11 mar20:31

Chapecoense empata mais uma vez

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Um empate por 3 a 3, deixou Camboriú e Chapecoense na parte de baixo da tabela no segundo turno. Enquanto o time do Oeste fez apenas três pontos em três jogos, o Camboriú fez apenas o primeiro ponto e namora com a zona de rebaixamento. A Chapecoense empatou a sexta partida seguida e o resultado deixa ameaçado o cargo do técnico Gilberto Pereira.

Jogando em casa, com técnico novo e buscando fugir da zona de rebaixamento o Camboriú procurou atacar mais desde o início. Mas não conseguia levar muito perigo. Aos 15 minutos Willian Feijó arriscou de fora da área e Nivaldo defendeu. Na sequência a Chapecoense teve duas chances de marcar. Numa delas Gustavo cobrou falta na trave. Na outra, Jean Carlos recebeu livre e desperdiçou.

Depois do susto o Camboriú retomou o domínio do jogo. Tiago Henrique obrigou Nivaldo a fazer boa defesa, mandando a bola para escanteio. Mas aos 28 minutos, na conclusão de Clênio, o goleiro da Chapecoense nada pôde fazer. A Chapecoense partiu em busca do empate mas sem muita eficiência. Willian arriscou um chute de longe mas desta vez foi Cairo fez boa defesa.

No segundo tempo a Chapecoense começou pressionando e na primeira cobrança de escanteio a zaga do Camboriú salvou em cima da linha. Aos oito minutos foi a vez de Leandrinho concluir com perigo, mas a bola foi para fora.

De tanto insistir, a Chapecoense chegou ao gol de empate. Aos 11 minutos, na cobrança de escanteio, o zagueiro Fabiano cabeceou forte para marcar seu quarto gol no campeonato.

No entanto ele nem teve muito tempo para comemorar. Dois minutos depois, aproveitando cobrança de escanteio, Clênio marcou o segundo dele e do Camboriú na partida.

Mas, se o Clênio marcou dois o zagueiro Fabiano não quis ficar atrás. Novamente em cobrança de escanteio e novamente de cabeça, ele empatou a partidas aos 24 minutos do segundo tempo.

Nicolas, que entrou no segundo tempo, teve a chance da virada mas não aproveitou. No final da partida a Chapecoense demonstrou mais força física. O estreante Leandrinho fez boa jogada e cruzou para Eliomar fazer 3 a 2, aos 38 minutos. Aos 44 minutos, em escanteio que a Chapecoense reclamou não ter ocorrido, Peixoto empatou.


FICHA TÉCNICA

CAMBORIÚ – 3

Cairo

Paulo Ricardo

Josiel

Peixoto

Rodolfo

Willian Feijó

Ramon

Edson Galvão (Mendes)

Geninho (Alex)

Clênio

Tiago Henrique


Técnico: Suca


CHAPECOENSE – 3


Nivaldo

Fabiano

Leonardo

Willian (Nicolas)

Gustavo

Diego Teles

Neném

Esquerdinha

Jean Carlos (Barbosa)

Eliomar

Leandrinho (Wanderson)


Técnico: Gilberto Pereira


Gols: Clênio (CB), aos 28 minutos do primeiro tempo e aos 13 minutos do segundo tempo. Fabiano (CH), aos 11 e aos 24 minutos do segundo tempo, Eliomar (CH), aos 38 minutos e Peixoto, aos 44 minutos da etapa final.


Arbitragem: Carlos Eduardo Vieira Arêas, auxiliado por Kléber Lúcio Gil e Anderson Moser.

Cartões amarelos: Leonardo (CH), Ramon (CB)

Local: Estádio Robertão, em Camboriú.

Por

Comentários