24 fev11:11

Governo faz terceiro anúncio de ações emergenciais para conter a estiagem no Oeste

Nesta sexta-feira o governador Raimundo Colombo estará em Chapecó para anunciar novas medidas para combater os efeitos da estiagem no Oeste. Este será o terceiro anúncio do governo. O evento está programado para as 13h, na sala Agostinho Duarte, do Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes. Acompanham o ato os secretários de Estado da Agricultura e da Pesca, João Rodrigues, da Defesa Civil, Geraldo Althoff, regional de Chapecó, Eldimar Jagnow, além dos prefeitos dos municípios em Situação de Emergência, dos secretários de Desenvolvimento Regional da região Oeste e lideranças locais.

De acordo com o secretário João Rodrigues, as medidas anunciadas incluirão recursos financeiros para as prefeituras,  destinados à contratação de serviços, transporte de água e produção de silagem. Também será anunciada na ocasião a liberação de sementes de milho para a próxima safra aos agricultores atingidos pela estiagem, e que não foram atendidos por políticas de crédito rural ou seguro agrícola.

- Nosso trabalho é para que nenhum agricultor fique sem o apoio do Governo do Estado. Em Santa Catarina, cerca de 10% das propriedades que tinham financiamento de custeio acionaram o seguro agrícola, e aquelas que não foram beneficiadas receberão sementes para a próxima safra – destaca.

>> Pacote de Combate à estiagem em SC é anunciado em Chapecó

>> Governo de Santa Catarina destina R$ 1,370 milhão para municípios atingidos pela estiagem

>> Santa Catarina vai receber R$ 10 milhões para combater a seca

>> Governo do Estado define estratégias contra estiagem no Oeste

Para atender aos agricultores da Fetaesc, o Governo disponibilizará R$ 3 milhões para aquisição de sementes de milho, azevém e aveia que beneficiarão 20 mil famílias rurais da região Oeste, que não foram atendidas por políticas de crédito rural ou seguro agrícola. O secretário João Rodrigues explica que cada agricultor receberá um kit composto de um saco de 20kg de milho, um saco de 25kg de azevém e dois sacos de 40kg de aveia.

- Com esse kit, os agricultores poderão plantar o milho na próxima safra e usar o azevém e a aveia para pastagens de inverno. Atendendo tanto os produtores de leite como os agricultores familiares atingidos pela estiagem – destaca Rodrigues.

De acordo com o presidente da Fetaesc, José Walter Dresh, a medida é em caráter emergencial e não descarta ações que deverão ser tomadas a longo prazo, como investimentos em captação e armazenagem de água da chuva para utilização múltipla pelos agricultores familiares, seja pra uso humano, animal, irrigação ou piscicultura. – Com a aquisição das sementes, o Governo do Estado estará beneficiando os agricultores familiares que não tiveram acesso ao crédito do rural safra 2011/2012 -ressalta Dresh.

O secretário-adjunto da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, disse que estaestiagem está deixando lições importantes para agropecuária catarinense, e que confirmam a necessidade de investimentos em irrigação.

- Isso permitirá uma agricultura baseada no uso de tecnologias de ponta, resultando em alta produtividade com a necessária segurança ao agricultores – disse.

Até o momento, 96 municípios decretaram Situação de Emergência em SantaCatarina, resultando em aproximadamente R$ 600 milhões em perdas de produção agrícola e afetando diretamente 595 mil pessoas. Algumas ações já foram desencadeadas entre o Estado e os municípios, com destaque para o Programa Juro Zero, onde foram disponibilizados R$ 80 milhões. Destes recursos, 40% devem prioritariamente ser investidos em água. Para a SDR Chapecó, por meio do programa, foram disponibilizados R$ 3,1 milhões.


Na região de Chapecó

O secretário regional de Chapecó, Eldimar Jagnow, destaca que a presença do governador Raimundo Colombo na região é muito importante, pois além de anunciar novas ações contra a estiagem, facilita uma maior integração entre órgãos governamentais junto aos municípios.

- Isso possibilita a construção de políticas e programas de maior eficácia para minimizar os efeitos de futuras estiagens e outras calamidades que possam assolar nossa região – explica.

No mês de janeiro, os nove municípios de abrangência da Secretaria de Desenvolvimento Regional de Chapecó foram contemplados com recursos do Estado, no valor de R$ 183,5 mil, para serem investidos observando a prioridade de cada município.

A Secretaria de Estado da Defesa Civil, por meio da SDR Chapecó, distribui kits emergenciais contra a estiagem para transporte de água potável nas comunidades rurais bem como no perímetro urbano. Atualmente, está em processo de licitação a perfuração de poços artesianos, por meio da Secretaria de Agricultura e Pesca, nos nove municípios da Regional de Chapecó.


Outras medidas da Defesa Civil Estadual

Após apresentar o Plano de Trabalho ao Ministério da Integração Nacional, a Defesa Civil Estadual aguarda o repasse do recurso, no valor de R$ 3 milhões, para a compra de 400 tanques de 5 mil litros; 1.000 tanques de 10 mil litros; 20 mil peças de Clorín (purificador de água) e 200 mil vasilhames de 5 litros de água mineral. Os produtos serão destinados aos municipios em Situação de Emergência por estiagem, para atendimento das famílias atingidas.


Por

Comentários