18 abr20:01

Chapecó recebe Feira Mãos da Terra

Você gostaria de dar a volta ao mundo em 10 dias? Então esse é uma ótima oportunidade para você, pois a cultura de todos os povos, a beleza e o encanto do artesanato do mundo inteiro estarão em Chapecó de 20 a 29 de abril na Feira Internacional de Cultura e Artesanato – Mãos da Terra, que acontece no pavilhão 4 da Efapi, das 14 às 22 horas. Os ingressos custam R$ 5, os maiores de 60 anos e as crianças até 12 anos não pagam. O Estacionamento é gratuito.

De acordo com Marcus Romera, organizador da feira, estarão em exposição peças de artesanato dos mais variados estilos dos quatro cantos do planeta e por valores acessíveis.

- Vale a pena o pessoal conferir a riqueza do artesanato mundial – destaca. Marcus comenta ainda que estarão em exposição artesanato de diversos países como África do Sul, Quênia, Índia, Indonésia, Paquistão, Turquia, Perú, Equador, Chile, Uruguai, China, Japão e também de estados como Minas Gerias, São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Tocantins e outros.

O público que visitar a feira poderá comprar o artesanato produzido em cinco continentes e, ao mesmo tempo, conhecer um pouco da cultura, costumes e hábitos de diferentes povos. A troca de culturas e de conhecimento é um dos destaques da feira.

2ª Mostra do Artesanato Chapecoense

Nesse espaço ficam em destaque os artesãos e o artesanato produzido em Chapecó. Cerca de 200 artesãos vão expor seus produtos produzidos em materiais como tecido, madeira, borracha, cerâmica, crochê, tricô e ainda o artesanato indígena.

De acordo com Leila Didomenico, Gerente de Relações Comunitárias da FASC, a mostra é um espaço para o artesão chapecoense mostrar suas habilidades, seu trabalho, seu produto. Segundo ela, o objetivo maior da feira não é tanto a comercialização dos produtos e sim mostrar para o público os produtos que são produzidos em Chapecó. Leila destaca que a feira serve para comercializar os produtos e principalmente receber encomendas.

- Para a edição desse ano os artesãos vêm cada vez mais qualificados e os produtos artesanais chapecoenses estão melhorando cada vez mais – enfatizou.


Por

Comentários