27 jan16:29

Inaugurado em Chapecó Serviço de Atenção à Saúde do Trabalhador

Foi inaugurado no Bairro Seminário em Chapecó o novo espaço físico do Programa ‘Saúde no Trabalho – Serviço de Atenção à Saúde do Trabalhador’ – SAST. O objetivo é dispor espaço adequado para os serviços de atenção integral a trabalhadores submetidos a riscos e agravos decorrentes das condições de trabalho, com atendimento individual e coletivo. O SAST é resultado de parceria entre o Ministério Público do Trabalho e a Secretaria Municipal de Saúde.

Para cumprir seus objetivos, o Programa funcionará articulado com a Rede Básica de Saúde, Vigilância em Saúde do Trabalhador, Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), além de instituições de ensino. Envolve a área assistencial (promoção e reabilitação em saúde do trabalhador), vigilância em saúde do trabalhador e educação permanente em saúde. Além das ações educativas, o SAST vai avaliar a incapacidade para o trabalho e desenvolver ações de readaptação profissional.

Na área de educação permanente em saúde, o SAST vai estimular a atenção básica na perspectiva da saúde do trabalhador. Com a vigilância em saúde, para estabelecer a relação entre o agravo ou doença com o trabalho, fará o registro no sistema de informação, possibilitando coletivizar o fenômeno e estabelecer procedimentos de vigilância que modifiquem as condições e ambientes de trabalho geradores de doenças.


Ações

A Secretaria Municipal de Saúde já vem desenvolvendo diversas ações de acordo com a política municipal das práticas integrativas e complementares definidas na Portaria 971/2006 do Ministério da Saúde, e que ocuparão o mesmo espaço.

Uma delas é o projeto Fitochapecó, em parceria com a Unochapecó, através do qual disponibiliza medicamentos vegetais aos usuários do SUS. Em breve ofertará manipulados fitoterápicos. Para complementar, durante a semana, médicos homeopatas vão prescrever a medicação.

Em novembro de 2011 foram capacitados 80 profissionais para a utilização da técnica da massagem ‘shantala’ para auxiliar no desenvolvimento psicomotor, aliviando cólicas e regularizando o sono dos bebês. Em setembro de 2011, 60 profissionais da rede municipal de saúde concluíram a capacitação em Terapia Comunitária Integrativa. Esses profissionais atuarão como multiplicadores na atenção básica.

Na área de vigilância em saúde, o trabalhador conta com o Cerest, unidade regional especializada, responsável pela coleta e liberação de informações técnicas para o SUS, com apoio às ações de promoção, prevenção e vigilância em saúde.

O Centro é referência para 76 municípios da região Oeste e Extremo Oeste de Santa Catarina, dando suporte técnico adequado às ações de saúde do trabalhador, operacionalizando estratégias com os demais serviços de saúde.


Por

Comentários