03 mai09:11

Cacique é afastado do cargo na Aldeia Toldo Chimbangue em Chapecó

Sirli Freitas | sirliane.freitas@diario.com.br

O cacique da Aldeia Toldo Chimbangue, em Chapecó, Idalino Fernandes, foi afastado do cargo por uma ano. A decisão ocorreu ontem em audiência realizada na Justiça Federal, com a presença do juiz Narcizo Leandro Xavier Baez, representantes do Ministério Público, Fundação Nacional do Índio e lideranças indígenas.

O cacique, que foi eleito no dia 15 de abril, foi afastado em virtude de uma briga ocorrida no último domingo. O conflito resultou em uma morte, um baleado, uma pessoa com a mão decepada e vários feridos. A briga teria iniciado entre simpatizantes do cacique eleito, Idalino Fernandes, e simpatizantes do candidato derrotado, Valmir Fernandes, que também já foi cacique.

Segundo o juiz federal, Narciso Baez, a liderança não tem condições de continuar no cargo.

- A situação está tensa e o afastamento vai evitar mais conflitos – declarou.

Três pessoas escolhidas pelo conselho estadual dos caciques irão comandar a aldeia durante o período em que Idalino ficará suspenso.

Idalino está sendo investigado por envolvimento no homicídio. A Polícia Federal de Chapecó continua monitorando a movimentação na aldeia Toldo Chimbangue.



Por

Comentários