25 jun20:28

Primeiro caso de meningite causada por vírus H1N1 é confirmado em Santa Catarina

Daisy Trombetta | daisy.trombetta@diario.com.br

Um caso de meningite causada por vírus H1N1 foi confirmado em Joaçaba, no Meio-Oeste catarinense, nesta segunda-feira. Conforme a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), não há outras notificações do tipo no Estado.

O diagnóstico chama a atenção porque a Gripe A geralmente evolui para outras doenças, principalmente para a pneumonia. Só que, neste caso, pode ter ocorrido alguma mutação no vírus H1N1, que levou à meningite.

O médico neurologista que cuida do caso, Jean Ragnini, explica que na maioria dos casos é difícil identificar o vírus que leva à meningite, porque existem mais de 100 tipos. Mas, afirma que todos têm cura se o diagnóstico for precoce.

— O H1N1 não dá só gripe. Pode evoluir para outras doenças, mas ainda não tínhamos registros de casos de meningite causados por esse vírus — diz o médico. O paciente infectado tem 19 anos e o estado de saúde é considerado estável. A previsão é de que o jovem, que está internado há sete dias no Hospital São Miguel, tenha alta em uma semana. Ele recebe medicações tratar a meningite e também a Gripe A.

A suspeita do médico é de que o paciente possa ter contraído o H1N1 durante uma prova de vestibular que realizou na semana passada, quando teve contato com pessoas de várias cidades.

Conforme Maria Inês Sant’Anna Rodrigues, infectologista da Dive, não há registro de outros casos de meningite causada por H1N1 no Estado. Ela explica que como a Gripe A é considerada uma doença nova, podem existir outras evoluções de casos que ainda não foram notificadas, já que nem sempre é possível identificar o vírus causador da meningite.

— Qualquer vírus que entrar no sistema nervoso pode causar a meningite. Então o da H1N1 também pode, embora não existam outros casos notificados no Estado — explica.

A infectologista explica que o tratamento adotado para combater esta doença é o mesmo da convencional, já que o tipo viral – independente do causador – é o mais comum entre os infectados.

Por

Comentários