03 jul14:25

Chiqueiro vira loja de roupas em Concórdia

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A estrutura de uma propriedade modelo na criação e suínos na década de 70, na linha Fragosos, em Concórdia, atualmente serve para outro tipo de criação: roupas de moda. A granja foi desativada há mais de duas décadas, em outra crise da suinocultura. Até que em 2008 o casal de administradores Odílio Lins Júnior e Mônica Brancher Lins, decidiu transformar as pocilgas numa fábrica de roupas. Eles tinham uma indústria e quatro lojas em Florianópolis onde pagaram R$ 12 mil de aluguel por mês.

Foi então que Odílio decidiu utilizar os chiqueiros abandonados pelo seu pai, para produzir novamente. Onde era a maternidade dos porquinhos foram retiradas as baias e instalada uma loja. A estrutura das paredes e o teto permanecem, o que alia o rústico à leveza e delicadeza das peças que são vendidas no local.

– Os clientes adoram- conta Mônica. Tem pessoas que vão até o local só para conhecer.

Parte da madeira das divisórias foi aproveitada para os cabides, chamados “araras”. Em outro galpão que servia para a criação, foi instalada a sala de cortes, não de carnes, mas sim de tecidos. O piso é o mesmo onde circulavam os porquinhos. Mas as canaletas de escoamento dos dejetos foram fechadas. Os troféus que o sogro de Mônica conquistou na produção agropecuária, agora servem de peso para os moldes de papel.

>> Suinocultor transfere criação para o Centro-Oeste

>> Crise assombra o Oeste catarinense

O que foi considerado loucura por amigos e professores do casal, só trouxe benefícios. Como eles moram ao lado da indústria, podem atender melhor os dois filhos e a produção, em vez de minguar, triplicou. O Grupo Lemon, que tinha 11 colaboradores em Florianópolis, agora conta com 24. E neste mês deve abrir uma loja da marca Maria Catarina em Chapecó. Se o porco não estava mais dando lucro a produção de roupas vai muito bem.





Por

Um Comentário »

  • Rovilio Ficagna disse:

    Sao essas acoes que muda a historia de uma sociedade, parabens a familia, pretendo visitar com minha familia a fabrica e loja em breve

Comentários