17 fev19:44

Licitação do Transporte Coletivo é questionada em Chapecó

A licitação da concessão do transporte coletivo de Chapecó para os próximos 20 anos está sendo questionado por vereadores de oposição e até por entidades de Chapecó.

Na quinta-feira a Câmara de Vereadores aprovou uma indicação dos vereadores petistas Lizeu Mazzioni e Angela Vitória para reavaliação do edital.

Angela questiona o fato da prefeitura optar por conceder todas as linhas de ônibus a uma única empresa, quando poderia licitar cada linha de forma individual

A União Comunitária de Chapecó também está questionando a legalidade do edital. De acordo com o presidente Elso de Almeida, há alguns pontos que podem indicar suspeita de direcionamento, como a exigência de pelo menos 94 ônibus, metragem mínima de pátio e de funcionários. O edital não aceita consórcios de empresas.

O presidente da Unichap e a vereadora Angela Vitória estivem hoje à tarde no Ministério Público onde entregaram cópia do edital. O Ministério Público vai analisar o material.

A Assessoria de Imprensa da Prefeitura  informou que o executivo só vai se pronunciar sobre o assunto na quinta-feira, exatamente no dia em que está previsto a definição da empresa vencedora da concessão.



Por

Um Comentário »

  • Alberto disse:

    O Fascismo de Chapecó não abre mão dos privilégios; será que a morte do professor e vereador Marcelino Chiarello não foi suficiente para alertar esta sociedade letárgica (chapecoense)?

Comentários