15 jun11:56

Salão do Imóvel e Feirão Caixa da Casa Própria inicia nesta sexta em Chapecó

Os melhores imóveis de Chapecó serão apresentados pelo setor imobiliário a partir desta sexta-feira, às 14 horas, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, em Chapecó. O 7º Salão do Imóvel e o 8º Feirão Caixa da Casa Própria disponibilizarão aproximadamente 9 mil imóveis, entre apartamentos na planta, novos e usados, salas comerciais, casas e terrenos.

O público poderá conferir os produtos imobiliários nesta sexta-feira das 14 às 19 horas, no sábado, dia 16 e no domingo, 17, das 9 às 19 horas, sem fechar ao meio dia.

Para atender a demanda do setor habitacional as imobiliárias prepararam inúmeros projetos e lançamentos que poderão ser adquiridos pelos visitantes/compradores por meio de financiamento com a Caixa Econômica Federal ou outras formas de pagamento.

- A intenção das empresas é disponibilizar moradias que atendam as reais necessidades dos consumidores – realça o coordenador geral dos eventos, Paulo Roberto Benites.

Os eventos possibilitarão a integração, em um mesmo local, de todos os envolvidos no processo de compra de um imóvel. Benites também enfatiza a segurança das transações imobiliárias firmadas durante o período.

- Conforme o Regimento Interno do Salão do Imóvel e do Feirão Caixa, todos os produtos anunciados estarão devidamente aprovados pela Prefeitura Municipal de Chapecó e regularizados no Registro de Imóveis – complementa.

A preocupação do setor em integrar qualidade de vida e responsabilidade social proporcionará um dos diferenciais deste ano que serão as orientações sobre materiais de construção, em parceria com o curso de Arquitetura e Urbanismo da Unochapecó. Também estão previstos esclarecimentos sobre a compra e venda, condomínios e código do consumidor, por meio do curso de Direito. O intuito é transmitir informações necessárias que auxiliem o comprador a escolher o imóvel adequado às suas necessidades.


Evento

O 7º Salão do Imóvel e o 8º Feirão Caixa da Casa Própria vão reunir 15 imobiliárias e atrair mais de 10 mil visitantes/compradores. Os cerca de 9 mil imóveis ofertados têm um valor de mercado da ordem de R$ 1 bilhão e 500 milhões.

Em relação ao Salão e ao Feirão de 2011, o Secovi/Oeste prevê que o desempenho deste ano terá um incremento de 51% no número de visitantes/compradores, de 50% no número de imóveis vendidos e de 40% no valor das transações totais. Em 2011, foram ofertados 5.000 imóveis e comercializados 730 (130 na feira e mais 600 após o evento) no montante de R$ 115 milhões de reais.


Por

Comentários