30 jun17:42

Chapecoense estreia com empate na Série C

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

A Chapecoense estreou na Série C 2012 toda de verde. E o uniforme tradicional que poderia trazer a esperança da vitória, garantiu apenas um empate. O meia Athos desperdiçou um pênalti, que poderia garantir a vitória, no final do segundo tempo. Partida contra o Santo André terminou em 0 a 0.

Antes da estreia o técnico Itamar Schulle disse que era a hora do time mostrar e colocar em prática o trabalho feito durante os treinos e é claro buscar uma vaga na Série B. E o time procurou fazer isso no primeiro tempo. Com um início equilibrado a Chapecoense, que estava bem colocada dentro de campo, soube marcar bem e não deixou o time paulista criar jogadas.

Aos 12 minutos Lê perdeu uma boa oportunidade de abrir o placar. Ele invadiu a área do Santo André pelo lado esquerdo, mas chutou fraco e a bola ficou com o goleiro Bonan.

Minutos depois os jogadores da Chapecoense perderam mais uma bela oportunidade. Após uma bela troca de passes, não conseguiram concluir a jogada.

Aos 18 minutos, Dudu trabalhou a bola com Willian, passou para Neném que abriu bem com Lê, o atacante dominou a bola, chutou bem, mas foi para fora. Nesta jogada o goleiro Bonan reclamou da marcação da zaga do Ramalhão.

Neste primeiro tempo foram dois cartões amarelos. E a partida terminou assim 0 a 0.

- O time apertou, jogamos bem e com inteligência – disse Itamar antes de voltar para o vestiário.


Segundo tempo

Na segunda etapa os times voltaram sem alterações. Porém, o Santo André estava mais solto.

Aos 12 minutos numa jogada de Athos, o atacante Thuram chutou fraco e perdeu o gol, a bola ficou com Bonan. Minutos depois Thuram desperdiçou outra chance de abrir o placar.

Aos 25 minutos, o meia Dudu Figueireido entrou bem no lugar de Neném e quase marcou assim que entrou em campo. Ele ficou na cara do goleiro do Santo André, mas não finalizou.

Cinco minutos depois Junai, do Santo André, fez uma bela jogada. Ele finalizou de bicicleta e quase abriu para o Santo André. Foi uma bola perigosa na área do Verdão.

Os técnicos realizaram mudanças nos times. Uma delas foi a entrada de Marcelo no lugar de Raul. O atleta do time paulista foi expulso aos 47 minutos após reclamar da marcação de pênalti para a Chapecoense.

Aos 48 minutos o banco do Verdão ficou em pé e na torcida da hora da cobrança feita por Athos. O meia recebeu o apito do juiz e cobrou mal. A bola ficou nas mãos do goleiro Bonan, para o delírio dos torcedores e jogadores.

Após essa jogada, a Chapecoense teve mais duas oportunidades desperdiçadas em cobranças de escanteio. E o juiz apitou o fim da partida aos 49 minutos.

– Como capitão do time, e o nosso cobrador oficial (Eliomar) não estava em campo, assumi a responsabilidade – disse Athos, que estava de aniversário na sexta-feira, dia 29. Após o jogo ele disse ainda que será pai mais uma vez.



Estreia em casa

Chapecoense joga em casa no domingo, dia 8 de julho contra o Vila Nova. A partida está marcada para as 15 horas na Arena Condá.


Ficha do Jogo

SANTO ANDRÉ

Bonan, Alex, Junior Paulista, Luiz Paulo,Raul (Marcelo), Cláudio Britto,Badi, Djalma (Junai),Batata, Fabio Santos e Caiami (Vinicius Ramos).

Técnico: Claudemir Peixoto


CHAPECOENSE

Rodolpho, Chicão, Leonardo, Souza,William (Esquerdinha),Dudu , Athos,Neném (Dudu Figueiredo),Wanderson, Lê e Thuram (Cristiano).

Técnico: Itamar Schulle


Cartões Amarelos:

Batata, Luiz Paulo, Junai (Santo André)

Willian (Chapecoense)


Cartão vermelho: Marcelo (47 min 2ºT)


Arbitragem: Antonio Denival de Morais, auxiliado por Bruno Boschilia e Luciano Roggenbaun

Local: Estádio Hermínio Ometto, em Araras/SP

Público: 126

Renda: R$ 1.005


Por

Comentários