que garante o abastecimento para mais cinco dias.

Se não chover neste período, o rodízio na distribuição de água pode ser implantado novamente na cidade.


Por

Comentários