04 mai09:13

20% dos professores estão em greve em SC

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte) anunciou para o dia 8, terça-feira, nova assembleia no CentroSul, em Florianópolis. Para a presidente do Sinte, Alvete Bedin, a expectativa é boa:

— Fizemos duas grandes manifestações. Em Chapecó, reunimos 1,2 mil professores de toda a região, e em Florianópolis cerca de 1 mil estiveram em frente à Assembleia.

No Oeste, os professores foram recebidos na Secretaria de Educação e mostraram números do movimento na região. O Sinte estima adesão de 20%. A previsão era de que depois do feriado de 1º de Maio este número alcançasse 50%. Para a presidente do Sinte, os números são diferentes, e existem cidades onde as aulas estão 100% suspensas.

Uma das reivindicações da categoria é o reajuste do piso em 22,22% de forma igual. De acordo com o Sinte, o governo deu o aumento total somente para parte dos professores, principalmente em início de carreira. E isso dividido em cinco parcelas até 2013.

Atualmente, a rede pública estadual de ensino conta com 65,8 mil professores, dos quais 22 mil são efetivos na ativa, 19,8 mil ACTs e 24 mil aposentados, distribuídos em 1.112 unidades escolares. O número de alunos é de 640 mil.

Enquanto o Sinte estima que 20% dos professores estejam em greve, a Secretaria de Estado da Educação divulga que a adesão é de 1%.

Em Florianópolis, professores da rede estadual fecharam a SC-401 em frente ao Centro Administrativo do Governo, na tarde desta quinta-feira. As pistas foram liberadas perto das 16h15min. O comando de greve conseguiu entrar no Centro Administrativo e protocolar o pedido de audiência com o governador Raimundo Colombo. O grupo garantiu que deixou o local após o governo de SC reafirmar que não haverá negociação enquanto a greve continuar.

Em Chapecó, os professores protestaram nesta quinta-feira e entregaram uma carta pedindo uma a reabertura das negociações com o governo.


DIÁRIO CATARINENSE



Por

Comentários