04 jul22:39

Greve de trabalhadores de transportes de valores leva a falta de dinheiro em caixas eletrônicos em SC

Todo dia 5 é data de as pessoas receberem os salários e benefícios do INSS. Mas com a greve dos funcionários das empresas de transporte de valor pode ficar complicado colocar o dinheiro no bolso porque as agências não são abastecidas desde o último domingo e pode faltar cédula nos caixas eletrônicos.

O Banco do Brasil reduziu o saque máximo pela metade — de R$ 1 mil para R$ 500. Em Chapecó, alguns terminais de autoatendimento da Caixa Econômica estão fora de operação. O sindicato dos funcionários em carro forte (Sintravasc) informa que o limite de saque na instituição foi fixado em R$ 300.

O presidente do Sintravasc, Vilson Soares dos Santos, afirma que 80% dos profissionais aderiram à paralisação e o movimento é forte em Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis e Itajaí. Nesta quinta-feira, serão realizadas assembleias em várias cidades catarinenses e se a decisão for encerrar a greve o retorno ao trabalho é imediato.  A greve iniciou na segunda-feira, dia 2 de julho.

— Mas a tendência é de continuidade do movimento porque os patrões não melhoraram a proposta, afirma Vilson.

O presidente do Sintravasc diz que foi oferecido 4% de reajuste, enquanto a reivindicação é aumento de 14,88%, de 10% no vale alimentação e plano de saúde integral. A remuneração inicial é de R$ 1.085, conforme o sindicato.

O Ministério Público do Trabalho tenta mediar uma negociação e pediu a suspensão do movimento porque o sindicato das empresas de transportes de valores (Sindesp/SC), prometeu uma contraproposta. A resposta vem na assembleia desta quinta-feira.


DIÁRIO CATARINENSE



Por

Comentários