05 jul19:16

Liberados os voos no Aeroporto de Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Após 75 dias sem voos o Aeroporto Municipal Serafim Enoss Bertaso, de Chapecó, foi liberado ontem pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O local será reaberto ao tráfego aéreo nesta sexta-feira, dia 6 de julho, a partir das 0h. A Anac informou ainda que toda a infraestrutura do local estará disponível para as operações aéreas da aviação geral e regular. A partir dessa decisão a venda de passagens pelas companhias aéreas está liberada.

Antes da restrição, a pista tinha PCN 34, que é um grau de resistência do pavimento que permitia o pouso de Boeing 737, com 144 lugares. Com os problemas na pista o PCN foi rebaixado para 16, o que permitia apenas pouso de aeronaves com até 62 passageiros. Com a reforma a pista ficou com 2.063 metros e a Anac aprovou a PCN 45, que permite o pouso e decolagem de aeronaves com até 200 passageiros.

- Neste primeiro momento serão autorizados somente voos com aeronaves de até 62 passageiros, mas em 10 dias devem iniciar a operação de aeronaves com até 200 passageiros – disse o diretor de defesa do cidadão, Sergio Wallner.

A venda das passagens ainda não tem data para começar. Nesta sexta-feira a Administração do Aeroporto esteve reunida em Florianópolis com as empresas Avianca, Gol, NHT, Trip e Azul para definir questões operacionais. Agora cada empresa vai planejar como serão os horários de chegadas e partidas.

O fechamento do aeroporto causou prejuízo estimado de R$ 120 milhões, segundo o presidente da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic), Maurício Zolet. – Tivemos que transferir a Mercoláctea, que seria realizada maio, para o mês de novembro – disse Zolet.

O movimento em hotéis, restaurantes e agências de viagem caiu de 30 a 50% segundo empresários do setor.


Por

Comentários