07 fev13:59

Defesa Civil encaminha 30 kits de emergência para municípios atingidos pela estiagem no Oeste

A Secretaria de Estado da Defesa Civil (SDC), por meio da diretoria de resposta aos desastres, adquiriu 30 kits de emergência para atendimento às comunidades atingidas pela estiagem no Oeste Catarinense. Os materiais foram adquiridos com recursos do Fundo Estadual de Defesa Civil no valor de R$ 263.640,00. Até o momento, 86 municípios decretaram Situação de Emergência e 577.465 pessoas foram afetadas no total.

Cada kit tem o custo de R$ 6.580,00 e são compostos por duas motos bombas, dois conjuntos de mangueiras para sucção e distribuição, oito cintas de fixação com gancho e catraca, e quatro tanques em polietileno com proteção de raios UV com capacidade para 5.000 litros.

Os primeiros municípios que receberam os kits foram da abrangência da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) de São Miguel do Oeste: Bandeirantes, Barra bonita, Belmonte, Descanso, Guaraciaba, Paraíso e São Miguel do Oeste. A primeira remessa também atendeu as SDRs de Maravilha, Palmitos, Dionísio Cerqueira, Itapiranga e Colombo. Os municípios atendidos foram: Santa Terezinha do Progresso, São Miguel da Boa Vista, Maravilha, São Carlos, Anchieta, Santa Helena, Formosa do Sul e Santiago do Sul.

Nesta semana, mais SDRs receberão os kits: SDRs Maravilha, Chapecó, Xanxerê, Palmitos, Quilombo e Seara. Os municípios atendidos serão: Serra Alta, Chapecó, Nova Erechim, Ponte Serrada, Palmitos, Tigrinhos, Coronel Freitas, Nova Itaberaba, Marema, Bom Jesus, Cunhataí, Quilombo e Seara. Outras cidades já fizeram as solicitações e, na próxima semana, mais kits serão adquiridos pela Defesa Civil Estadual e encaminhados para o atendimento da população afetada pela estiagem em Santa Catarina.


Sobre o kit

Para atender os municípios atingidos pela estiagem, a Secretaria Estadual da Defesa Civil está utilizando o kit como solução alternativa para captação de água de mananciais e seu transporte. O conjunto de materiais para adaptação em veículos de grande porte com custo de aquisição no valor de R$ 6.580,00, permite a adaptação em veículos já existentes na estrutura dos municípios.

- A alternativa é de melhor custo benefício. O mais comum seria a utilização de caminhões pipas, com alugueis no valor de R$ 30 mil ou mais por mês. Optamos pelo material de polietileno, pois a resistência e a durabilidade são maiores, podendo chegar a 20 anos – explicou o gerente de operações e assistência, capitão Fabiano de Souza.

Os equipamentos permanecerão nas regionais, sob responsabilidade das SDRs para serem utilizados em outras situações de falta de água.


Cartilha

Nesta semana a Defesa Civil Estadual disponibilizou a cartilha informativa – Como Agir no Período de Estiagem, no formato online, com recomendações para a população afetada e para as defesas civis dos municípios. O material foi encaminhado para os municípios, SDRs, e está disponível no site www.defesacivil.sc.gov.br nas redes sociais, twitter e facebook da secretaria.

Centro de monitoramento– Desde o dia 30 de janeiro está ativado em Santa Catarina, o Centro de Monitoramento e Operação da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec). O grupo é formado por técnicos da defesa civil estadual e nacional, da Agência Nacional de Águas (ANA), do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), permanecerá no Estado por período indeterminado, acompanhando a evolução da estiagem.


Por

Comentários